Dólar Intensifica Queda Após Fomc; Mau Presságio para o PIB Americano?

Dólar Intensifica Queda Após Fomc; Mau Presságio para o PIB Americano?

Kathy Lien  | 30.07.2020 08:05

Na semana passada, os investidores venderam dólares e, ontem, fizeram o mesmo durante o anúncio de política monetária de julho do Federal Reserve, quando a equipe de Jerome Powell não conseguiu mudar a tendência de queda da moeda americana. O banco central dos EUA alertou que o vírus continua sendo um risco considerável e que usará todos os seus instrumentos para apoiar a economia.

Em reação, os investidores fizeram a moeda americana atingir novas mínimas contra as principais divisas. O euro continua recebendo a maior parte dos fluxos, mas a libra esterlina, o franco suíço e o dólar australiano também registraram forte demanda.

Embora o dólar estadunidense tenha se afastado das mínimas no fim do dia, a moeda ainda enfrenta dificuldade para atrair compradores. Parte disso se deve a Powell, que afirmou que o gasto das famílias recuperou cerca de metade da queda, mas o investimento empresarial ainda precisa mostrar força. Além disso, segundo o presidente do Fed, a pandemia gerou impactos significativos na inflação, já que os preços mais altos dos alimentos aumentaram as adversidades, sem falar que o crescimento de casos do vírus pesará sobre a economia.

Em vista dessa elevação de infecções por coronavírus, das mortes e da expiração dos benefícios extras de seguro-desemprego, ninguém esperava otimismo por parte de Powell, o que pode explicar a resposta relativamente minguada nos mercados. As ações mantiveram seus ganhos anteriores, ao passo que os rendimentos dos títulos do Tesouro americano encerraram o dia em queda.

Há uma grande expectativa de que o relatório de hoje do PIB reforce as preocupações do banco central em relação à economia americana. De acordo com Powell, esse deve ser o pior PIB de toda a história. A recente liquidação de dólares sugere que os investidores já precificaram um relatório mais fraco, mas ao contrário do PIB do 1º tri, a recuperação pode perder ímpeto nos próximos meses. Um forte estímulo fiscal ou uma vacina seriam uma panaceia imediata, mas a chance de qualquer uma dessas soluções é reduzida no curto prazo.

Os investidores estão preocupados com o PIB, mas seu receio maior é com o que acontecerá depois que os benefícios extras de seguro-desemprego forem substituídos por um programa que praticamente não atende às necessidades da maioria dos americanos.

A persistente força do euro, por outro lado, reflete a perspectiva positiva do mercado para a região. Os dados seguem melhorando e, por enquanto, a projeção é de um PIB do 3º tri melhor. Por isso, apesar da expectativa de contração no crescimento do PIB da Alemanha no 2º tri, uma recessão, caso aconteça, será apenas técnica. As reaberturas melhoraram a retomada dos gastos e, de acordo com os últimos dados, os maiores repiques de despesas ocorreram na França e na Alemanha, onde o consumo praticamente voltou aos níveis pré-vírus.

Os investidores estão de olhos atentos à recente alta de casos do vírus na Europa, mas, por enquanto, o ritmo de recuperação, o controle da covid-19 e a projeção geral para a Zona do Euro é melhor do que nos EUA, o que explica o forte rali na moeda europeia. Durante todo o mês de julho, o EUR/USD só registrou cinco dias de queda.

Todas as três principais moedas ligadas a commodities se valorizaram na quarta-feira, com o dólar australiano liderando os ganhos. O relatório de inflação australiano foi melhor do que o esperado, com os preços caindo levemente menos no segundo trimestre. A libra esterlina também subiu na esteira das melhores aprovações de crédito hipotecário e melhor declínio nos preços do comércio. As revisões dos números de confiança empresarial na Nova Zelândia foram divulgadas nesta madrugada, juntamente com as aprovações de construções na Austrália.

Kathy Lien

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Francisco Maia
Francisco Maia

Estou comprado e seguindo a tendência é as notícias.  ... (Leia Mais)

30.07.2020 14:09 GMT· Responder
Lucas Santos
Lucas Santos

conserteza o euro ira subir em EUR/USD  ... (Leia Mais)

30.07.2020 11:56 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.