Dólar em Alta: Invista em Ações Americanas

Dólar em Alta: Invista em Ações Americanas

Eduardo Guimarães  | 12.05.2020 07:05

Na coluna de hoje, vou falar sobre investimentos no exterior, principalmente em ações na bolsa dos Estados Unidos, e como se proteger da alta do dólar nos seus investimentos.

Dólar: para o alto e avante

O dólar acumula uma impressionante valorização de 45 por cento em 2020, com cotação de 5,84 reais por dólar em 7 de maio. O dólar está se fortalecendo em relação às moedas dos países emergentes, pois é considerado uma reserva de valor global, mas o Real tem apresentado o pior desempenho em relação à moeda americana em 2020.

No caso brasileiro, o movimento vem sendo amplificado pelo ajuste na política monetária e pela incerteza política em relação à realização das reformas.

A apreciação do dólar em relação ao real deve continuar. A inflação deve permanecer em baixa e tudo indica que a economia deve continuar desaquecida neste futuro próximo. Nesse cenário, a taxa de juros deve seguir estruturalmente baixa por algum tempo, o que reduzirá o movimento de vinda de recursos devido ao diferencial de taxas de juros entre o Brasil e o resto do mundo.

Decisão do Copom

A decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de cortar a taxa de juros (Selic) em 75 pontos base para 3 por cento ao ano superou as expectativas, que eram de um corte de 50 pontos base. Além disso, o comunicado do Banco Central (BC) indicou que o ritmo da expansão monetária pode avançar nas próximas reuniões, deixando bem clara sua propensão a realizar mais cortes à frente. Estes dois pontos jogaram um combustível a mais na desvalorização do real nesta semana, pois o investidor estrangeiro fica menos atraído pelo diferencial de taxa de juros entre Brasil e Estados Unidos.

O fluxo de investidores estrangeiros está negativo na bolsa de valores devido ao maior nível de aversão ao risco no mundo. O movimento é de busca pela qualidade da segurança dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos (“Treasuries”).

Não me atrevo a fazer previsões sobre a taxa de câmbio, mas acredito que o momento atual aponta para um viés de alta no dólar.

Seguro morreu de velho

No momento atual de aumento do nível de aversão ao risco se destacam as classes de ativos para proteção (hedge), como ouro e dólar, que apresentam valorização de 57 por cento e 45 por cento, respectivamente, em 2020.

Ressalto que é muito importante ter uma posição de seguro (hedge) na carteira como fundos cambiais (dólar) e ouro, com participação de 3 a 5 por cento do patrimônio. Entretanto, os fundos cambiais e de ouro são passivos, ou seja, eles têm a função de acompanhar a oscilação do dólar/ouro e não lucrar com a oscilação.

Aqui eu peço licença aos corretores de seguro para recordar o velho ditado: “a gente paga seguro para não usar”. Assim, os fundos cambiais e de ouro funcionam exatamente como um seguro, ou seja, para proteção do patrimônio, e não para ter valorização.

Proteção por meio da diversificação

Acredito que, mesmo com a forte alta do dólar em 2020, investir em ativos no Exterior é essencial para o bom desempenho de uma carteira de investimentos.

A lógica por trás do investimento em ativos no Exterior é a de diversificação. De forma geral, os ativos dos brasileiros estão concentrados no Brasil, seja em renda fixa, ações e imóveis (o chamado “kit Brasil”).

Na hipótese de uma deterioração da conjuntura econômica do Brasil devido à quarentena para combate ao coronavírus, todos esses ativos serão afetados negativamente ao mesmo tempo.

Portanto, o investimento em ativos no Exterior busca proteger o investidor local contra a depreciação do real, ou seja, fazer hedge (seguro) contra a alta do dólar.

O que fazer agora?

Uma vez que você já tenha feito o seu seguro e tenha alguma proteção do seu patrimônio em dólar e ouro, recomendo o investimento em ações dos Estados Unidos, para obter rendimento superior no longo prazo e aumento do seu patrimônio.

Como fazer isso? Existem duas opções bem simples de investir o seu dinheiro em ações americanas aqui mesmo no Brasil, sem a necessidade de realização de operações de câmbio e do envio efetivo dos seus recursos para fora do Brasil, o que costuma ser caro e complexo do ponto de vista fiscal.

Estratégia passiva: ETF de IVVB11 (S&P 500)

A estratégia consiste em comprar um ETF de índice S&P 500 (IVVB11), principal índice de ações da bolsa dos Estados Unidos representado por 500 empresas americanas. Dessa forma, o IVVB11 entrega para o investidor a variação do S&P 500 somada à variação do dólar, ou seja, o investidor fica “comprado” em dólar e S&P 500. O IVVB11 é negociado aqui na bolsa de valores brasileira e não há necessidade de envio de recursos para o Exterior.

Uma forma simples, barata e eficiente de investir no principal índice da Bolsa de Valores do Estados Unidos, representado pelas 500 maiores empresas do país. As cotas do IVVB11 são negociadas como se fossem uma ação e o fundo cobra uma taxa de administração relativamente baixa (de 0,24 por cento por cento ao ano), com gestão da BlackRock (NYSE:BLK), uma das mais importantes gestoras dos Estados Unidos.

O S&P500 engloba empresas que possuem negócios globais com sede nos Estados Unidos, como Apple (NASDAQ:AAPL), Amazon (NASDAQ:AMZN), Microsoft (NASDAQ:MSFT), Google (NASDAQ:GOOGL), Facebook (NASDAQ:FB), Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa), Coca-Cola (NYSE:KO), Boeing (NYSE:BA), entre muitos outros nomes conhecidos.

Um fator de suma importância é a diversificação de setores. Uma parte considerável do Índice é formada por empresas do Vale do Silício (que devem comandar o desenvolvimento de novas tecnologias para o nosso futuro) e até mesmo por empresas de biotecnologia (que são inexistentes no Índice do Brasil).

Fundos de investimentos em BDR

Outra forma de se investir no principal índice de ações americanas (S&P 500) aqui mesmo no mercado local é por meio de fundos multimercado com investimento no Exterior que compram recibos de ações americanas (BDR’s) negociados na B3. Esses fundos têm taxa de administração de 1 por cento ao ano e liquidez em D+1, ou seja, o pedido de resgate é feito num dia e o pagamento dos recursos ocorre no dia seguinte.

Basicamente existem duas opções de fundos de BDR’s com exposição ao índice S&P 500 da Bolsa americana: com ou sem exposição cambial. No primeiro caso, o rendimento será determinado pela variação do dólar e do S&P 500 e; no segundo caso, apenas pela variação do índice de ações dos EUA.

Rendimento das aplicações financeiras

O investimento em ETF de S&P 500 (IVVB11) acumula rendimento de 31,9 por cento em 2020, terceiro melhor desempenho em termos de classes de ativos neste ano. Esse ganho é possível devido à valorização de 48,9 por cento no dólar, somado à queda acumulada de 10,8 por cento no S&P 500 no período.

Retorno Índices 2020

Recomendação de fundo de investimento: Western US Index 500

O Fundo Multimercado aplica no índice futuro S&P 500 presente na B3. Com isso, a exposição à bolsa americana é feita localmente, sem a necessidade do envio de recursos para o Exterior. Dada a estrutura montada, o Fundo permite um rendimento maior que o do S&P 500, pois, além da variação do Índice americano, a estrutura permite que o Fundo capture o diferencial entre a taxa de juros do Brasil e a dos EUA.

O Fundo permite uma total diversificação de riscos sem correlação com Brasil, pois não possui exposição cambial (apenas exposição residual, a qual é praticamente zero). O Índice americano, conforme dito anteriormente, engloba empresas que possuem negócios globais com sede nos EUA, como as já citadas anteriormente.

Na prática, o Fundo tem o rendimento do diferencial dos juros entre Brasil e EUA. Somado a isso, também tem o rendimento da variação do S&P (o mesmo da aposta de Buffet) sem tirar o seu dinheiro do País. Possui ainda disponibilidade dos recursos resgatados em D+1, com taxa de administração de 1 por cento ao ano e sem oscilação do dólar. E o mais importante: o Fundo é destinado a todos os tipos de investidores (não precisa ser qualificado) e está em praticamente todas as plataformas. Por ser um multimercado, a tributação do Fundo acontece de acordo com a tabela regressiva de imposto.

Warren Buffet na reunião da Berkshire Hathaway

No sábado 2 de maio, aconteceu a tão esperada reunião anual de acionistas da Berkshire.

Uma das recomendações do Warren Buffett é investir em um fundo de índice S&P 500. Como alguns ETFs nos EUA chegam a ter uma taxa de administração de apenas 0,04 por cento (enquanto aqui no Brasil o IVVB11 tem taxa de administração de 0,24 por cento ao ano) e ainda distribuem dividendos (o que não ocorre no Brasil), os fundos de índices podem dar aos investidores exposição às empresas que foram responsáveis pelo sucesso econômico dos Estados Unidos ao longo de décadas.

Uma das frases de destaque da longa apresentação de Warren Buffet: “Nunca apostem contra a América”.

Eu concordo 100 por cento com o sábio de Omaha.

Conclusão

Acredito que o momento é bastante propício para se investir em ações americanas e no principal índice da Bolsa dos EUA (S&P 500), ainda mais com a forte alta do dólar.

Comece agora e invista menos 2 mil reais no IVVB11 ao comprar 10 quotas (quantidade mínima) do ETF de ações americanas, ao preço de fechamento de 183 reais por cota em 7 de maio. Você pode fazer essa operação no seu home broker, tão simples quanto comprar ações como as da Petrobras (SA:PETR4). No caso do fundo de investimento Western US Index 500, o valor mínimo é de 5 mil reais.

Afinal, 2020 ainda pode ser o ano do touro, símbolo do mercado de alta na bolsa de valores nos EUA.

Eduardo Guimarães

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Marco Roberto
Marco Roberto

O S&P 500 está num nível alto já, recuperou bem da queda. Ações brasileiras que são dolarizadas também já não estão baratas, principalmente depois das altas dos últimos dias. Apostar na alta contínua do dólar no preço em que está acho muito arriscado, não vejo muita saída não...  ... (Leia Mais)

13.05.2020 19:31 GMT· Responder
Marcelo Abreu
Marcelo Abreu

A análise é muito boa, tem excelentes orientações, mas, a S&P hoje teve uma queda considerável  ... (Leia Mais)

13.05.2020 08:55 GMT· Responder
Guilherme Camargo
Guilherme Camargo

Boa noite, Eduardo! Excelente análise! No entanto, o comportamento dos lucros e dos preços do S&P expresso pelo múltiplo P/L, o custo de oportunidade estreitando-se cada vez na comparaçao entre Bolsa/Treasuries e, principalmente, o CAPE ratio (Ciclically Adjusted Price-to-Earnings ratio) de Robert Shiller (Yale, 1996), indicam que o valuation do S&P está bastante esticado, sem contar que segundo Shiller, o CAPE tende a voltar à sua média (17x lucros) em ciclos de mais ou menos 8 anos, e estava operando entre 29x e 31x. Te pergunto, a tendência altista do câmbio compensaria uma eventual queda dos preços das ações nos EUA, principalmente ao se tratar do ETF IVVB11? Admiro muito seu trabalho e seu conteúdo aqui no Investing.com! Grande abraço!  ... (Leia Mais)

13.05.2020 05:40 GMT· Responder
andre olivier
andre olivier

Boa noite! Fiquei preocupado em descobrir que a Avenue fica com as ações em seu nome é não em nome do investidor e não gostei disso. Alguém sabe de alguma outra corretora?  ... (Leia Mais)

13.05.2020 02:57 GMT· 2 · Responder
Paulo Almeida
Paulo Almeida

Que jogo?Maior modinha agora esse papo de capital nos EUA.YOUTUBE todo tá nessa tb.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 22:53 GMT· Responder
Paulo Ricardo
Paulo Ricardo

Qual a visão sobre a previsão de queda em 18% do S&P500 anunciado pela Goldman hoje?  ... (Leia Mais)

12.05.2020 19:15 GMT· Responder
Maurice Lima
Maurice Lima

Eu invisto pela Drivewealth, porém ela vai transferir a carteira de brasileiros para a Avenue. Não estou confortável em operar com essa corretora, foi fundada por brasileiros, já viu né? Confio mais nos americanos.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 16:46 GMT· 6 · Responder
Pedro Leite
Pedro Leite

Mesmo com o disparo do dolar, ainda é hora de investie? Nao correnos risco de comecar a pegar a queda?  ... (Leia Mais)

12.05.2020 16:39 GMT· 1 · Responder
julio cesar baptista pinto
julio cesar baptista pinto

Eu invisto em um fundo que replica o ETF IVVB11 + SPXI11, já faz algum tempo que estou pensa em alocar todo o investimento do fundo direto no IVVB11. Talvez eu teria um retorno maior com uma boa liquidez.   ... (Leia Mais)

12.05.2020 16:27 GMT· 1 · Responder
José Alcamim
José Alcamim

Boa dica, valeu!!!!  ... (Leia Mais)

12.05.2020 16:05 GMT· Responder
Luiz Eduardo Fontes Mendes
Luiz Eduardo Fontes Mendes

Western Asset FIA BDR Nivel I Aplicação inicial mínima: R$ 5.000,00  Valor mínimo para movimentações: Não há  ... (Leia Mais)

12.05.2020 15:02 GMT· Responder
Rui Fernando Titton
Rui Fernando Titton

Muito bom artigo Eduardo. Muito obrigado  ... (Leia Mais)

12.05.2020 15:02 GMT· Responder
Romulo Enzo Marcelino
Romulo Enzo Marcelino

Eu prefiro investir direto pela avenue. Pois lá não precisa muito dinheiro pra comprar. Vove consegue comprar uma fração do s&p apartir 1 dolar isso magnífico   ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:54 GMT· 1 · Responder
Luis Claudio de Oliveira
Luis Claudio de Oliveira

Muito bom . Simples e direto. Obrigado.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:52 GMT· Responder
João Pedro Amorim
João Pedro Amorim

Vi em fevereiro que a CVM teve uma reunião e uma das pauta foi a possível liberação dos BDR’s para todo tipo de investidor, não sendo mais ncessário ser qualificado. Porém acredito que com a chegada do COVID isso pode se arrastar por mais tempo.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:41 GMT· 1 · Responder
Mariano Carneiro
Mariano Carneiro

Nao é melhor investir na SUZANO que é grande exportadora (90%)tudo em dólar   ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:37 GMT· 1 · Responder
João Eduardo
João Eduardo

A compra do IVVB11 pode ser feita por qualquer corretora.O custo é basicamente a corretagem.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:31 GMT· Responder
Luciano Bongiorni
Luciano Bongiorni

Ótimo artigo, obrigado  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:29 GMT· Responder
Anderson Sanches
Anderson Sanches

Como eu posso fazer pra investir nestas acoes amercianas pela ibovespa?  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:26 GMT· 1 · Responder
Gustavo Ávila
Gustavo Ávila

Apostar a favor do dólar em momento de alta histórica? Após uma subida vertiginosa? Não sei... Acredito que o dólar pode continuar subindo por algum tempo. Mas quem realmente se protegeu comprou ações no exterior com dólar a 4 reais, quem não o fez talvez tenha perdido o bonde  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:24 GMT· 1 · Responder
Marcio Prates
Marcio Prates

Western US Index 500 só 25 mil pra começar kkk  ... (Leia Mais)

12.05.2020 14:22 GMT· Responder
Paulo Guedes
Paulo Guedes

Infelizmente essa é a solução no curto prazo. Já tenho 65% do meu capital em dólar e euro. O Banco Central do Brasil age de uma forma muito arrogante ao achar que um país como esse pode ter juro de país desenvolvido. Se Campos Neto não der logo um choque de juros, colocando a Selic a 45%, não vou ter condições de ajudar o Brasil remetendo meus dólares e euros para cá.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 13:44 GMT· 1 · Responder
volmir vicari
volmir vicari

prefiro comprar pelo mercado americano...uso a avenue   ... (Leia Mais)

12.05.2020 11:06 GMT· 6 · Responder
MARCIO TAVARES
MARCIO TAVARES

Parabéns, poucos abrem o jogo nessas horas de incerteza. Muitos estão reforçando posições em IVVB11 e BDRs, mas postam mensagens pessimistas aqui e no tweeter.  ... (Leia Mais)

12.05.2020 11:03 GMT· 2 · Responder
Denilson Vale
Denilson Vale

É uma boa perspectiva ante um cenário tão incerto! 👊🏻✌🏻  ... (Leia Mais)

12.05.2020 10:59 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.