Mais um Dia de Quedas nas Bolsas Mundiais

Mais um Dia de Quedas nas Bolsas Mundiais

Haramoto  | 16.10.2014 07:33

ÁSIA: A onda de venda mundial estendeu para a Ásia, após uma sessão tórrida em Wall Street, desencadeada por nervosismo sobre o crescimento econômico em todo o mundo. 

MSCI Asia Pacific Index (MXAP) deslizou 1,2 %, menor patamar de fechamento desde 25 de março. O indicador caiu 8,7% desde a sua maior alta no ano, registrado em julho, com preocupações de quando o Federal Reserve contemplará a elevação de suas taxas de juros e com o abrandamento do crescimento das economias da China e Europa. No mês, o benchmark registra queda de 2,7%, comparado com uma perda de 6,1% no índice MSCI World.

Os investidores continuaram preocupados com a desaceleração na China e fraqueza no Japão. A queda dos preços do petróleo refletem a diminuição da procura a nível global, incluindo da China, o maior importador de petróleo do mundo.

Em Tóquio, as bolsas lideraram as perdas regionais. Nikkei 225 mergulhou 2,2%, seu nível mais baixo desde maio, com o dólar caindo de mais de ¥ 110, seu recorde em 2014, alcançado em 01 de outubro, para ¥ 105,80 hoje. Isso é um contraste com os meses de verão local, quando as ações subiram de forma constante, ajudadas por ganhos do dólar e otimismo em relação ao lucros de empresas japonesas.

Apesar da oferta de dinheiro e financiamento agregado em setembro na China aumentar, ficou abaixo das estimativas de analistas. O investimento estrangeiro direto aumentou inesperadamente ante o ano anterior, enquanto os novos empréstimos yuan subiu para 857,2 bilhões de yuans (910.000 mil dólares), ante 702,5 bilhões de yuans em outubro. O índice Shanghai Composite caiu 0,72%.

Índice Hang Seng de Hong Kong caiu 1,04%, menor nível desde 25 de junho, após um vídeo mostrar a polícia supostamente batendo em um manifestante, desencadeando protestos e inchando novamente as manifestações pró-democracia, que já duram três semanas. O Chefe do Executivo da cidade, Leung Chun-ying disse que o governo está pronto para se encontrar com líderes estudantis na próxima semana para discutir o "sufrágio universal". 

Na Austrália, o índice S&P/ASX 200 Index adicionou 0,18%, após uma reviravolta impressionante na última hora dos quatro maiores bancos liderando a recuperação, enquanto as mineradoras ficaram sob pressão com o preço à vista do minério de ferro, entregue no porto de Qingdao na China caiu 1,5%, para US $ 82.55 a tonelada. BHP Billiton caiu 1,4%, Rio Tinto caiu 1,8% e a produtora de minério de ferro Fortescue Metals caiu 6%. O setor de energia teve o melhor desempenho no índice, apesar dos preços do petróleo afundarem ainda mais para uma baixa de quatro anos. O maior produtor de petróleo da Austrália, Woodside Petroleum subiu 1,7%, depois de elevar sua meta de produção para o ano pela segunda vez em três meses.

EUROPA: As bolsas europeias abriram em alta, mas caem em meio a temores sobre a desaceleração do crescimento global e aumento das tensões geopolíticas, estendendo as perdas da sessão anterior.

Investidores receberam a leitura final da inflação da zona do euro em setembro, confirmando que os preços ao consumidor aumentaram apenas 0,3%, a menor taxa anual de inflação desde outubro de 2009 e abaixo de 0,4% de agosto, confirmando a estimativa preliminar divulgada no final do mês passado. A taxa de inflação tem ficado abaixo de 1% por 12 meses seguidos. Meta de inflação do Banco Central Europeu é um pouco abaixo de 2%.

O comando militar ucraniano informou que novos combates ocorreram no leste do país e responsabilizou as milícias pró russas por violarem o cessar-fogo estabelecido há mais de um mês. 

Milicianos curdos lançaram um ataque na periferia oeste da cidade de Kobani, na fronteira com a Turquia, em uma tentativa de ganhar terreno frente ao grupo Estado Islâmico (EI). Os combates seguem no sul de Kobani, onde os extremistas sunitas atacaram vários pontos de concentração de seus oponentes e no norte, o alvo da YPG foi o Hospital Nacional, também controlado pelos jihadistas. Kobani é um dos três principais enclaves curdos na Síria e vem sofrendo ataques do EI há um mês.

A rede terrorista Al Qaeda lançou nas últimas horas vários ataques contra quartéis na província de Eb, no Iêmen e contra uma sede do movimento xiita dos houthis em Sana. Em comunicado, o grupo Ansar al Sharia (Partidários da Lei Islâmica), um dos braços armados da Al Qaeda no Iêmen, informou que seus combatentes atacaram centros de segurança e militares na zona de Al Adin, em Eb, a 200 quilômetros ao sul de Sana.

Após abertura em alta, o índice Stoxx Europe 600 recua 2,4%, depois de cair 3,2% na quarta-feira, registrando uma queda de 11% desde a maior alta em 2014, alcançados em 10 de junho. Entre os destaques no pan índice, as ações da Nestlé recuam 2,61%, após a fabricante de alimentos registrar queda de 3,1% nas vendas nos nove meses encerrados em 30 de setembro. Shire despenca 6,78% depois que AbbVie Inc. retirou sua recomendação de compra da empresa biofarmacêutica, alegando que estava reavaliando seu plano de aquisição devido as novas regras fiscais do Departamento do Tesouro dos EUA.

FTSE 100 do Reino Unido cai na sequência de uma onda de vendas na sessão anterior que deixou o benchmark em seu nível mais baixo em 16 meses. Muitas ações recuam mesmo com elevação de recomendação de seus papéis. As ações da Antofagasta caem 0,30% apesar do UBS elevar o rating da mineradora de cobre de vender para neutro. GKN cai 1,67% mesmo após o grupo de engenharia ser atualizado de "neutro" para "outperform" pelo Exane BNP Paribas. Entre outras mineradoras, BHP Billiton perde 1,27% e Rio Tinto cai 1,07%.

AGENDA ECONÔMICA: 
EUA: 
9H00 - Discurso de Plosser, membro do FOMC 
9h30 - Unemployment Claims (número de pedidos de auxílio-desemprego);
10h15 - Industrial Production (produção industrial) e pelo Capacity Utilization Rate (capacidade utilizada);
11h00 - Philly Fed Manufacturing Index (indicador responsável por mensurar a atividade industrial no estado);
11h00 - Discurso de Kocherlakota, membro do FOMC 
11h00 - NAHB Housing Market Index (venda de imóveis e a expectativa para novas construções no mercado imobiliário americano);
11h30 - Crude Oil Inventories (Relatório de Estoques de Petróleo dos Estados Unidos);
17h00 - TIC Long-Term Purchases (mede o nível de investimento estrangeiro e nacional nos EUA);


ÍNDICES MUNDIAIS (7h20):

ÁSIA
Nikkei: -2,22%
Austrália: +0,18%
Hong Kong: -1,03%
Xangai Composite: -0,72%

EUROPA
Frankfurt - Dax: -2,01%
London - FTSE: -1,81%
Paris CAC -2,76%
IBEX 35: -3,43%
FTSE MIB: -3,44%

COMMODITIES
BRENT: -0,21%
WTI: -1,12%
OURO: +0,07%
COBRE: -0,94%
NIQUEL: -1,62%
SOJA: +0,27%
ALGODÃO: +0,25%

ÍNDICES FUTUROS
Dow: -0,85%
SP500: -1,03%
NASDAQ: -1,07%

RESULTADOS CORPORATIVOS:
EUA: ADS, Baker Hughes, Baxter, BB & T, Blackstone, Cypress Semi, Danaher, Delta Air Lines, Dover, Semi Fairchild, Fifth Third, First Bank, Goldman Sachs, Marriot, Mattel, Philip Morris International, PPG Industrie, Snap-On, Sonoco Products, Syntel , AMD, Capital One, First Financial, Google, SanDisk, Schlumberger, WD-40, Xilinx

Observação: Este material é um trabalho voluntário e gratuíto, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. Atenção para o horário da disponibilização dos dados desse relatório.

Haramoto

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.

';