Mercados Mundiais Seguem em Alta nesta Segunda-feira

Mercados Mundiais Seguem em Alta nesta Segunda-feira

Haramoto  | 08.01.2018 08:19

RESENHA DA BOLSA - SEGUNDA-FEIRA 08/01/2018

ÁSIA: As bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, seguindo a liderança de Wall Street na última sessão. Com poucos dados econômicos lançados durante a sessão, muitos investidores preferiram aguardar a divulgação dos balanços corporativos de empresas regionais durante a semana.

O índice de ações da MSCI Ásia-Pacífico, excluindo o Japão, fechou em alta de 0,33%, ficando abaixo da máxima histórica de 591.50 pontos, registrado há mais de uma década.

Em Sydney, o S&P/ASX 200 subiu 0,13% para fechar em 6.130,4 pontos. Os bancos "Big Four" da Austrália fecharam misturados, com ANZ subindo 0,28% e NAB escorregando 0,1%. Os produtores de ouro, entretanto, declinaram, com o índice All Ordinaries Gold diminuindo 0,4% no final da sessão. Entre outras do setor, BHP Biliton caiu 0,4%, Fortescue Metals recuou 2,1%.

O Kospi da Coréia do Sul terminou a sessão 0,63% maior em 2.513,28 pontos depois de escorregar abaixo da linha plana no início do dia. Varejistas, montadoras de autos e casas comerciais subiram durante sessão. Lotte Shopping fechou em alta de 2,77%. As blue chips Samsung Electronics e SK Hynix, no entanto, perderam 0,19% e 1,39%, respectivamente. Autoridades das duas Coreias devem se reunir na terça-feira pela primeira vez desde dezembro de 2015, devendo se concentrar nas negociações sobre os próximos Jogos Olímpicos de Inverno.

Os mercados da China também negociaram em alta. O índice Hang Seng de Hong Kong inverteu as perdas iniciais e fechou em alta de 0,28%, o décimo dia de aumentos contínuos. O benchmark ganhou 2,6% na semana passada. A maioria dos empreendedores imobiliários subiu, adicionando aos ganhos registrados na sessão anterior. China Evergrande subiu 2,79% e China Vanke adicionou 2,72%.

Taiex de Taiwan subiu 0,33% para fechar próximo de uma alta de 28 anos. As exportações de Taiwan superaram as expectativas com um crescimento de 14,8% em dezembro em relação ao ano anterior para US$ 29,51 bilhões, melhor do que o resultado de 14% de novembro, sustentado pela forte demanda externa à medida que o boom tecnológico continua. A estimativa era de um aumento de 9,7%.

As exportações de Taiwan são observadas de perto como um indicador da força do ciclo tecnológico global. As remessas de componentes eletrônicos aumentaram 21%, ajudando os dados gerais, já que os eletrônicos representam 35% das exportações da ilha. As exportações de máquinas também aumentaram 28%. Os embarques para a China continental e Hong Kong, que representa cerca de 43% do total, continuou a crescer, ganhando 17%, enquanto os embarques para a Europa cresceram 21% e as exportações para os EUA aumentaram 12%.

As importações aumentaram 12,2% em dezembro para US$ 23,38 bilhões, em comparação com uma estimativa de 9,7%. O superávit comercial de Taiwan em dezembro foi de US$ 6,13 bilhões, ante uma estimativa de US$ 5,80 bilhões e um superávit de US$ 5,96 bilhões em novembro.

No continente, o Shanghai Composite subiu 0,54% para fechar em 3.410 pontos, a sétima sessão consecutiva de ganhos e o Shenzhen Composite subiu 0,22% para terminar a sessão em 1.945,98 pontos. O índice CSI 300, de blue chips listados em Xangai e Shenzhen, aumentou 3,33% no dia.

Inicialmente, pesou sobre as ações chinesas, os passos do regulador bancário da China, anunciado na sexta-feira, quando deixou uma mensagem clara de que os fundamentos e a transparência "serão as principais orientações regulatórias para os bancos comerciais da China conterem risco financeiro". Os principais bancos chineses recuaram em Hong Kong, com o Bank of China fechando 0,8% menor e China Construction Bank caindo 0,4%.

Durante a primeira semana de negociação do ano, muitos mercados asiáticos renovaram as máximas de vários anos. O índice Hang Seng de Hong Kong atingiu seu nível mais alto em uma década e o Nikkei do Japão subiu para níveis não vistos em 26 anos no último dia de negociação.

Os lançamentos de balanços de várias empresas japonesas são esperados no final da semana, embora a coreana Samsung Electronics esteja pronta para liberar seus números do quarto trimestre na terça-feira.

Os mercados japoneses estavam fechados para o Coming of Age Day.

EUROPA: Os mercados europeus avançam nesta segunda-feira de manhã após fechamento positivo das ações nos EUA na sessão anterior e à medida que a Alemanha se aproxima de formar um novo governo. O pan-europeu Stoxx 600 sobe 0,27%, atingindo seu nível mais alto desde agosto de 2015.

O setor de recursos básicos segue entre os melhores desempenhos na primeira hora impulsionados por notícias de acordos comerciais entre a França e a China. A Airbus está tentando registrar novas ofertas do A380 com a China, pois a empresa francesa trabalha para obter novos contrato com os chineses. O acordo faz parte de uma missão comercial do presidente Emmanuel Macron durante sua primeira visita à China.

O índice FTSE 100 do Reino Unido abriu em queda, retrocedendo da máxima de sexta-feira e flutua entre altas e baixas. Na semana passada, o benchmark adicionou 0,5%. A libra negocia em baixa de 0,2874% frente ao dólar, em US$ 1,3542, em comparação com US$ 1,3569 no final da sexta-feira em Nova York.

A Mothercare afunda 27% depois que a varejista de produtos para bebês disse que vendas no período de 12 semanas até 30 de dezembro caíram no Reino Unido e seu desempenho global ficou aquém das expectativas.

Ainda no setor varejista, as ações da Marks & Spencer cai 0,7%, assim como as ações no Kingfisher (LON:KGF) (-0,47%), enquanto Next se curva a tendência e sobe 0,4%.

Entre os construtores de casas, Persimmon (LON:PSN) cai 0,9%, Barratt Developments perde 0,8% e Taylor Wimpey cai 0,7%. Halifax disse que os preços das casas no Reino Unido caíram 0,6% em dezembro em relação ao mês anterior e a alta dos preços desacelerou para 2,7% anualmente em 2017.

Micro Focus International cai 12% depois que a fabricante de software disse que o diretor financeiro Mike Phillips terá um novo papel de diretor de fusões e aquisições e que ele será sucedido imediatamente como CFO por Chris Kennedy.

Entre as mineradoras listadas na LSE, Anglo American (LON:AAL) sobe 0,5%, Antofagasta (LON:ANTO) sobe 0,4%, BHP Biliton avança 1% e Rio Tindo adiciona 0,5%.

As vendas no varejo da zona do euro aumentaram 1,5% em novembro.

AGENDA DO INVESTIDOR EUA:
18h00 - Consumer Credit de Dezembro (volume total de crédito ao consumidor americano).

ÍNDICES FUTUROS - 8h10:
Dow: +0,17%
S&P 500: +0,02%
Nasdaq: +0,04%

OBSERVAÇÃO:
Este material é um trabalho voluntário, resultado da compilação de dados divulgados em diversos sites da internet que são aqui resumidos de maneira didática para facilitar e agilizar a compreensão do leitor. O texto da sessão asiática está no tempo passado e a europeia no presente devido ao horário em que este relatório é redigido. Atentem-se para o horário de disponibilização dos dados.

Haramoto

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+