Legalização da maconha nos EUA alimenta o interesse dos investidores nas ações de cannabis

Legalização da maconha nos EUA alimenta o interesse dos investidores nas ações de cannabis

Dentro do Investing.com  | 11.08.2019 19:23

Legalização da maconha nos EUA alimenta o interesse dos investidores nas ações de cannabis

As empresas de capital aberto com foco em cannabis continuaram em alta, com algumas das principais ações do setor apresentando alta de até 70% só no ano passado. Não só isso, a tendência da legalização da maconha continua proporcionando à indústria um ambiente favorável para operação, sugerindo que isto é apenas o começo do próximo boom parecido com o visto no Bitcoin. E está chamando a atenção de um número cada vez maior de investidores.

Em janeiro de 2020, Illinois será o 11º estado dos EUA a legalizar a maconha, expandindo o mercado de cannabis no país. Este é outro sinal do apoio público à legalização da substância que está impelindo a legalização da maconha em âmbito federal.

O impulso cada vez maior para tornar a cannabis popular nos EUA se intensificou, especialmente após o Canadá ter sido, no ano passado, o primeiro país do G7 a legalizar a maconha. Os efeitos econômicos favoráveis dessa legalização têm sido amplamente divulgados através do aumento das receitas fiscais, dos efeitos positivos sobre as taxas de emprego, do crescimento do PIB e até do turismo. A indústria de esqui do Colorado, por exemplo, notou um aumento de 10% na temporada 2014-15 em relação ao inverno anterior depois da legalização da maconha.

Quem está realmente investindo nas ações de maconha?

Se há uma oportunidade no mercado de ações, você pode geralmente apostar que os investidores de Wall Street em Nova York vão agir primeiro, tirando proveito dela antes mesmo que o resto do país saiba de tal oportunidade. Bom, neste caso, ledo engano!

Com o objetivo de adquirir mais insights sobre o que motiva os investimentos relacionados à maconha, a plataforma global de mercados financeiros Investing.com e a plataforma gerenciamento de reputação online SEMrush uniram forças para combinar seus dados e descobrir tendências implícitas.

Primeiramente, pegamos uma porcentagem do total de usuários do site Investing.com em todos os 50 estados dos EUA, de abril a junho de 2019, interessados nas páginas relacionadas a ações de maconha presentes na nossa plataforma global de mercados financeiros. O resultado? Nova York nem ficou entre os primeiros 10 estados dos EUA interessados em investir na indústria de maconha, chegando em 17º lugar.

Os resultados mostram, todavia, que os usuários com o maior grau de interesse no setor encontram-se em estados que já legalizaram a substância: Maine (7,5% dos usuários Investing.com neste estado apresentaram interesse nas ações de maconha), Massachusetts (6,1%), Michigan (5,6%), Alasca (5,2%) e Califórnia (5,1%).

Interesse por ações de maconha

Além do mais, 7 dos 10 principais estados interessados em ações de maconha são de fato estados que legalizaram a substância. E todos os 10 estados onde a maconha foi legalizada estavam entre os 20 primeiros da lista. Foi interessante notar que Illinois, que anunciou publicamente no mês passado seu plano de legalizar a maconha até 2020, não estava entre os 20 primeiros estados da lista.

“O que me surpreende é que Nova York e Pensilvânia – dois estados com altos níveis de uso pessoal de maconha – não aparecem entre os cinco principais estados”, disse Jesse Cohen, analista do mercado norte-americano no Investing.com. “Eu também esperava que a Califórnia, um dos primeiros estados a legalizar a maconha, ficasse em uma posição mais alta na lista. Já o Alasca foi um verdadeiro choque para mim – mas, de novo, isso apenas mostra a força do efeito que a legalização tem sobre o interesse em ações de maconha”. 

Há um catalisador para este tipo de interesse?

Dado o exemplo canadense, decidimos nos aprofundar ainda mais nos números com o objetivo de responder à pergunta: o momento da legalização tem um impacto mais direto sobre quando os investidores demonstram maior interesse nas ações de maconha?

Analisando cada um dos cinco estados que mencionamos, cujos usuários exibiram o maior interesse nas ações de maconha, o SEMrush começou a medir as buscas no Google (NASDAQ:GOOGL) pelas 10 principais ações de maconha no mercado entre os seis meses anteriores e os seis meses posteriores à legalização da substância em cada estado.

O SEMrush mostrou que o interesse nas ações de maconha realmente aumentou substancialmente durante os meses posteriores à legalização da maconha. Em Massachusetts, Michigan e Califórnia, o interesse nas principais ações de maconha praticamente dobrou durante o período de seis meses antes a seis meses após a legalização.

“Sem dúvida, a legalização da maconha é um dos maiores motores de crescimento que veremos nos próximos anos, por isso faz sentido essa atenção extra que a indústria está recebendo”, disse Clement Thibault, analista sênior do Investing.com. “Wall Street e os investidores são implacáveis na busca de novos crescimentos e lucros, e é exatamente isso que a legalização da maconha oferece”.

Investidores em Maconha

A tendência é clara: há uma ligação direta entre a legalização da maconha e o interesse dos investidores nas ações dessa planta. Tudo isso aponta épocas de alta à frente para o setor de cannabis, já que a legalização continua avançando nos EUA.

Seja o primeiro a comentar sobre o

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+