Após Forte Trimestre, Investidores Preferem Embolsar Lucro no Último Dia

Após Forte Trimestre, Investidores Preferem Embolsar Lucro no Último Dia

Haramoto  | 31.03.2017 07:14

SIA: A maioria dos mercados da Ásia terminou em queda no último dia de negociação em março, enquanto os investidores aguardam a reunião de Trump com o presidente chinês Xi Jinping. Xi, juntamente com sua esposa Peng Liyuan, deverá ser hospedado por Trump e pela primeira-dama Melania Trump no campo de golfe do presidente dos Estados Unidos, na Flórida, na próxima quinta-feira e sexta-feira, mas Trump disse através do Twitter na quinta-feira que a reunião será "muito difícil" e que os EUA não poderiam mais tolerar déficits comerciais e perdas de empregos.

Na Austrália, o ASX 200 oscilou durante a maior parte da sessão e fechou 0,53% menor, com os investidores preferindo realizar lucro no último dia do trimestre, mas não tão longe de uma alta de dois anos nesta sexta-feira. O índice de referência ainda registrou um ganho semanal de 1,9%, o maior este ano e fechou o mês com alta de 2,7%, enquanto que no trimestre o índice registrou um ganho de 3,5%.

Os quatro grandes bancos australianos entregaram parte dos ganhos que alimentaram o ASX nesta semana, caindo entre 0,5 e 1,4% na sexta-feira, mas ainda subiram entre 1,5 e 3,9% durante a semana. National Australia Banking teve o melhor desempenho entre eles. O setor de materiais foi o único a registrar quedas globais durante a semana, embora a Rio Tinto (LON:RIO) tenha adicionado 0,6%, enquanto BHP e Fortescue caíram 0,9 e 0,5 por cento, respectivamente, durante as cinco sessões. Nesta sexta-feira, BHP subiu 0,3%, Fortescue avançou 0,5% e Rio Tinto fechou estável.

No Japão, o Nikkei fechou em queda de 0,81%, com o iene sendo negociado a 111,84 contra o dólar, mais forte do que os 112,19 do dia anterior e com os rendimentos dos títulos subindo durante a noite (os rendimentos são inversamente proporcionais aos preços). O núcleo da inflação do Japão em fevereiro aumentou 0,2% em relação ao ano anterior, marcando o crescimento mais rápido em quase dois anos, mas as despesas domésticas caíram 3,8% em fevereiro em relação a um ano atrás, maior do que as estimativas para uma queda de 1,7% dos analistas. Enquanto isso, a taxa de desemprego no Japão em fevereiro recuou para 2,8%, sua menor taxa desde junho de 1994 e marcou uma melhora no mercado de trabalho.

Na Coreia do Sul, o Kospi caiu 0,2%. A produção das fábricas do país em fevereiro caiu 3,4% em relação ao mês anterior, o pior em mais de 8 anos. Uma pesquisa da Reuters esperava que a produção industrial do mês passado ficasse estável. Enquanto isso, um tribunal sul coreano aprovou um mandado de prisão para a presidente deposta Park Geun-hye, por acusações de suborno e abuso de poder.

Na China, Índice PMI de manufatura para março subiu para 51,8, comparado com 51,6 de fevereiro. O PMI de serviços também veio mais fortes, com leitura de 55,1, em comparação com 54,2 do mês passado. A marca de 50 pontos separa o crescimento da contração numa base mensal. As bolsas do continente, destoaram de seus pares. Shanghai Composite fechou em alta de 0,39% e o Shenzhen Composite adicionou 0,34%. Enquanto isso, o índice de Hong Kong, Hang Seng, caiu 0,78%. O lucro anual relatado pelas companhias aéreas Air China, China Eastern Airlines e China Southern Airlines divulgados na quinta-feira ficaram aquém das expectativas dos analistas, devido perdas cambiais. O yuan se desvalorizou 6,6% em relação ao dólar no ano passado.

Durante comércio asiático, os preços do petróleo deslizaram. Na quinta-feira, a commodity subiu para a máxima em três semanas, depois que o ministro do Petróleo do Kuwait, Essam al-Marzouq, disse que seu país apoiava a ampliação do acordo de corte de produção da OPEP.

EUROPA: Mercados europeus abriram em queda na manhã desta sexta-feira, com os investidores digerido as novas diretrizes da UE para um potencial Brexit e analisando o relatório da inflação da zona do euro, que deve influenciar as expectativas da taxa de juros neste ano pelo BCE. O Stoxx Europe 600 cai 0,42%, diminuindo o seu ganho semanal para 0,8%. Para o trimestre, o benchmark pan europeu tenta estabelecer um ganho de 5%, seu terceiro aumento trimestral consecutivo.

As perdas de sexta-feira ocorrem em parte porque ações do setor de recursos declinam. Esse pessimismo se deve as incertezas políticas na África do Sul, que é um grande produtor de ouro e metais básicos. O Presidente Jacob Zuma demitiu o ministro das Finanças Pravin Gordhan em uma grande remodelação do gabinete e houve especulação de que Zuma pode renunciar em 2018. Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American (LON:AAL) cai 3,4%, Antofagasta (LON:ANTO) recua 2,7%, Glencore (LON:GLEN) recua 1,9%, enquanto BHP Billiton e Rio Tinto perdem 2,4% cada.

O FTSE 100 do Reino Unido cai pela segunda vez consecutiva, pesada por mineradoras, na sequência da queda dos preços dos metais. Mesmo assim o benchmark britânico segue para um ganho semanal de 0,2%. Para o primeiro trimestre, o benchmark de Londres segue para um ganho de 2,9%, seu quarto avanço trimestral consecutivo. Isso marcaria seu maior rali de alta trimestral desde 2011. Para março, o FTSE segue para um avanço de 1,2%, na sequência de um ganho de 2,3% para fevereiro.

Entre os dados econômicos já divulgados, houve um crescimento econômico de 0,7% para o quarto trimestre no Reino Unido. A agência de estatísticas da União Europeia anunciou que a inflação ao consumidor foi de 1,5% em março ante ano anterior, abaixo da taxa de inflação de 2% de fevereiro. O declínio da inflação foi mais acentuado do que o esperado pelos analistas que estimavam que os preços subiriam 1,8%. O declínio da inflação foi impulsionado pelos preços da energia e dos alimentos. A inflação subiu nos últimos meses, superando a meta do BCE pela primeira vez em quatro anos em fevereiro. Isso levou a Alemanha, a maior economia da zona do Euro, a pedir o fim da série de medidas de estímulo lançadas pelo BCE desde meados de 2014, quando autoridades políticas temiam que a zona do euro estivesse entrando na deflação. A inflação alemã caiu mais do que o esperado neste mês, enquanto a inflação francesa para o mesmo mês ficou mais fraco do que o esperado. Segundo analistas, de uma maneira geral, isso é uma má notícia para as esperanças do euro, pois é esperado que o BCE aperte a política monetária a qualquer momento e poderá desencadear outra rodada de perdas para a moeda comum.

A União Europeia publicou o seu projeto de diretrizes para negociar o Brexit, mostrando que o bloco está pronto para discutir um possível acordo de livre comércio com a Grã-Bretanha antes que os dois lados cheguem ao acordo final. Enquanto isso, Bruxelas está pronta para sediar o NATO nesta sexta-feira, quando o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, deve participar pela primeira vez.


AGENDA DO INVESTIDOR EUA:

9h30 - Core PCE Price Index (renda individual dos cidadãos norte-americanos) e Personal Spending (gastos dos consumidores) e também o núcleo do Personal Consumption Expenditures - PCE (gastos pessoais dos americanos - medida de inflação mais acompanhada pelo Fed);
10h45 - Chicago PMI de agosto (mede o nível de atividade industrial na região);
11h00 - Michigan Inflation Expectations (mede a porcentagem que os consumidores esperam do preço dos bens e serviços nos próximos 12 meses);
11h00 - Revised UoM Consumer Sentiment (mede a confiança dos consumidores na economia norte-americana);

ÍNDICES FUTUROS - 7h00:
Dow: -0,17%
SP500: -0,22%
NASDAQ: -0,16%

OBSERVAÇÃO: Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este elatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Haramoto

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.

';