Mercado Fica com o Pé Atrás

Mercado Fica com o Pé Atrás

Olivia Bulla  | 22.10.2020 08:42

O mercado financeiro trocou a fé pela descrença e já acompanha com ceticismo as negociações entre republicanos e democratas para aprovar um pacote fiscal antes das eleições presidenciais, agora que o prazo foi postergado para novas 48 horas para entrarem em acordo. O sinal negativo prevalece entre as bolsas internacionais hoje, encurtando o fôlego dos ativos de risco, um dia após Ibovespa e dólar ficarem de lado.  

A ausência de um gatilho por aqui tem deixado os negócios locais mais reféns do cenário externo, enquanto aguardam novidades no front fiscal. Mas o vácuo de notícias vindas de Brasília acabou sendo favorável à recuperação do mercado doméstico. O problema é que sem ações políticas concretas, essa melhora por aqui também perde força, deixando claro que o movimento foi um alívio passageiro e que os investidores não gostam de incertezas.

Ainda mais com o presidente Jair Bolsonaro politizando toda e qualquer situação. Depois de colher os louros na popularidade por causa do auxílio emergencial concedido aos mais vulneráveis ao impacto econômico da pandemia, o representante da nação foi pressionado por apoiadores por causa da vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butatan e acabou recuando na compra da "vachina".

Ao mesmo tempo em que se preocupam com atrasos em lançar estímulos econômicos nos Estados Unidos, os investidores também acompanham o impacto do aumento de casos de coronavírus em toda a Europa. O velho continente registrou um novo recorde de infecções por covid-19 na última semana, com um salto de 25% da doença, o que eleva o temor de uma segunda onda de contágio na região.

Do outro lado do Atlântico Norte, a possibilidade de interferência nas eleições dos EUA  também pressiona Wall Street, após a acusação do serviço de Inteligência norte-americana de que Irã e Rússia tiveram acesso e usaram informações de registros de eleitores no país. Na era do disparo de fake news pelas redes sociais, mensagens teriam sido enviadas por organizações de extrema-direita intimidando eleitores democratas.

Sem nenhum progresso significativo no debate fiscal, os mercados reagem à instabilidade política, diante das tentativas de manipular a corrida presidencial. Aliás, acontece hoje à noite, o terceiro (segundo?) e último debate presidencial entre o ex-vice-presidente Joe Biden e o presidente Donald Trump, que pode ser decisivo para o republicano tirar a vantagem do rival nas pesquisas. Mas uma eventual vitória democrata já é “precificada”.  

Diante disso, os índices futuros das bolsas de Nova York amanheceram com leves baixas, após uma sessão sem brilho ontem, o que influenciou o pregão hoje na Ásia, que acabou ficando sem rumo definido. Na Europa, as bolsas também estão no vermelho, mas as perdas são moderadas. Os demais ativos têm um desempenho misto, com o dólar ensaiando ganhos, assim como o petróleo. O ouro cai.      

 

Agenda cheia? Só nos EUA

A agenda econômica desta quinta-feira segue esvaziada no Brasil e também com poucos destaques no exterior. Lá fora, saem os pedidos semanais de auxílio-desemprego feitos nos EUA (9h30), dados do setor imobiliário norte-americano em outubro e os indicadores antecedentes do país em setembro, ambos às 11h. Na safra de balanços, AT&T e Coca-Cola divulgam seus resultados trimestrais.

Olivia Bulla

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Orlando Silva
Orlando Silva

A china quebra as suas pernas e quer te vender a muleta .  ... (Leia Mais)

22.10.2020 12:29 GMT· 2 · Responder
wesley santos
wesley santos

sempre acompanho seus pensamentos, porém, você também "politiza" esse mesmo pensamento falando do atual presidente (democraticamente eleito, vale ressaltar) de forma esnobe, com pitadas de torcida organizada quando não gosta do outro time. É factual afirmar veementemente que o mercado flutua de acordo com inúmeros fatores que afetam suas posições ao decorrer do tempo, e isso certamente não abala sequer 1 mm o mercado. A pergunta que fica fazendo uma analogia é: "Somos torcedores ou analistas?"   ... (Leia Mais)

22.10.2020 11:54 GMT· 5 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.

';