E Tudo Mudou...

E Tudo Mudou...

Jason Vieira  | 14.08.2019 08:37

Já dizia a canção que “no balanço das horas tudo pode mudar” e mudou.

Permeados por indicadores econômicos que começaram na China e atravessam a manhã na abertura europeia, o bom humor de ontem com o ‘sinal’ dos EUA em relação à guerra comercial perde força.

A dominância chinesa neste momento acabou por suplantar o otimismo com resultado japonês de pedidos de máquinas, muito acima do topo das projeções médias dos analistas com 13,9% de alta em junho, 12,5% em 12 meses.

Isso e o atraso na taxação americana garantiram um dia positivo nos mercados asiáticos.

Porém, os aguardados dados de atividade econômica chinesa apresentaram resultado abaixo da expectativa e ainda que dentro da margem estatística, a maior frustração foi no anual da produção industrial terminada em julho, de 6% projetados para 4,8% real e vendas ao varejo de 8,6% projetados para 7,6% real.

Como se pode notar, mesmo que não agradem em termos de tendência, dada a sensibilidade dos mercados, as reações são potencializadas e certamente seriam diferentes em outro momento.

A manhã ainda conta com dados europeus, em especial da Alemanha, a qual registrou mais um PIB trimestral negativo após uma pretensa recuperação no primeiro trimestre, que tinha sido antecedido por 2 períodos seguidos de contração.

Com isso, o juro do Bund de 10 anos aprofundou ainda mais a mínima histórica, contribuindo para uma abertura negativa.

Para alimentar a percepção de risco, a curva de dois anos dos US Treasuries superou novamente a de 10 anos, disparando os alarmes de possível recessão nos EUA e o alarme eleitoral de Trump.

Localmente, enquanto o mercado estressa e o presidente se expressa como bem entende, o congresso avança com anuência da equipe econômica nas pautas importantes como a MP da liberdade econômica, com texto base aprovado por 345 votos a 76.

Estes são pontos essenciais ao país, pois dada a situação de nosso vizinho, os temores globais de recessão e a falta de soluções criveis para a atividade econômica fraca em diversas economias globais, o avanço com as reformas dá maior segurança para passarmos por uma possível crise.

No fim, a grande apara solta continua a ser a briga Pequim e Hong Kong.

Na agenda corporativa, destacam-se Brasil Pharma, Cemig, Copel, Embraer, Eneve, Even, EzTec, Gafisa, JBS, Kroton, Marfrig, Natura, Oi, Sabesp, SLC Agrícola, Ultrapar e Viavarejo.

No exterior, Prudential e Macy’s.

ABERTURA DE MERCADOS

A abertura na Europa é negativa e os futuros NY abrem em queda, com reação aos dados econômicos abaixo das expectativas na China.

Na Ásia, o fechamento foi positivo, com Japão e adiamento da guerra comercial.

O dólar opera em alta contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, sem rumo, com alta no minério de ferro.

O petróleo abre em queda, com o desapontamento de dados chineses.

O índice VIX de volatilidade abre em alta de 9,99%

CÂMBIO

Dólar à vista : R$ 3,9676 / -0,44 %

Euro / Dólar : US$ 1,12 / 0,116%

Dólar / Yen : ¥ 106,15 / -0,553%

Libra / Dólar : US$ 1,21 / 0,199%

Dólar Fut. (1 m) : 3966,33 / -0,55 %

JUROS FUTUROS (DI)

DI - Julho 20: 5,30 % aa (-0,12%)

DI - Janeiro 21: 5,39 % aa (-0,19%)

DI - Janeiro 23: 6,36 % aa (-0,47%)

DI - Janeiro 25: 6,87 % aa (-0,15%)

BOLSAS DE VALORES

FECHAMENTO

Ibovespa: 1,36% / 103.300 pontos

Dow Jones: 1,44% / 26.280 pontos

Nasdaq: 1,95% / 8.016 pontos

Nikkei: 0,98% / 20.655 pontos

Hang Seng: 0,08% / 25.302 pontos

ASX 200: 0,42% / 6.596 pontos

ABERTURA

DAX: -1,580% / 11564,53 pontos

CAC 40: -1,340% / 5291,20 pontos

FTSE: -0,689% / 7200,92 pontos

Ibov. Fut.: 1,38% / 103349,00 pontos

S&P Fut.: -0,890% / 2905,90 pontos

Nasdaq Fut.: -1,071% / 7665,00 pontos

COMMODITIES

Índice Bloomberg: -0,08% / 77,49 ptos

Petróleo WTI: -1,66% / $56,15

Petróleo Brent:-1,13% / $60,63

Ouro: 0,45% / $1.508,23

Minério de Ferro: 0,11% / $95,11

Soja: 1,26% / $15,31

Milho: 1,09% / $370,00

Café: -0,73% / $95,70

Açúcar: 0,17% / $11,71

Abertura de Mercados

Jason Vieira

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Polski Português (Portugal) Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+