Temida Inversão da Curva de Juros nos EUA Aponta a Recessão - O que Esperar?

Temida Inversão da Curva de Juros nos EUA Aponta a Recessão - O que Esperar?

Liora Vanessa Dopacio  | 19.08.2019 01:03

Panorama de Mercado

Encerramos a semana com os mercados amedrontados frente uma nova recessão global devido a instabilidade causada pela guerra comercial entre China e EUA. Não apenas o Ibovespa, mas vários mercados internacionais apresentaram resultados negativos devido a divulgação de indicadores em várias parte do mundo comprovando os impactos danosos da guerra comercial. O principal fator que deixa os investidores em alerta são as medidas adotadas por diversos bancos centrais ao redor do mundo para estimular a economia, ainda assim os resultados têm sido abaixo das expectativas e também insuficientes para reanimar a atividade econômica. Eis que a tão temida inversão da taxa de juros nos EUA, onde a rentabilidade de títulos de curto prazo fica acima da rentabilidade dos de longo prazo, confirma o alerta. Desde 1955, todas as vezes em que essa inversão ocorreu houve uma recessão em seguida. Nosso mais importante índice acionário, o Ibovespa, fechou a semana com uma queda de mais de 4% acompanhando o cenário externo. Após flertar com os 99000 pontos na semana anterior, essa semana o índice fez mínima nos 98200 pontos. O Ibovespa fechou a semana abaixo dos 100000 pontos, o que não ocorria desde junho deste ano. Sendo assim, nosso índice fechou a semana na casa dos 99805.78 pontos e seu derivativo, fechou a semana em 100650 pontos.

No cenário nacional, não tem como não comentar o tombo que as ações da Oi (SA:OIBR4) levaram na semana. Os papéis da companhia chegaram a ser negociados abaixo de R$ 1. A derretida de quase 18% se deu devido especulações que a agência reguladora das telecomunicações do Brasil, a Anatel, poderia fazer uma intervenção na empresa. Isso porque os resultados divulgados no segundo trimestre foram assombrosos, com prejuízo bilionário e inclusive queima de caixa. Diante do cenário atual, a Anatel teme que a Oi não consiga manter suas operações e ocorra uma interrupção na telefonia fixa no país. A Anatel divulgou em nota oficial que não é verdade sobre a intervenção, mas isso não impediu que os papéis da companhia continuassem a se desvalorizar. No Congresso Nacional, as polêmicas do atual presidente, Jair Bolsonaro, não atrapalharam o calendário e avanços nas pautas a serem discutidas. Houve a aprovação da medida provisória de Liberdade Econômica, que tem como objetivo contribuir na facilitação do ambiente de negócios no Brasil. E a Reforma da Previdência volta a ser votada em setembro.

No mercado internacional, seguimos de olho na disputa comercial entre China e EUA e suas consequências. Essa semana Donald Trump aparentemente deu uma trégua ao adiar, o aumento da alíquota para importação de produtos eletrônicos chineses, de setembro para dezembro. Ainda assim Trump não deu o braço a torcer com esse respiro dizendo que esse adiamento é apenas para “salvar o Natal dos americanos”. Outro ponto no exterior que chamou atenção foi o caos do preço dos ativos argentinos após a derrota de Mauricio Macri nas eleições primárias para a Presidência do país.

A seguir, temos o fechamento de alguns ativos e índices:

Índice Bovespa – 99805.78 pontos;

Índice Futuro de IBOVESPA - 100650 pontos

Petrobras PN (SA:PETR4) – 23,91 reais

Vale do Rio Doce (F:VALE3) ON – 43,69 reais

Banco Itaú (SA:ITUB4) PN - 34,35 reais

Banco Bradesco (SA:BBDC4) PN – 33,27 reais

Ambev (SA:ABEV3) ON – 18,90 reais

Dólar Futuro – 4004.00 reais

Índice Dow Jones – 25886.01 pontos

Índice S&P 500 – 2888.68 pontos

O que esperar para próxima semana...

Iniciamos a semana com vencimento de opções sobre ações já na segunda-feira (19/08). Na quinta-feira (22/08) começa o Simpósio Anual de Política Monetária de Jackson Hole, organizado pelo Fed: o tema deste ano é “Desafios para a Política Monetária”, tema oportuno onde o Banco Central Americano pode anunciar medidas de alívio monetário frente a possibilidade de recessão global. Na sexta-feira (23/08) teremos discurso do presidente do FED, Jerome Powell, então todo cuidado é bem-vindo no horário da notícia.

Fique atento para esses eventos (três touros):

  • Quarta-feira - Vendas de Casas Usadas (Jul) às 11h, Estoques de Petróleo Bruto às 11h30 e Atas da Reunião do FOMC às 15h;
  • Sexta-feira - Discurso de Powell, Presidente do Fed e Venda de Casas Novas (Jul) às 11h;
  • Tenham uma excelente semana.

    Liora Vanessa

    Este conteúdo visa ambientar/informar os investidores de uma forma simples sobre como o mercado tem se comportado, jamais devendo ser considerado como indicação de compra ou venda de qualquer ativo.

    Liora Vanessa Dopacio

    Artigos Relacionados

    Últimos comentários

    Adicionar comentário
    Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
    Carl Vasc
    Carl Vasc

    Esse povo ganha dinheiro escrevendo e vendendo curso. Como invertidores, são como o Luladrão preso!   ... (Leia Mais)

    22.08.2019 21:23 GMT· Responder
    Tupã
    Tupã

    Uma hora vão perceber que o mundo real se adapta as necessidades. O mercado real esta de vento em popa, pois o consumo esta indo muito bem e a base de crescimento vem aumentando constantemente, o que tem gerado percentuais menores do que o esperado.. Cada um faça sua avaliação, mas o momento pode ser muito interessante para capturar um ótimo valor em alguns meses.  ... (Leia Mais)

    21.08.2019 15:31 GMT· Responder
    Cleber Silva
    Cleber Silva

    só pessimismo, cadê o otimismo   ... (Leia Mais)

    19.08.2019 20:31 GMT· Responder
    Cleiton Alves
    Cleiton Alves

    ta ok  ... (Leia Mais)

    19.08.2019 14:04 GMT· Responder
    Anderson santos
    Anderson santos

    Nao necessariamente aponta recessao  ... (Leia Mais)

    19.08.2019 11:42 GMT· Responder
    Gilson Pinheiro
    Gilson Pinheiro

    parabéns pelo artigo.   ... (Leia Mais)

    19.08.2019 09:05 GMT· Responder
    Andre Buzzo
    Andre Buzzo

    Oi Liorá!  ... (Leia Mais)

    19.08.2019 06:56 GMT· Responder
    Discussão
    Escrever uma resposta...
    Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

    Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
    Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
    A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
    É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
    A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

    English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
    Sair
    Tem certeza de que deseja sair?
    NãoSim
    CancelarSim
    Salvando Alterações

    +