Petróleo em Queda Abala as Gigantes do Setor? Elas Estão Melhores do que Você Imagina

Petróleo em Queda Abala as Gigantes do Setor? Elas Estão Melhores do que Você Imagina

Ellen R. Wald, Ph.D.  | 05.04.2017 13:25

Este artigo foi publicado originalmente em inglês no dia 05/04/2017

Um estudo publicado esta semana pelo Wall Street Journal descobriu que as maiores empresas produtoras de petróleo de capital aberto "ficaram abaixo do fluxo de caixa este ano". De acordo com o estudo, Exxon Mobil (NYSE:XOM), Royal Dutch Shell (NYSE:RDSa), Chevron (NYSE:CVX), e BP (NYSE:BP) tiveram saldos negativos quando o jornal "deduziu os dividendos e gastos de capital da empresas de seus recursos provenientes de atividades operacionais".

Estes resultados são, na verdade, o que se poderia esperar e o que um investidor de longo prazo preferiria de grandes companhias ao se considerar o declínio nos preços do petróleo. O preço do petróleo está baixo, mas estas grandes empresas ainda pagam dividendos — para satisfazer os investidores — e ainda investem em projetos com uso intensivo de capital e que lucrarão no longo prazo quando o preço flutuante do petróleo estiver em tendência de alta.

Por exemplo, o estudo explica que a "Exxon gastou quase mais de US$ 7 bilhões no desenvolvimento de novos projetos e no pagamento de dividendos em 2016 do que gerou de caixa". Em outras palavras, mesmo que as receitas da Exxon estejam em queda, a companhia ainda se prepara para o longo prazo. As empresas do setor de energia fazem dinheiro e têm êxito com planos de longo prazo para exploração, pesquisa e desenvolvimento e produção.

Em longo prazo, investidores guiados por princípios básicos apreciariam o comportamento destas gigantes desde que a companhia seja financeiramente estável. Com acesso relativamente fácil ao capital, ativos significativos e tremendas vantagens no mercado, todas estas gigantes do petróleo parecem financeiramente estáveis em longo prazo. Se elas estão estáveis o suficiente para suportar uma queda, um investidor de longo prazo — aquele que compra e mantém — quer ver tais gastos para se assegurar da contínua geração de receita no futuro.

O estudo não foi apenas um bom sinal para a saúde de longo prazo destas empresas gigantes de energia e de capital aberto, mas também um bom sinal para empresas nacionais de petróleo. Por exemplo, a Aramco se prepara para sua esperada oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), cujo sucesso e posicionamento serão comparados aos destas gigantes de energia.

Enquanto estas companhias tradicionalmente proporcionam bons dividendos aos investidores, a Aramco tem produzido receita o suficiente para pagar somas de dinheiro ao governo da Arábia Saudita que são significativamente suficientes para custear amplamente o orçamento do país (US$ 40 bilhões cobrem, aparentemente, todos os custos operacionais e gastos de capital da Aramco, de acordo com Khalid Al Falih, ministro saudita do petróleo).

A Aramco faz isso enquanto também paga seus custos operacionais e ainda investe de forma pesada em projetos de longo prazo (especialmente em unidades de transformação ao redor do mundo). Mesmo que a Aramco forneça menos dinheiro para a Arábia Saudita do que de costume, seus pagamentos ao governo são maiores do que a soma de taxas e dividendos de cada uma das quatro gigantes.

Investidores de longo prazo deveriam apreciar cada empresa petrolífera que possa sobreviver hoje e se preparar para o futuro enquanto deixa felizes os seus investidores. Caso os investidores de curto prazo mantenham os preços das ações dessas empresas em baixa, estes papéis podem se apresentar como uma oportunidade para investidores com um horizonte maior.

Ellen R. Wald, Ph.D.

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Diogo Miyashiro
Diogo Miyashiro

997i7gu 7t7e   ... (Leia Mais)

05.04.2017 17:09 GMT· Responder
Diogo Miyashiro
Diogo Miyashiro

Tuesday  ... (Leia Mais)

05.04.2017 17:07 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.