O Que Grandes Investidores Estão Fazendo no Momento Atual

O Que Grandes Investidores Estão Fazendo no Momento Atual

Eliseu Mânica Júnior  | 23.03.2020 12:06

Aqui quem vos escreve aqui é o Eliseu. Desde o início da minha jornada no mundo de investimentos procurei ler, estudar e buscar mais e mais conhecimento. Hoje, passados 15 anos, sigo aprendendo, mas posso garantir para vocês que o que mais me ajudou nessa caminhada foi estudar o que os grandes mestres, os grandes nomes, grandes gestores de mercado fizeram e ensinaram. Por isso resolvi compartilhar com vocês aqui no Bugg o que aprendi e venho aprendendo. Espero que os ajude, assim como esses ensinamentos têm me ajudado a ser um investidor melhor.

Grandes investidores começam a se movimentar

Todos sabemos que o momento atual é um momento único na história da humanidade, tanto pela questão social quanto na parte de investimentos. Nunca passamos por algo parecido e, certamente, o momento atual irá nos marcar profundamente, gerando mudanças na forma de pensarmos e investirmos.

O objetivo aqui é mostrar os desdobramentos da crise e quão marcante ela está sendo na história da humanidade. Começo mencionando o momento que passa o S&P500 (índice de ações dos EUA) e o gráfico abaixo, que mostra a velocidade de queda da crise do coronavírus, mostrando que a queda de 20% desde o pico foi mais rápida do que nas crises de 1929 e 2008, como pode ser visto abaixo:

Já na Bolsa Brasileira, tivemos o oitavo circuit breaker de um total de 24 desde que nosso índice de ações, o Ibovespa, foi criado em 1967 (no dia 19 de março também tivemos um, que não está no gráfico por ser muito recente). Ou seja, em apenas 30 dias, tivemos um terço das maiores quedas de 53 anos!

Dada a velocidade da queda e a intensidade, o que estão fazendo os grandes investidores?

Luiz Barsi, conhecido como o velhinho bilionário da bolsa, que tinha quase US$ 1 bilhão, está comprando. Um dos maiores Fundos do Brasil, o Verde, e o genial Luis Stuhlberger, está comprando e tem a maior posição em bolsa de valores no seu fundo multimercado desde 2010.

Grandes fundos, como o Dynamo, estão reabrindo para captação e o mesmo, em apenas um dia, captou R$ 300 milhões.

Outro grande nome brasileiro, Florian Bartunek, que administra R$12 bilhões, fala que essa crise tem início, meio e fim (link para matéria completa)!

Bill Miller, o lendário ‘value investor’ que fez carreira na Legg Mason (NYSE:LM), diz que o momento atual é uma das “maiores oportunidades de compra da vida"! E olha que ele tem 70 anos de idade (link para matéria completa).

Não somente eles mas as empresas vêm recomprando as próprias ações, mostrando que as ações começam a estar em um ponto interessante de compra. Essas recompras se intensificam em momentos como o atual.

A tendência é que mais empresas abram o período de recompras, dada a atratividade atual.

O que esses investidores podem estar vendo

Acredito que é interessante pensar o que podem estar vendo os grandes investidores. Para tomarmos uma decisão da melhor maneira possível é preciso reunir informações que facilitem essa tomada.

1) Gráfico Preço-Lucro: hoje negociamos a 9,76x lucros anuais, patamar parecido com a recessão do Período Dilma, em que o PIB caiu aproximadamente 10%, ou seja, como sempre falo, a bolsa e seus agentes tentam antecipar movimentos, acredito que de 6 a 8 meses à frente. Ainda estamos um pouco acima da crise de 2008, como pode ser visto abaixo:

Um fato que cabe ser ressaltado aqui é a relação entre os juros e o retorno de investimentos em ações. Podemos fazer um exercício similar com o preço-lucro da bolsa de valores, invertendo o percentual de renda fixa e o dividindo por 100, transformando em preço-lucro, que pode nos dar uma estimativa, caso os dados se mantenham constantes do retorno. Hoje a Selic é de 3,75%, o que nos dá um preço-lucro = 100, dividido por 3,75 = 26,66x. Sendo assim, enquanto na renda fixa demoraria 26,66 anos para dobrar o capital, na bolsa isso demoraria 9,76 anos. Claro, tudo deve se manter constante, como o lucro das empresas. Caso o preço caia (como é o momento atual) e os lucros subam (como pode acontecer pós crise, daqui a um ou dois anos) esse indicador tende a diminuir.

Benjamin Graham já dizia que o mercado de ações é maníaco depressivo: às vezes ele pode exagerar nas quedas, assim como nas altas, balançando para esses dois lados, cabendo ao investidor ser racional e se aproveitar desses momentos que podem ser únicos na vida.

Fonte: https://comoinvestir.thecap.com.br/

Já o S&P 500 ainda não chegou a níveis de 2008, porém cabe salientar que os juros chegaram a 0-0,25% ao ano, algo inimaginável até pouco tempo atrás. Um amigo que trabalha no Santander New York me disse que antes era necessário ter no mínimo 10% do valor que alguém quer emprestado e que hoje isso já não é mais necessário, mostrando que bancos querem emprestar dinheiro e que os juros estão baixíssimos.

2) Delta entre NTN-B e Ibovespa: outro indicador que eu acho interessante é o delta, com que podemos medir a diferença entre o retorno do Ibovespa e o que estão pagando as NTN-Bs. Mesmo com o maior retorno recente das NTNB-s dado o crescente nível de risco, é a maior diferença desde março de 2005. Isso quer dizer, na prática, que o risco para investir em ações vem dando um prêmio para quem o fizer.

3) Sempre esteja no mercado financeiro com maior ou menor percentual: como consultor financeiro, sempre digo para o pessoal com que trabalho que o melhor momento para compras no mercado de ações é quando você estiver sentindo aquela “dor de barriga” com as ações, um sentimento emocional forte de perda momentânea, e quando quase estiver decidido a vender suas ações. Investir é algo racional e de pensamento e atitudes contrárias da maioria, como podemos ver acima, onde muitos gestores e investidores profissionais estão comprando ações nesse momento em que maioria vende ou quer vender. Um dado interessante é o que mostra que, se perdermos apenas dois dos melhores anos, o retorno cai pela metade, no estudo realizado em 23 anos de Ibovespa.

Nos investimentos, o advento de uma vacina tende a dar porrada para cima nos retornos.

4) Empresas abaixo do valor patrimonial: já começam a pipocar empresas que estão sendo negociadas abaixo do valor patrimonial. É importante verificar aquelas que não tenham dívida ou tenham dívida baixa. Certamente, algumas dessas empresas estão chamando atenção de grandes investidores.

Positividade:

Quero encerrar esse texto com algo positivo. Certamente, essa crise do coronavírus trará mudanças profundas em nossa maneira de pensar e investir. Provavelmente, contaremos esse momento para nossos netos e bisnetos. Acredito que de tudo que é menos positivo temos de tirar algo positivo, e esse é o momento.

Nos investimentos, como mencionou André Jakurski, um dos maiores gestores do Brasil, essa é uma crise com início, meio e fim, ao contrário de 2008, por exemplo, em que bancos estavam muito mais alavancados. Cabe a nós termos paciência e estudar bons ativos, plantando sementes para colhermos os frutos em um futuro, e momentos assim facilitam isso, a compra de bons ativos com margem de segurança maior.

O gráfico que quero mostrar aqui é a do tratamento do coronavírus. Estamos avançando no tratamento segundo pesquisas, o que nos dá uma luz e esperança de término mais rápido e mais benéfico para todos.

Resumo
  • O momento é único e marcará gerações, tanto na parte social quanto nos investimentos;
  • Temos a maior queda em termos de velocidade em comparação a outras crises;
  • Tivemos oito circuit breakers de 24 que já existiram, o que mostra quão raro e marcante é o momento;
  • Dada a queda, grandes investidores e empresas começam a recomprar ações de própria emissão;
  • Taxa Selic nas mínimas, assim como Juros Americanos em 0-0,25% ao ano;
  • Prêmio para investir em ações está o mais alto desde 2005, o que não quer dizer que não possa ficar maior;
  • Se você tem caixa, vá comprando aos poucos e dividindo as compras a cada queda. Só invista se tem perfil para isso e para o longo prazo. Lembre-se: é nas quedas que se compra, que se aumenta posição, mesmo que isso, psicologicamente, não seja algo fácil;
  • Sairemos dessa mais fortes e unidos como humanidade e na parte dos investimentos. Alguns que mantiverem a racionalidade, plantando sementes agora e esperando o tempo passar, irão colher ótimos frutos!

Eliseu Mânica Júnior

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
julio cesar
julio cesar

Só um adendo... O Barsi "tinha" quase 1 bilhão.... Agora só 500 milhões....   ... (Leia Mais)

25.03.2020 14:54 GMT· 1 · Responder
Lucas Cruz
Lucas Cruz

A melhor maneira de investir é ir comprando a cada queda, jamais iremos saber onde é o fundo, P/L da bolsa está barato demais, assim como empresas top de vários setores. Acredito que o IBov volte ao topo daqui uns 2 anos, então, quem puder aproveitar o momento, a hora é agora...  ... (Leia Mais)

24.03.2020 03:02 GMT· 1 · Responder
Paulo Marcio Garcia Jr
Paulo Marcio Garcia Jr

A reaçao economica vai ser bem rapida porque o abalo nao tem relacao com virus. Já previamos essa crise ha pelo menos 1 ano. É hira de comprar.  ... (Leia Mais)

23.03.2020 21:58 GMT· Responder
Fabio Thorpe
Fabio Thorpe

adoro humor....kkkkk...O que os grandes investidores estão fazendo no momento atual....comprando....sei  ... (Leia Mais)

23.03.2020 21:19 GMT· Responder
Joao AB
Joao AB

Sou simpático a esta visão de investidor. O que me preocupa mais desta crise do covid-19 é a reação violentíssima do mercado, projetando um cenário tenebroso, e acionando um verdadeiro efeito manada que irá desencadear a maior depressão da historia desde 1929. Sem duvida, os efeitos matarão tanto quanto ao corona, e enquanto o vírus tende a desaparecer em até 4 meses, já tenho duvidas se uma década será o suficiente para recuperar as economia local, o que depende quão histérica continuara sendo a reação das forças atuantes no cenário mundial, e, competente serem as estrategias do governo atual (ai neste ponto, a desconfiança aumenta)  ... (Leia Mais)

23.03.2020 18:12 GMT· 1 · Responder
Roberto Mendes
Roberto Mendes

Sou novo no mercado , mas estou fazendo isso, comprando aos poucos !!!  ... (Leia Mais)

23.03.2020 15:39 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App