China Anuncia Medidas Restritivas e Derruba as Bolsas Mundiais.

China Anuncia Medidas Restritivas e Derruba as Bolsas Mundiais.

Haramoto  | 04.03.2013 07:26

ÁSIA:

A maioria das bolsas asiáticas fecharam em queda nesta segunda-feira. Destaque para as bolsas da China continental, depois que Pequim introduziu um novo conjunto de restrições sobre o mercado imobiliário, incluindo aumento na taxas de empréstimos sobre a segunda residência em cidades que tem tido aumento acentuado nos preço dos imóveis, além de um aumento de 20% nos impostos sobre vendas de imóveis.

O Xangai Composite terminou em queda de 3,7%, sua pior queda percentual desde agosto de 2011. Diversas construtoras fecharam em queda no limite de 10% diário permitido, como a Poly Real Estate Group, Shanghai Industrial Development e Anhui Conch Cement em Xangai e China Vanke e Cofco Property Group em Shenzhen.

Em Hong Kong, China Resources Land perdeu 8,9% e Land & Investment China Overseas derrapou 7,1%, enquanto Guangzhou R & F Properties caiu 10,9%. A referência de Hong Kong, o índice Hang Seng declinou 1,5%.

Em outros lugares, Kospi da Coreia do Sul caiu 0,7% e S&P/ASX 200 da Austrália caiu 1,5%. Contrariando a tendência regional, as ações japonesas fecharam em alta. O Nikkei avançou 0,40% e Topix subiu 1,1%, enquanto o dólar foi negociado acima de ¥93,50, após ganhos na sexta-feira.

O setor imobiliário, que haviam desfrutado de ganhos na semana passada após dados de preços de terra apresentarem altas, subiram bruscamente novamente nesta segunda-feira. Mitsui Fudosan e Sumitomo Realty & Development saltaram 4,2% cada e Mitsubishi Estate avançou 4,5%, apesar da construtora Sekisui House ter uma alta modesta de 1,7%. O iene mais fraco também alimentou os ganhos para grandes exportadores. Sony saltou 3,2%, Bridgestone subiu 2,3%.

No lado negativo, as perdas nos preços futuros de petróleo bruto na semana passada pesaram no setor de energia. Inpex perdeu 2,5%, e JX Holdings caiu 1,3%. Mineradoras tiveram quedas durante a sessão, depois que os preços do ouro, terminaram em seu pior nível desde julho do ano passado e futuros do cobre caíram para o menor nível em três meses na sexta-feira. Rio Tinto caiu 3,7%, BHP Billiton, negociados ex-dividendos, perdeu 3,5% e a produtora de ouro Newcrest Mining recuou 1,1%.

A gigante russa de metais, listada em Hong Kong, United Co. Rusal perdeu 3,4% depois que anunciou corte de 300 mil toneladas em sua produção de alumínio até o final de 2013. Outra gigante, a Samsung Electronics caiu 0,3%, depois que uma decisão judicial na sexta-feira, nos EUA, reduziu o valor da indenização que a empresa deverá pagar à arqui-rival Apple Inc. em cerca de 43%, para menos de US$ 600 milhões.

EUROPA:

As bolsas europeias registram perdas, acompanhando o fraco desempenho na Ásia, onde ações do setor imobiliário despencaram depois que o país ditou novas regras restritivas no setor. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,36%, somando-se a perda de 0,3% na sexta-feira.

Empresas de mineração postam as maiores perdas no pan-índice europeu, depois das novas medidas para esfriar o mercado imobiliário. As ações da Rio Tinto perdem 2,9%, BHP Billiton cai 2% e Kazakhmys perde 4,5%. As ações da Anglo American recuam 3,6%, após Nomura cortar a mineradora de "neutro" para "reduzir". Os prejuízos para as empresas de mineração pesam sobre FTSE 100 do Reino Unido.

Entre outras destaques de queda, as ações do HSBC caem 2,97%, após o banco registrar um lucro líquido de 2,012 14,02 bilhões de dólares, abaixo dos 16,8 bilhões de dólares do ano passado. Na França, as ações da ArcelorMittal recuam 2,2%, após o Goldman Sachs cortar o preço-alvo da siderúrgica de €11,50, para €11,10. O índice CAC 40 cai. Na Alemanha, a siderurgia ThyssenKrupp cai 2,37%. O índice DAX 30 cai.

AGENDA DE HOJE:

EUA: 10h00 - FOMC Member Yellen Speaks (discurso da Vice-Presidente do Conselho de Governadores Janet L. Yellen )

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO

EUROPA: Purchasing Managers Index Services de Fevereiro (nível de atividade de serviços na Europa); Purchasing Managers Index Composite de Fevereiro (nível de atividade dos setores manufatureiro, de serviços e construção na Europa); Retail Sales de Janeiro (vendas totais do mercado varejista no mês, não levando em conta o setor de serviços).
ALEMANHA: Purchasing Managers Index Services de Fevereiro (nível de atividade econômica no setor de serviços da Alemanha).
REINO UNIDO: Não está prevista a divulgação de indicadores econômicos.
EUA: 12h00 - ISM Services de Fevereiro (termômetro do setor de serviços dos Estados Unidos).

ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):

ÁSIA
Austrália: -1,49%
Nikkei: +0,40%
Hang Seng: -1,50%
Xangai Composite: -3,65%

EUROPA
London - FTSE: -0,59%
Paris Cac 40: -0,29%
Frankfurt - Dax: -0,61%
Madrid IBEX: +0,03%
Milão MIB 40: -1,20%

COMMODITIES
BRENT: -0,29%
WTI: -0,64%
OURO: +0,06%
COBRE: -0,12%
NÍQUEL: -0,36%
SOJA FUTURO: +0,61%
ALGODÃO FUTURO: -0,42%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,30%
SP500: -0,35%
NASDAQ: -0,35%

BALANÇOS CORPORATIVOS:
BRASIL: Bematech. Brasil Foods, Energias BR, EVEN, HRT, M.DiasBranco, MILLS

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.

Haramoto

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+