Café: Indústria e Exportadores Movimentam Mercado Brasileiro

Café: Indústria e Exportadores Movimentam Mercado Brasileiro

Cepea  | 22.11.2017 09:14

Apesar da desvalorização do café arábica no mercado doméstico, o número de negócios aumentou nos últimos dias, quando as cotações externas da variedade estavam firmes e o dólar, mais valorizado frente ao Real. Segundo agentes consultados pelo Cepea, exportadores estiveram mais ativos, negociando maiores volumes de grãos de qualidade inferior, como o bebida rio, e menores quantidades dos de qualidade superior. Quanto aos preços da variedade, a queda acentuada das cotações externas no início desta semana, devido ao clima favorável no Brasil, pressionou os valores domésticos. Para o robusta, a procura de torrefadoras nacionais está aquecida. Entretanto, vendedores continuam retraídos, dificultando a efetivação de negócios.

AÇÚCAR: LIQUIDEZ DIMINUI, MAS PREÇO SEGUE EM ALTA NO BR

O ritmo de negócios diminuiu no mercado brasileiro de café nos últimos dias, refletindo a retração de alguns compradores por conta da recente valorização do açúcar cristal. No entanto, conforme colaboradores do Cepea, mesmo com o menor número de negócios captados no mercado spot, usinas permaneceram firmes e não baixaram os preços pedidos. Assim, o Indicador CEPEA/ESALQ, cor Icumsa de 130 até 180 (estado de São Paulo) registrou alta de 1,55% entre 14 e 21 de novembro, fechando a R$ 66,05/saca de 50 kg nessa terça-feira, 21.

ALGODÃO: BOM RITMO DE EMBARQUES E PARIDADE SUSTENTAM VALORES NO BR

As quedas expressivas das cotações do algodão em pluma no mercado doméstico entre o final de junho e meados de outubro aproximaram os valores internos da paridade de exportação. Com isso, conforme colaboradores do Cepea, vendedores aproveitam para cumprir contratos de exportação e também para efetivar novos negócios, principalmente para a temporada 2017/18. Assim, há cerca de um mês, as cotações domésticas têm oscilado entre R$ 2,39/lp e R$ 2,42/lp.

CENOURA: CLIMA REDUZ OFERTA E IMPULSIONA PREÇOS EM MG

Os preços da cenoura devem continuar elevados em novembro na região de São Gotardo (MG). Em outubro, as cotações permaneceram em alta na praça mineira, devido à menor produtividade (89 t/ha, em média), causada pelo clima seco, que prejudicou o crescimento secundário das raízes. Conforme colaboradores do Hortifruti/Cepea, as condições climáticas aumentaram em 20 dias o ciclo de desenvolvimento das cenouras, reduzindo a oferta e, consequentemente, valorizando a hortaliça. Em outubro, as cotações da raiz "suja" tiveram média de R$ 22,70/cx, 75% acima da média de setembro. Essa alta também esteve atrelada à redução de área nesta safra de inverno nas principais regiões produtoras no País. Assim, o volume comercializado diminuiu e as cotações estão 3,45 vezes maiores que as do mesmo período do ano passado. Em outubro, os preços estiveram 2,84 vezes acima das estimativas de custo de produção.

Cepea

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+