Muito Barulho Por Nada: BNDES Está na Pista Para Negócio

Muito Barulho Por Nada: BNDES Está na Pista Para Negócio

Ernani Reis  | 13.02.2020 11:54

Desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o governo federal e colocou Paulo Guedes à frente do rebatizado Ministério da Fazenda, mudanças na política econômica não pararam de acontecer. Passamos por uma longa Reforma da Previdência, entramos na onda das privatizações, estamos discutindo reforma tributária, flertando com a independência do Banco Central e fazendo cortes orçamentários que nos reaproximam do superávit fiscal. Mas o que dá as caras neste momento é a política de desinvestimentos do BNDES.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é o principal instrumento do governo federal para o financiamento de longo prazo da indústria nacional por meio de produtos, programas e fundos, conforme a modalidade e a característica das operações. Em governos anteriores, a mão pesada do BNDES agiu fortemente, comprando participações em empresas públicas e privadas e fazendo aplicações dentro e fora do Brasil, interferindo na dinâmica do mercado financeiro.

Mas parece que o jogo virou.

Após comunicar a disposição por reduzir sua carteira de renda variável meses atrás, o Banco agora traduziu em números suas expectativas e anunciou que pretende se desfazer de 80% das ações que é dono nos próximos três anos. O movimento poderá ser concretizado tanto através de oferta pública de ações, como de mesa de operações ou em blocos, mas a mensagem é bem clara: o BNDES está na pista para negócio.

Com isso, o valor de arrecadação esperado passa próximo de R$ 120 bilhões. Estão na cesta de ofertas ações da Petrobras (SA:PETR4), Vale (SA:VALE3), Eletrobras (SA:ELET3), Suzano (SA:SUZB3) e JBS (SA:JBSS3), entre várias outras. Segundo o próprio presidente do BNDES, Gustavo Montezano, os resultados obtidos com as operações serão redirecionados para o financiamento da infraestrutura e saneamento, o que vai ajudar a destravar alguns dos gargalos do desenvolvimento econômico do país, mas uma parte também deverá ajudar a melhorar as contas públicas e transmitir uma mensagem mais positiva para investidores nacionais e estrangeiros.

O plano já está em movimento. No final de 2019, a Petrobras representava 40% da carteira de ações do BNDES, mas o ano mal começou e o banco já vendeu 9,6% das ações PETR3, movimentando aproximadamente R$ 22 bilhões. E tudo indica que JBS, Fundação Tupy (SA:TUPY3) e Copel (SA:CPLE6) serão as próximas da fila.

Até aí, tudo bem. A venda dos ativos melhora os números do banco, por consequência do governo e do país como um todo, mas o que muda para você investidor?

Bem, com tantas ações na mesa dá pra imaginar que a liquidez na bolsa estará em alta. O movimento traz um impacto de curto prazo, é claro, e muita gente vai aproveitar a oportunidade para refazer suas posições e surfar na onda. Mas o momento exige cautela.

O investidor que visa o longo prazo vai precisar estar blindado dos ruídos e sacolejos para se manter fiel à sua estratégia e escapar das tentações do dia a dia. Afinal de contas, a venda do BNDES está atrelada a uma meta do banco e do governo, nada tem a ver com uma possível corrosão dos fundamentos das companhias em questão, ou seja, trata-se de muito barulho por nada. O que realmente importa é saber se o BNDES fará bom uso dos resultados para favorecer a indústria e a retomada econômica, essa sim do interesse de todos.

Ernani Reis

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
decio cavallieri
decio cavallieri

fundição, não fundação tupy.  ... (Leia Mais)

22.02.2020 21:57 GMT· Responder
Patricia Motti Beiram
Patricia Motti Beiram

Estou super cautelosa. Vendi com lucro 9.9% em 07 meses todas minhas PETR4 e devolvi para Poupança. Trabalho assim : Poupança x Ações. Quero total liquidez. Seu comentário vai ao encontro do que tb acho. Obrigada   ... (Leia Mais)

14.02.2020 14:24 GMT· Responder
Marcia Barreto
Marcia Barreto

  ... (Leia Mais)

14.02.2020 02:09 GMT· 1 · Responder
Maicon Doulglas
Maicon Doulglas

Parabéns pela análise !  ... (Leia Mais)

14.02.2020 01:20 GMT· Responder
Maicon Doulglas
Maicon Doulglas

Parabéns pela análise !  ... (Leia Mais)

14.02.2020 01:20 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.

';