Tônica da Semana: O Dólar Como o Último Dragão: Já Subiu Demais?

Tônica da Semana: O Dólar Como o Último Dragão: Já Subiu Demais?

William Alves  | 02.09.2019 15:03

Olá, Srs e Sras! Oficialmente em Miami, minha nova casa! Me mudei na quinta passada e agora estamos aqui já à espera do furacão! #ComeçandoComOPéDireito! Então vou ser breve aqui.

QUEM É O MESTRE?

Vagando pela internet me deparei com um filme que devo ter assistido algumas várias vezes: O Último Dragão. É um filme de 1985 que tem como ator principal o Bruce Leroy, o lutador negro de kung fu fissurado por Bruce Lee, ao ponto de andar pelo Harlem vestindo trajes típicos chineses e comer pipoca com palitinhos no cinema. Que tem como arquirrival Sho’nuff, o Shogun do Harlem, que não perde uma oportunidade de tentar fazer com que Leroy beije seus pés (“Kiss my Converse”, no original, frase lendária do filme e que adora perguntar a todos “Quem é o mestre?”). Ambos são professores de kung fu. Filme é genial pois é muito anos 80 e me traz as memórias daquele tempo. É uma história clássica de mocinho e bandido, com uma donzela no meio para ter mais graça. (Site com mais infos sobre o filme).

Imagem de

Tudo isso para dizer o seguinte: quem é o mestre? O Dólar!

No matter what, Dólar continua sendo o mestre sensei para o qual todos correm na hora do aperto! Abaixo o gráfico semanal desde março/18 da moeda contra uma cesta: euro, libra, iene, rublo, real, etc. Várias moedas e uma tônica:

“Quem é o mestre?” O Dólar!

Índice Dólar - Powered by TradingView

Mesmo contra vontade de Trump, o crescimento, a resiliência da economia americana e os juros reais ainda positivos atraem capitais para lá.

Com relação a esse último há controvérsias, pois com mais e mais pessoas comprando as Treasuries americanas o preço dos títulos não param de subir e consequentemente seus yield’s tem caído. Qual o racional disso? Medo! Tal qual as pessoas estão estocando água, pão e comida enlatada aqui em Miami por causa do furacão, em termos econômicos, o medo de um furacão faz com que mais investidores busquem proteção nas treasuries! Abaixo o gráfico da T10Y que segue caindo:

Yield da Treasury de 10 anos - Powered by TradingView

Uma forma de se expor a isso, ou seja, a valorização dos títulos de dívida americano é através do mercado americano: alguns ETF’s: TLT, IEF e o GOVT.

Contra o Real nessa semana, mesmo com toda atuação do Bacen, ele voltou a subir.

Quem é o mestre?”

Impressionante a resiliência da moeda americana! Mas uma pergunta: Faz sentido?

Gráfico USD/BRL - Powered by TradingView

Minha opinião: reforço o que disse semana passada “acho caro e exagerado”. Nesse patamar é mais venda do que compra! Qual o motivo para o dólar voltar ao patamar de setembro de 2018 quando ainda flertávamos com a possibilidade de Haddad presidente?

SUPER GOLPES KUNG FU

Em relação ao riscos com Trade War e tudo mais, já disse aqui que eles são reais, mas que o mercado como sempre exagera e olha só um lado: é míope!

PIB americano é muito influenciado pelo consumo – repostando aqui gráfico da semana passada.

Componentes PIB dos EUA

E o último dado do consumo surpreendeu pela ponta positiva: o maior desde 2014!

Dados consumo dos EUA

Mercado parece ter como inevitável uma recessão nos EUA por conta dos efeitos da Trade War sobre a confiança dos agentes: mas será mesmo?

Penso que existem alguns super golpes que podem chutar qualquer recessão para frente. E tem mais: é nesses cenários de “certeza” que as assimetrias são geradas! Ano que vem tem eleição nos EUA e o Trump não vai querer encarar eleição com uma recessão.

Tanto governo chinês quanto americano já indicaram a disposição de intervir para manter o crescimento. Como se não bastasse isso, ainda existe toda a disposição dos Bancos Centrais em colaborar para o crescimento através de políticas monetárias mais frouxas.

Anyway o embate tende a continuar e as próximas semanas serão cheias de eventos que devem seguir chacoalhando os mercados. Reposto aqui o “calendário” que postei recentemente com os eventos que estão por vir:

Calendário

BOLSA: EU AVISEI!

Falando de Brasil, vou dar uma de irmão do Bruce Leroy … aquele baixinho metido que fica querendo arranjar briga com gente maior que ele e tirando onda aqui e ali.

Ainda é cedo para “contar vantagem”, mas 2 semanas atrás comentei que o mercado é míope (confere).

E quero deixar registrado aqui que eu avisei! Semana passada escrevi:

Um provérbio diz: “na abundância das águas o tolo terá sede”. Para o mercado seria algo como “na abundância de preços em queda o tolo terá medo de comprar”. Queria eu ter tido mais caixa para aproveitar os preços em queda.

Da mínima ao fechamento IBOV teve alta de 5,4% e com alguns papeis saltando! Quando todas as notícias estiverem claramente indicando que não há motivo para não ter bolsa, aí você tem que ter medo!

SESSÃO DA TARDE…A MESMA HISTÓRIA

Mas enfim…Tal qual O Último Dragão que foi repetido na Sessão da Tarde umas 1365 vezes, permita-me ser repetitivo, mas para mim a história, o case Brasil, não mudou! Temos:

  • Inflação controlada. [“Tá tendo”]indicador de inflação ao atacado que foi divulgado recentemente apontando para baixo – vide gráfico! Com baixa inflação no atacado a inflação ao consumidor deve se manter controlada!

  • Juros para baixo. [“Tá tendo”]. Curva de juros de 1Y no Brasil aponta algo como 5,25%, ou seja, mais 0,75 p.p. de corte na Selic.
  • Algum crescimento econômico. [“Tá tendo”]. Dado divulgado essa semana surpreendeu os mais céticos (incluindo eu) com crescimento maior que o esperado.
  • Reformas da Previdência. [“Tá tendo”]
  • QUE MAIS?

    Junte a isso temos:

    • Reformas fundamentais para pavimentar crescimento futuro que estão sendo geridas no governo/Congresso: essencialmente uma agenda pró-negócios.

  • As privatizações.
    • A Trade War que, apesar dos pesares, está dando um gás nas exportações para China (+20% em abr/19 vs abr/18).

  • O juro baixo por um prazo mais longo como parece ser o caso empurra investidores para bolsa, além de liberar fluxo de caixa das empresas com dívida mais barata.
  • Nada que você já não soubesse, mas tal O Último Dragão na sessão da tarde, é bom rever de vez em quando.

    Não por acaso, apesar dos pesares, a bolsa brasileira (verde) tem tido uma baita performance nos últimos 12 meses comparado aos emergentes (vermelho).

    Powered by TradingView

    Já subiu demais? Depende: se o que falei acima continuar acontecendo, tem muito lucro para crescer nas empresas.

    Por isso, essas “chacoalhadas” devem ser encaradas com a serenidade de Bruce Leroy. O cara apanha durante o filme todo, para só no final vencer seu oponente e ficar com a donzela, acho que a ideia no mercado é mais ou menos por aí. Rs.

    Era isso.

    Aquele Abs.

    William Alves

    Artigos Relacionados

    Últimos comentários

    Adicionar comentário
    Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
    Ronaldo Cajares
    Ronaldo Cajares

    Bom artigo. Isso mesmo. Olho no mercado.  ... (Leia Mais)

    03.09.2019 09:15 GMT· Responder
    Claudio Marques
    Claudio Marques

    Gostei! Muito bom e bem objetivo!  ... (Leia Mais)

    02.09.2019 22:54 GMT· Responder
    Claudio Marques
    Claudio Marques

    Gostei! Muito bom e bem objetivo!  ... (Leia Mais)

    02.09.2019 22:54 GMT· Responder
    MestreWill
    MestreWill

    Perfeito... Um provérbio diz: “na abundância das águas o tolo terá sede”. Para o mercado seria algo como “na abundância de preços em queda o tolo terá medo de comprar”. Queria eu ter tido mais caixa para aproveitar os preços em queda.. E muitos acreditam que apenas olhando gráficos conseguem entender os grandes fluxos.  ... (Leia Mais)

    02.09.2019 20:22 GMT· 1 · Responder
    HermesFerro
    HermesFerro

    Há fundamentos para tamanha valorização da bolsa Brasileira? Com esse crescimento da economia? Vamos justificar dizendo... ahh bolsa é bolsa PIB é outra coisa. Será? Fazendo uma análise mais profunda o dólar deveria estar muito acima de R$=5,00 reais. Vejam, já pararam pra olhar o volume que você tem que ter no bolso se for comprar qualquer coisa de um valor um pouco maior?  ... (Leia Mais)

    02.09.2019 19:20 GMT· Responder
    Murilo Aguiar Camara
    Murilo Aguiar Camara

    Muito boa analise  ... (Leia Mais)

    02.09.2019 18:33 GMT· Responder
    Daniel Jalmusny
    Daniel Jalmusny

    Mas se Haddad tivesse sido eleito e o dólar tivesse batido nos 4,15 lá em setembro, quanto estaria agora com essa guerra comercial com a China?   ... (Leia Mais)

    02.09.2019 18:25 GMT· 1 · Responder
    Gil Leôncio Duarte
    Gil Leôncio Duarte

    Bons Ventos em Miami USA   ... (Leia Mais)

    02.09.2019 18:14 GMT· Responder
    Discussão
    Escrever uma resposta...
    Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

    Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
    Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
    A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
    É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
    A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

    English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
    Sair
    Tem certeza de que deseja sair?
    NãoSim
    CancelarSim
    Salvando Alterações

    +

    Baixe o aplicativo do Investing.com

    Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

    Investing.com é melhor no App!

    Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.