Dow Busca Outro Recorde Alimentado pelo Otimismo do Payroll

Dow Busca Outro Recorde Alimentado pelo Otimismo do Payroll

Haramoto  | 07.08.2017 07:55

ÁSIA: Os mercados da Ásia iniciaram a semana em alta nesta segunda-feira, com o sentimento ao risco dos investidores melhorando após números de empregos dos EUA melhor do que o esperado na sexta-feira, enquanto aguardam a reação de Pyongyang em relação às novas sanções impostas por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU à Coreia do Norte no sábado devido seus testes ​​de mísseis em julho.

Como resultado, as sanções podem cortar uma receita anual de exportação de US$ 3 bilhões do regime recluso para um terço, mas analistas consideram ser improvável que as sanções impeçam o líder Kim Jong Un de prosseguir suas ambições com as armas nucleares.

Em um telefonema no domingo, o presidente Donald Trump e o presidente sul coreano Moon Jae-in concordaram em aplicar a máxima pressão sobre Pyongyang. Na China, a mídia estatal informou que os EUA precisavam conter sua "arrogância moral" em relação à Coreia do Norte. O Kospi da Coreia do Sul subiu 0,14%%, continuando a recuperação do "selloff" da semana passada alimentado por um aumento de impostos.

O dólar recuperou, enquanto o rendimento das obrigações aumentou na sexta-feira e ajudou o Nikkei do Japão a sustentar uma alta de 0,52% baseados nos ganhos de exportadores e ações do setor financeiro, que se beneficiam quando o iene se enfraquece e os rendimentos das obrigações aumentam.

Na Austrália, o ASX 200 subiu 0,93%, para 5.773,60 pontos, com a maioria dos setores em alta. Os setores de energia e materiais ganharam 1,48 e 1,49%, respectivamente, enquanto o subíndice financeiro fortemente ponderado somou 0,98%. As ações do Commonwealth Bank reverteram perdas anteriores para fechar 0,99% maior, após o banco anunciar que um "erro de codificação" no software foi responsável pela "grande maioria" das violações da lei contra lavagem de dinheiro, acusado na semana passada pelo Australian Transaction Reports and Analysis Center e que apresentará sua defesa e que não pretende litigar este assunto publicamente. Ações de outros grandes bancos também subiram.

As principais minas australianas também avançaram a medida que os preços das commodities também subiam. Rio Tinto (LON:RIO) subiu 1,8%, a Fortescue adicionou 3% e BHP Billiton avançou 1,6%.

Na região da Grande China, o índice Taiex de Taiwan adicionou 0,69%, o índice Hang Seng de Hong Kong subiu 0,46%, enquanto no continente o composto de Shenzhen adicionou 0,74% e o composto de Shanghai inverteu perdas iniciais para fechar em alta de 0,54% após cair nas últimas três sessões da semana passada. O índice aumentou por sete semanas consecutivas, a mais longa série de vitórias desde o início de 2015.

EUROPA: As bolsas na Europa fazem uma pausa na manhã desta segunda-feira, deixando de seguir o rali visto em outros mercados globais após um relatório de empregos mais forte do que o esperado dos EUA na semana passada, limitado por uma leitura da produção industrial alemã.

A produção industrial da Alemanha surpreendentemente caiu 1,1% em junho, marcando o primeiro recuo mensal do índice desde dezembro passado. Os economistas esperavam um ligeiro ganho de 0,1%, no entanto, o ministério alemão informou que no trimestre a produção total aumentou 1,8%. O índice de preços ao consumidor na Suíça em julho aumentou 0,3% ano a ano. O índice de preços Halifax em julho do Reino Unido mostrou um aumento de 0,4% nos preços das casas e 2,1% no segundo trimestre do ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

O DAX 30 da Alemanha opera em ligeira baixa, pesando sobre o Stoxx Europe 600 que recua 0,08%. O benchmark pan-europeu ganhou 1% na sexta-feira, seu maior aumento percentual em três semanas, alimentado pelo relatório de empregos dos EUA. O indicador subiu 1,1% na semana passada.

O grupo holandês PostNL despenca 6,14%, liderando a queda no Stoxx 600 depois que a empresa de entrega de encomendas declarou que o lucro trimestral chegaria na metade do que o esperado, enquanto no lado positivo, o banco italiano BPM sobe 3% e lidera os ganhos do Stoxx 600, após a publicação de resultados em linha com as expectativas e que poderia ganhar até 1,1 bilhão de euros (US$ 1,3 bilhão) com a venda de seu braço de gerenciamento de ativos.

O setor automobilístico sobe após altos relatórios de ganhos de fabricantes de automóveis japoneses. A Toyota saltou 2% depois de aumentar sua perspectiva de lucros.

O setor de recursos básicos supera os seus pares no início do pregão depois que os preços do minério de ferro chinês subiram 7% na segunda-feira com temor de uma falta de provisão no inverno. A Arcelormittal (AS:MT) salta quase 3%. Anglo American (LON:AAL) sobe 2,2%, Antofagasta (LON:ANTO) sobe 0,6%, BHP Billiton avança 1,3%, Glencore (LON:GLEN) adiciona 2% e Rio Tinto opera em alta de 1,4%.

A alta das mineradoras, representam cerca de 89% do setor de materiais básicos e que possui uma ponderação de 8% no FTSE 100, ajudam o benchmark do Reino Unido a manter em torno de uma máxima de seis semanas, após fechar em alta de 0,5% na sexta-feira e marcar seu melhor fechamento desde 19 de junho e cravar um aumento de 2% na semana passada, o maior ganho semanal desde dezembro.

O petróleo recua, com investidores aguardando a evolução da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo, que discute o cumprimento das cotas de produção. A reunião de dois dias em Abu Dhabi irá discutir o nível de conformidade dos membros para o pacto de produção que o cartel assinou com outros 10 fornecedores de petróleo, incluindo a Rússia, no final de 2016. O acordo até agora não produziu efeitos significativos em relação à diminuição da produção e consequentemente do estoque global.

EUA: Os futuros de ações dos EUA apontaram para um começo modestamente positivo nesta segunda-feira, com o Dow tentando outro recorde, com o otimismo alimentado pelos sólidos dados de empregos divulgados na sexta-feira. Na sexta-feira, o DJIA terminou na máxima de 22.092,81 pontos, marcando a nona alta seguida, a série mais longa para o índice desde fevereiro, o oitavo recorde consecutivo e o 34º recorde neste ano. Na semana, o índice ganhou 1,2%. No entanto, historicamente agosto e setembro, são os dois piores meses para os investidores.

Alguns dos oradores do Federal Reserve estarão entre os destaques de hoje. O presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, fará um discurso sobre política monetária e econômica em uma conferência em Nashville, Tennessee, às 12h45, horário de Brasilia. O presidente do Neel Kashkari, do Fed de Minneapolis, realizará uma sessão de perguntas e respostas em Bloomington, Minn, às 14h25.

Esta será uma semana leve para lançamentos de dados econômicos, com preços ao consumidor, uma atualização importante, sendo divulgado na sexta-feira. Nesta segunda-feira, os investidores terão os dados de crédito ao consumidor para junho às 16h00. Analistas lembram as recentes declarações do Fed, que enfatizou em relação ao monitoramento das tendências de inflação no curto prazo.

AGENDA DO INVESTIDOR EUA:
11h00 - Labor Market Conditions Index (compilação de vários dados de trabalho em uma única leitura, a fim de dar uma melhor visão do mercado);h00 - Labor Market Conditions Index (compilação de vários dados de trabalho em uma única leitura, a fim de dar uma melhor visão do mercado);
16h00 - Consumer Credit (mede o total de crédito ao consumidor);

ÍNDICES FUTUROS - 7h40:
Dow: +0,15%
SP500: +0,09%
NASDAQ: +0,13%

OBSERVAÇÃO:
Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Haramoto

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App