Dados de Empregos nos EUA Podem Impulsionar o Dólar?

Dados de Empregos nos EUA Podem Impulsionar o Dólar?

Investing.com  | 06.03.2020 10:26

Por Kathy Lien, diretora executiva de estratégia de câmbio da BK Asset Management

O dólar estadunidense registrou uma forte desvalorização na quinta-feira, atingindo seu nível mais fraco contra o iene japonês desde setembro de 2019. A moeda americana também retomou sua alta contra o euro e a libra esterlina, com o par EUR/USD batendo no nível de 1,12. O dólar vem enfrentando uma semana difícil no exterior, com o Índice Dólar se desvalorizando mais de 3% desde a máxima de fevereiro. Grande parte desse declínio pode ser atribuída ao Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), que estimulou a especulação de um corte de juros na semana passada e de fato reduziu as taxas em 50 pontos-base na terça-feira. Apesar de o mercado estar precificando uma flexibilização maior em abril, alguns investidores estão alimentando esperanças de que o relatório de empregos não agrícolas desta sexta-feira possa impulsionar o dólar.

Tradicionalmente, a folha de pagamentos não agrícola é um relatório que movimenta bastante o mercado, podendo facilmente mudar a perspectiva de uma moeda, mas neste caso isso é pouco provável. Os economistas preveem uma desaceleração na geração de empregos e no crescimento dos salários. Em vista da atual atitude do mercado em relação ao dólar estadunidense e da liquidação de praticamente 1.000 pontos nas ações, um relatório fraco deve ter um impacto maior na moeda americana do que um relatório forte. A razão é que os investidores vão considerar que o número mais brando seria uma justificativa para uma flexibilização maior do Federal Reserve. Um número forte, por outro lado, seria considerado como um dado atrasado que não refletiria o verdadeiro impacto do coronavírus. Embora mais indicadores favoreçam um relatório forte (como mostramos abaixo), qualquer rali inicial provocado por um bom número deve apresentar uma rápida reversão. O USD/JPY perdeu o patamar de 106,50 e pode ir em direção aos 105 se o relatório de emprego desapontar.

Ainda estamos aguardando o Banco Central Europeu anunciar uma flexibilização, o que prejudicaria a disparada no euro por enquanto. Se o relatório de empregos ficar abaixo das expectativas, o próximo ponto de parada do EUR/USD seria 1,1300.

Argumentos a favor de um relatório de empregos mais forte:

1. O componente de emprego do ISM não industrial subiu de 53,1 para 55,6;

2. Challenger registra -26,3% nas demissões;

3. Índice de Confiança do Consumidor do Conference Board sobe de 130,4 para 130,7;

4. Índice de Confiança da Universidade de Michigan sobe de 99,8 para 101.

5. O componente de emprego do ISM industrial subiu de 46,6 para 46,9.

Argumentos a favor de um relatório de empregos mais fraco:

1. ADP registra 183K na folha de pagamentos privada vs. 209K anterior;

2. Média Móvel de 4 Semanas sobe levemente de 212K para 213K;

3. Pedidos contínuos de seguro-desemprego sobem de 1,701M para 1,729M.

O USD/CAD também pode atingir a máxima de 8 meses se os dados de trabalho no Canadá ficarem aquém das expectativas. Ao longo de 2019, o mercado de trabalho canadense apresentou um desempenho extraordinário. Até mesmo o último relatório foi positivo, com mais de 34K empregos criados no mês de fevereiro. No entanto, o Banco do Canadá achou que era necessário reduzir as taxas de juros em 50 pontos-base nesta semana, com o governador Stephen Poloz dizendo ainda que os cortes de juros podem ajudar na confiança do consumidor. Considerando a força geral dos últimos dados no Canadá, não podemos deixar de acreditar que sua decisão de fazer uma flexibilização agressiva foi motivada pela fraqueza nos novos dados que serão revelados nos relatórios de emprego da sexta-feira e do IVEY PMI.

Investing.com

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.