Perguntas e Respostas: Investidores perguntam, Clement responde #4

Perguntas e Respostas: Investidores perguntam, Clement responde #4

Dentro do Investing.com  | 09.04.2019 18:53

Perguntas e Respostas: Investidores perguntam, Clement responde #4

Recebemos esta semana perguntas muito interessantes dos nossos investidores — eles queriam saber com qual frequência o Clement faz mudanças no portfólio dele, quais são as recomendações dele para alguém aprender sobre o mercado de ações (além da indicação de livros) e como avaliar uma empresa antes de ela entrar com oferta pública inicial (IPO).

 

Como avaliar uma empresa antes do IPO?

Boa pergunta! Especialmente com Airbnb e outras empresas grandes já planejando entrar com pedido de IPO.

Primeiro, deixe-me começar dizendo que investir em um IPO é mais arriscado do que em outras ações porque, com frequência, há pouca informação disponível e potencial assimetria entre as informações, em que algumas pessoas “por dentro do assunto” sabem de alguma coisa que os investidores comuns não sabem, o que coloca esses investidores em desvantagem.

Se você ainda quiser se aventurar em IPOs (que são um dos meus investimentos favoritos) nos EUA, por exemplo, basta procurar o formulário S-1 que as empresas precisam submeter à SEC antes de emitir ações. Pesquise no Google "formulário S-1 'nome da empresa'" (S-1 form, em inglês).

Esse formulário tem quase tudo o que você precisa saber para ter uma ideia da verdadeira avaliação da empresa: receita, lucros, crescimento nos últimos dois anos, principais riscos que afetam a empresa e, basicamente, todas as informações financeiras disponíveis sobre a empresa.

A partir daí, é claro, você precisa saber como analisar uma demonstração de resultados, um balanço patrimonial e fluxos de caixa. Se não estiver familiarizado com esses termos, dedique um momento para estudá-los e, talvez, pratique suas habilidades básicas de avaliação antes de entrar no próximo IPO.

Os IPOs são um investimento excelente mas arriscado. Eu vejo frequentemente que as disparidades entre a avaliação inicial no mercado de ações e a avaliação real são uma boa maneira de gerar retornos.

Com qual frequência se deve fazer alterações no portfólio de investimentos?

Ao investir no mercado de ações, você precisará ter um motivo para entrar e um motivo para sair.

Todos nós temos critérios que utilizamos para avaliar as empresas. Algumas pessoas buscam empresas de baixo custo, ao passo que outras procuram crescimento explosivo. Mas todos nós temos uma ideia do que constitui um possível investimento.

Você adiciona posições quando achar que encontrou uma nova oportunidade que se adequa aos seus padrões. Às vezes, posso abrir várias posições em uma semana e não fazer absolutamente nada na semana seguinte.

O mesmo é válido para o fechamento de posições. Quando abrimos uma posição, temos uma tese de investimento. Acreditamos que o valor aumentará ou diminuirá e definimos uma meta de preço que acreditamos refletir o verdadeiro valor de uma empresa. Paramos quando elas cumprem o seu potencial ou quando não acreditamos mais que nossa tese vai se tornar realidade. De novo, algumas semanas são repletas de ação, já outras são gastas esperando o Sr. Mercado fazer sua mágica.

Basicamente, a frequência com a qual você adiciona e retira posições depende do mercado. É preciso aceitar o que o mercado está oferecendo e não forçar um investimento.

Eu vou dizer que, em média, quanto mais transações você fizer, mais tarifas serão cobradas e retiradas do seu capital e mais difícil será obter algum lucro líquido com seu investimento; portanto, negocie com sabedoria!

Sei que você recomenda livros, mas há alguma outra forma de aprender sobre o mercado de ações?

Bem, no meu livro, os livros são o recurso de aprendizagem número 1. Eles propiciam todo o conhecimento técnico necessário para se começar a explorar o mundo dos investimentos. Veja aqui a minha lista pessoal: (link para o tweet no site Investing.com com a recomendação do livro)

Após aprender a “linguagem” de investimento, você pode começar a interagir com outros investidores. Participe de uma comunidade, conheça outros investidores e crie discussões no Twitter, Quora ou Investing.com. Você descobrirá que ainda há muito o que aprender com a experiência de outras pessoas.

Também é necessário abrir uma conta em uma corretora. Você pode optar por começar com dinheiro falso (conta demo), apenas para entender como as coisas funcionam e evitar perder dinheiro enquanto aprende.

Em algum momento, para realmente entender o mercado de ações, será necessário abrir uma conta real, com dinheiro de verdade. Assim que abrir a conta, você estará exposto ao aspecto psicológico do investimento, que talvez seja o mais difícil de dominar.

Não há pressa nenhuma, leve o tempo que precisar. Como tudo na vida, ter êxito em investimento requer tempo e dedicação. É extremamente difícil dominar o mercado de ações, mas a estrada está repleta de momentos que fazem a viagem valer a pena.

Se você tiver alguma pergunta que gostaria de fazer ao Clement, mande-a nos comentários abaixo ou envie-a diretamente pelo Twitter - @ClemThibault.

Perguntas Frequentes anteriores #3 

Seja o primeiro a comentar sobre o

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+