Dez Tendências Para 2030

Dez Tendências Para 2030

Tiago Reis  | 20.02.2020 12:46

Um dos critérios que mais me atento ao fazer a análise fundamentalista de uma empresa são as tendências de seu setor. Gosto de companhias que estejam inseridas em mercados com perspectivas favoráveis de crescimento, e evito aquelas na posição contrária.

Dessa forma, Google (NASDAQ:GOOGL) e Facebook (NASDAQ:FB) são empresas que crescerão organicamente mesmo que nada façam, à medida que mais e mais negócios migram para o canal digital. Do outro lado, empresas de DVD, por exemplo, enfrentarão cada vez mais dificuldades (já as estão enfrentando).

Pensando nisso, gostaria de compartilhar uma thread elaborada pelo especialista em tecnologia e escritor David Perell, publicada em seu Twitter.

Perell propõe reflexões sobre como será o mundo daqui a dez anos, à medida em que se torna cada vez mais digital. O americano lista as 14 principais previsões que ele enxerga, e eu transcreverei as 10 que mais me chamaram atenção:

  1. Desenvolvimento das cidades;

As cidades terão que se tornar cada vez mais inteligentes e eficientes. Iniciativas como entrega instantânea de alimentos, cozinhas compartilhadas, carros autônomos e métodos alternativos de ensino serão cada vez mais predominantes.

  1. Universidades medíocres não irão sobreviver;

Este é um problema maior para a economia norte-americana, onde é muito comum que seus estudantes se financiem para estudar. O problema é que essa dívida estudantil se tornou insustentável.

Atualmente, 44 milhões de americanos possuem mais de US$ 1,5 trilhão em dívida estudantil, um aumento de 457% em relação a 2003. Por conta disso, centenas de universidades de baixo nível falirão.

  1. Novos métodos de educação;

Atualmente, possuímos qualquer informação na palma da nossa mão, e isso só aumentará com o passar dos anos. No entanto, as instituições de ensino ainda não se adaptaram a isso, e possuem um método arcaico, existente há dezenas de anos.

A informação nunca esteve tão democratizada. Por conta disso, haverá uma disrupção na indústria: educação escolar em casa se tornará cada vez mais comum, e professores empreendedores e independentes que saibam utilizar o canal online para comunicar com seus alunos farão muito dinheiro.

  1. Proliferação do trabalho remoto;

O número de trabalhadores remotos crescerá em mais de 500% nessa década. As pessoas querem cada vez mais ter controle sobre seu tempo e espaço, e o aumento generalizado dos custos dos escritórios nas grandes cidades irá acelerar essa tendência.

  1. Os videogames acelerarão a tendência de trabalho remoto;

As crianças de hoje nascem totalmente imersas em um ecossistema digital. Isso possui diversas consequências ainda inimagináveis. Elas crescerão fazendo amigos online e possuirão um entendimento de colaboração digital muito maior do que nós possuímos.

Por conta disso, as vídeoconferências irão se desenvolver cada vez mais, e não haverá necessidade para encontros presenciais, tornando a interação online cada vez mais natural.

  1. Novos tipos de educação empresarial;

Os trabalhadores autônomos necessitam de diversas habilidades diferentes, que vão desde design, marketing digital, finanças, escrita, comunicação e, obviamente, programação. Esse tipo de necessidade criará demanda por serviços de treinamento voltados a esses profissionais.

  1. Criação de audiências;

Atualmente, qualquer pessoa pode ser uma formadora de opinião do assunto que entender. Dessa forma, aqueles que conseguirem criar uma audiência, de preferência qualificada, e produtos para ela, ascenderão.

Lembre-se: no mundo de hoje, conteúdo é rei, e distribuição é a rainha. Se você deseja abrir seu próprio negócio, crie uma audiência, crie um produto para essa audiência e, por fim, busque a escalabilidade de seu produto.

  1. Novos modelos de negócios;

O novo sonho é criar um negócio lucrativo, sustentável e remoto. Um software que possa ser gerido de qualquer lugar, facilmente escalável e assíduo em geração de caixa.

  1. Informação baseada em vídeo;

Cada vez mais pessoas se comunicarão por vídeo. Pense o quão confortável são as crianças em frente a uma câmera em comparação a um adulto de 40 anos. Milhares de trabalhadores irão criar audiência ao compartilhar seus conhecimentos e sua vida.

  1. Desigualdade;

As empresas estão cada vez criando mais e mais valor, com menos e menos pessoas. Pode analisar: as gigantes de tecnologia possuem um múltiplo Receita / Funcionário muito maior do que as outras companhias do mundo.

O WhatsApp possuía 900 milhões de usuários com apenas 50 engenheiros e foi vendido ao Facebook por US$ 19 bilhões.

Haverá também uma intensificação na desigualdade intelectual. Pessoas com acesso a mais informação e maior capacidade de processamento possuirão vantagens competitivas muito sólidas.

Essas foram as 10 tendências identificadas por David Perrel que eu mais gostei. O mesmo ainda nos aconselha a focar em cinco principais indústrias: energia, educação, habitação, saúde e transporte. O custo de todos esses setores está crescendo a taxas maiores do que a inflação faz tempo, o que significa que há uma grande demanda de consumidores dispostos a pagar mais dinheiro por novas soluções que resolvam suas dores.

E você, o que acha desses pontos? Escreva nos comentários uma tendência que você enxerga para o mundo daqui a 10 anos.

Tiago Reis

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Sebastião Buck Tocalino
Sebastião Buck Tocalino

Parabéns, Tiago, pelo excelente conteúdo do seu texto! Com relação a isso, venho me dedicando a um programa meu de educação básica interativa, portátil e gratuita via dispositivos móveis Android. O ABCSimples.com.br foi inicialmente concebido e programado por mim para alfabetizar meu filho antes dos 3 anos de idade. Deu resultados tão surpreendentes, que espero contribuir para uma alfabetização lúdica mais democrática para todo o território nacional. O software pode ser todinho instalado no aparelho, dispensando assim qualquer necessidade de internet e deixando-o mais rápido. Os dispositivos móveis podem ser recarregados por energia solar, dispensando também qualquer acesso à rede elétrica. Ou seja, crianças poderão aprender brincado, sem a assistência de adultos, em qualquer lugar do Brasil e sem se deslocarem de suas casas ou aldeias. (Obs: ABCSimples.com.br não é compatível com aparelhos Apple)  ... (Leia Mais)

26.02.2020 21:53 GMT· Responder
Mesquita Azevedo
Mesquita Azevedo

Qual será o papel do governo daqui a 10 anos diante desses ícones indicados? Lembremos que a ferramenta promordial para essa evolução é o cerebro humano. Diante do cenário atual é necessario urgentemente agir sobre esse foco.  ... (Leia Mais)

22.02.2020 13:29 GMT· Responder
Régis Steffens
Régis Steffens

O começo do teu texto achei fraco, mas desenvolveu bem e busco pontos fortes que os arcaicos ainda não enxergaram em suas empresas ou seus negócios! Parabéns, não é arrogante e prepotente igual ao teu concorrente...  ... (Leia Mais)

21.02.2020 00:07 GMT· Responder
Ray Redington
Ray Redington

Ponto 10 é o central. Futuro com multidões ignorantes e empobrecidas (além de idosas e sustentando seus jovens). Estas serão o recurso explorado por 'empreendedores' políticos cujo discurso, e talvez ações, serão decisivas na relação entre governos democráticos e o mercado. Talvez surjam programas de renda mínima financiados por regulação tributária das gigantes ponto com, no primeiro mundo. No Brasil... América Latina em geral... prognóstico é sombrio  ... (Leia Mais)

20.02.2020 22:17 GMT· Responder
Lucas Thieres
Lucas Thieres

Que tal a perda de espaço e simultaneamente a decadência da mídia televisiva para as via internet. Cada vez menos as pessoas utilizam TV para se informarem e se atualizarem, ao mesmo tempo que mais fazem tal pela internet. O que torna as FAKE NEWS uma questão prioritária.  ... (Leia Mais)

20.02.2020 21:56 GMT· Responder
Acos Aler
Acos Aler

Se depender dos políticos daqui o Brasil vai pra era do bronza  ... (Leia Mais)

20.02.2020 21:34 GMT· Responder
Lucas At
Lucas At

faltou 1: o verão 180° na sombra  ... (Leia Mais)

20.02.2020 21:30 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.