Ibovespa com Risco de Consolidação no Curto Prazo

Ibovespa com Risco de Consolidação no Curto Prazo

Albino Oliveira  | 20.10.2017 15:48

Principais conclusões da análise técnica desta semana:

  • S&P500 - Tal como mencionado no comentário da semana passada, após uma subida de 6% desde os mínimos de agosto, vemos riscos de ser observada uma pausa/período de consolidação no curto-prazo. Enviesamento de médio prazo mantido inalterado, tendo em conta os indicadores de mais longo-prazo;
  • EuroStoxx50 - Com os indicadores técnicos do gráfico diário em queda, vemos riscos de ser observado um movimento de retração, pelo menos em direção ao primeiro ponto de retração definido (3564 pontos). Enviesamento de médio prazo mantido inalterado, o que para já passa por uma maior aproximação aos máximos de maio 2017;
  • PSI20 - Vemos sinais de alguma deterioração e perda de momento nos indicadores técnicos do gráfico diário. Riscos de as próximas sessões ficarem marcadas por uma pausa / período de consolidação. Máximos anteriores de 2017 (5341 pontos/5359 pontos) representam uma área importante de retração e, provavelmente, de suporte para o PSI20;
  • Bovespa - Tal como mencionado na semana passada, continuamos a ver riscos de ocorrer um período de consolidação no curto-prazo, tendo em conta alguns sinais de deterioração observados nos indicadores técnicos do gráfico diário. O Bovespa tem revelado dificuldade para voltar a aproximar-se do seu máximo de 5 de outubro (78024 pontos);
  • WTI - No momento em que escrevemos, regista-se uma reação de resistência. Não pomos de parte a hipótese desta reação ter continuidade. Tal como aconteceu na semana passada, vemos o enquadramento positivo formado pelos indicadores técnicos dos gráficos semanal e mensal como podendo, eventualmente, dar suporte ao petróleo, diminuindo a magnitude dos movimentos de retração;
  • Ouro - Indicadores técnicos de mais curto-prazo parecem suportar uma nova tentativa de aproximação à média móvel de 50 dias. Recente movimento de queda, após o teste realizado à média móvel de 50 dias, originou alguns sinais de deterioração no enquadramento subjacente ao ouro;
  • Euro/dólar - Optamos por continuar a dar o beneficio da dúvida ao euro, tendo em conta os sinais técnicos identificados. Vemos boas hipóteses de o euro ultrapassar os máximos de dia 12 de outubro (1,1880$/€), de modo a realizar uma maior aproximação ao ponto de atração definido na semana passada nos 1,1931$/€;
  • Gráficos em destaque esta semana - Estamos ainda numa fase inicial do período de reporte de resultados nas cotadas do S&P500 para o 3º trimestre de 2017. Em termos agregados, as cotadas reportaram receitas 1% acima do esperado e resultados 4% acima das expectativas. Desde o mínimo de início de setembro, a yield a 10 anos das obrigações do tesouro dos EUA registou uma subida de cerca de 27 pontos de base para os níveis atuais (2,3106%).

Para mais detalhes ver, por favor, o PDF em anexo.

Albino Oliveira

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Jef Martin
Jef Martin

Onde vejo o PDF em anexo?  ... (Leia Mais)

20.10.2017 20:05 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.