Dados da China Decepcionam e Derrubam as Bolsas Mundiais

Dados da China Decepcionam e Derrubam as Bolsas Mundiais

Haramoto  | 15.04.2013 07:22

ÁSIA: As bolsas da Ásia tropeçaram nesta segunda-feira depois que a China relatou uma produção industrial e crescimento econômico mais fraca do que o esperado, alimentando dúvidas sobre o ritmo de recuperação e as perspectivas para a maior economia da região. Os indicadores econômicos chineses adicionaram pressão de venda nos mercados regionais, já pesadas por uma forte recuperação do iene, bem como uma queda dos preços das commodities e sinais fracos em Wall Street na sexta-feira.

O Xangai Composite recuou 1,1% e Hang Seng de Hong Kong caiu 1,4%, após números mostrarem que a economia chinesa expandiu 7,7% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, ou seja, mais fraco do que o crescimento de 8% previsto pelos economistas.

A produção industrial de março ficou em 8,9% ante o mesmo mês do ano passado, também mais fraca do que o previsto. Os Índices de ações que contam a China como um parceiro comercial fundamental estenderam as perdas.

Nikkei do Japão caiu 1,6%, S&P/ASX 200 da Austrália perdeu 0,9%, TAIEX de Taiwan recuou 0,7% e Kospi da Coreia do Sul recuou 0,2%. Uma série de ações chinesas caíram acentuadamente decepcionadas com os dados econômicos.

Sany Heavy Industry perdeu 2,4%, Ping An Insurance caiu 1,6% e Great Wall Motor recuou 1,4% no comércio de Xangai. Em Shenzhen, Zoomlion Heavy Industry Science and Technology caiu 5,5% e Chongqing Changan Automobile caiu 4%.

Em Hong Kong, o Banco Industrial e Comercial da China recuou 1,5% e a fabricante de calçados Belle International Holdings caiu 2,2%. A queda nos mercados japoneses vieram depois que o Tesouro dos EUA advertiu indiretamente o Japão na sexta-feira, no sentido de enfraquecer a sua moeda.

O iene recuperou acentuadamente após os comentários, com o dólar dos EUA caindo abaixo de ¥98 na segunda-feira, contra ¥98,92 no final da sexta-feira nos EUA. Em Tóquio, Honda Motor caiu 1,8%, Hitachi perdeu 3,2% e Bridgestone recuou 2,5%, com a ascensão da moeda local.

Ações de commodities na região sofreram depois que o futuro do ouro bater seu nível mais baixo em 21 meses nos EUA na sexta-feira e continuou a cair na Ásia na segunda-feira depois dos dados chineses, acompanhando a queda de outras commodities.

BHP Billiton recuou 3,1% e Newcrest Mining mergulhou 8,2% em Sydney. Em Tóquio, asiderúrgica JFE tropeçou 3,8%, enquanto em Seul, Coreia Zinc despencou 14%. Em Hong Kong, petroleira Cnooc perdeu 3,1% e Zhaojin Mining Industry caiu 10%. Em Xangai, Zijin Mining Industry caiu 5,6% e Jiangxi Copper despencou 4,7%.

EUROPA: As bolsas europeias postam fortes perdas nesta segunda-feira, pesadas pelos números chineses após dados mais fracos do que o esperado influenciando os preços dos metais e principalmente as mineradoras. O índice Stoxx Europe 600 cai 0,9%, para 289,64, depois de recuar 0,9% na sexta-feira.

As ações da Randgold Resources afundam 8,9% em Londres, Kazakhmys perde 7%, Polymetal International recua 7,8%, BHP Billiton perde 2,9% e Rio Tinto cai 3,1%. FTSE 100 do Reino Unido recua.

No resto da Europa, as ações da fabricante de medicamentos Roche sobem 1,20% após JP Morgan Cazenove reiterar sua classificação de "overweight" e elevar o preço-alvo para 280 francos suíços, ante 270 francos.

Outros fabricantes de medicamentos também sobem. Novartis sobe 0,4% e Sanofi sobe 1,6%. As ações da Sky Deutschland sobem 3,5%, após JP Morgan Cazenove elevar a empresa de "neutro" para "overweight", citando maior confiança na rentabilidade e margens.

DAX 30 da Alemanha cai. As ações do Deutsche Bank recuam 1,61%. Na França, o índice CAC 40 também perde. Accor desliza 4,6%, após o Credit Suisse cortar a operadora de hotéis para "underperform".

A gigante do petróleo Total cai 1,5% seguindo os preços do petróleo. As ações da Compagnie de Saint-Gobain avançam 1,6%, com o Bank of America Merrill Lynch elevando a empresa de construção de "underperform" para "comprar".

EUA: Os investidores aguardam o resultado do Citigroup antes da abertura do mercado. O banco deverá informar lucro de 1,18 dólar por ação no primeiro trimestre e vendas de 20,16 bilhões dólares, consenso de acordo com uma pesquisa feita pela FactSet.

AGENDA DE HOJE:

BRASIL: Vencimento de opções sobre ações negociadas na BM&F Bovespa.

EUA: 12h00 - Existing Home Sales (vendas de imóveis usados nos Estados Unidos).

AGENDA DA PRÓXIMA SESSÃO

EUROPA: ZEW Economic Sentiment (sentimento do investidor institucional na Zona do Euro); Consumer Price Index - CPI (indicador da inflação ao consumidor europeu) e Core CPI (mede a evolução dos preços de bens e serviços, excluindo alimentos e energia);

ALEMANHA: German ZEW Economic Sentiment de setembro (sentimento no longo prazo do investidor institucional na Alemanha)

REINO UNIDO: Consumer Price Index - CPI (indicador mensal da inflação ao consumidor britânico), Core CPI (mede a evolução dos preços de bens e serviços, excluindo alimentos e energia), DCLG HPI (mede a variação no preço de venda das casas) e o RPI - Retail Price Index (mede a evolução dos preços de bens e serviços adquiridos pelos consumidores para fins de consumo. Ela inclui os custos de habitação (O CPI não), Índice de preços do produtor mensal (PPI Input) e Taxa de Inflação mensal (PPI Output).

EUA: 10h30 - Housing Starts (número de casas que começaram a ser construídas) e Building Permits (autorizações para a construção de imóveis foram concedidas), ambos de março; 10h30 - CPI - Consumer Price Index (Indicador mensal da inflação ao consumidor dos Estados Unidos) e de seu núcleo Core CPI (mensura os preços ao consumidor, com exceção dos custos relativos à alimentação e energia), ambos de dezembro;

ÍNDICES MUNDIAIS (7h10):

ÁSIA
Austrália: -0,91%
Nikkei: -1,55%
Hang Seng: -1,43%
Xangai Composite: -1,13%

EUROPA
London - FTSE: -1,27%
Paris Cac 40: -1,10%
Frankfurt - Dax: -1,08%
Madrid IBEX: -1,13%
Milão MIB 40: -1,09%

COMMODITIES
BRENT: -1,97%
WTI: -2,50%
OURO: -5,40%
COBRE: -4,07%
NÍQUEL: -2,63%
SOJA FUTURO: -0,30%
ALGODÃO FUTURO: -0,47%

INDICES FUTUROS
Dow: -0,41%
SP500: -0,62%
NASDAQ: -0,51%

BALANÇOS CORPORATIVOS:

EUA: Charles Schwab, Citigroup, First Republic Bank, Layne Christensen, M&T Bank, Webster Financial, Brown & Brown, Pep Boys, Pinnacle Finl, Stanley Furniture

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.

Haramoto

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+