Onde está a base para um dólar forte e ouro fraco? Alta do dólar atinge diretamente demanda de petróleo

Onde está a base para um dólar forte e ouro fraco? Alta do dólar atinge diretamente demanda de petróleo

Investing.com  | 17.01.2021 15:58

Onde está a base para um dólar forte e ouro fraco? Alta do dólar atinge diretamente demanda de petróleo

Por Barani Krishnan

Investing.com - A desvalorização da moeda é boa para o dólar? É uma pergunta que realmente vale a pena fazer depois que o dólar disparou pela segunda semana consecutiva sob o plano de estímulo do coronavírus de US$ 2 trilhões do presidente eleito Joe Biden. O ouro, o ativo de segurança comprovado contra a inflação, entretanto, deu outro mergulho para seu pior momento de duas semanas desde novembro.

CONFIRA: Todas as cotações de commodities do Investing.com

A recuperação do dólar na sexta-feira foi particularmente surpreendente, dado o recuo nos rendimentos dos títulos de 10 anos do Tesouro dos EUA - que tinha sido o catalisador para a força do dólar desde o início do ano.

Supostamente um ativo de segurança por si só, o índice dólar, comparado a uma cesta de seis outras moedas importantes, subiu 0,6% no dia para mostrar uma leitura de 90,78. O dólar começou o ano abaixo de 90, mas pode subir acima de 91 na próxima semana, disseram alguns negociantes de câmbio.

Sir John Templeton, o falecido guru do investimento contrário, disse que o ato de comprar quando a sabedoria convencional pedia a venda indica que as questões com as quais os investidores de curto prazo estão preocupados são de natureza transitória e podem ser corrigidas. Mas Sir John estava falando de investidores individuais indo contra a tendência - não todo o rebanho, como o dólar viu nas últimas duas semanas.

CONFIRA: Todas as cotações de moedas do Investing.com

Para ter certeza, não há nada concebivelmente "consertável" sobre o dólar, com o déficit dos EUA já aumentando 61% nos primeiros três meses do ano fiscal de 2021, após um recorde de US$ 3,13 trilhões em 2020.

Biden deixou claro que tem vários - senão múltiplos - planos de estímulo em mente, sugerindo que o déficit pode ser de dois dígitos antes de seu mandato terminar. Não é o tipo de coisa que inspiraria os investidores de moedas a subirem o dólar, como testemunhado desde o início do ano.

Dito isso, provavelmente há um elemento "transitório" - ou dois - na alta do dólar e na queda do ouro. A primeira é que o dólar ficou sobrevendido, com queda de 4,5% combinadas entre outubro e novembro. Não foi o mesmo para o ouro, porém, com a perda de 5,6% em novembro antecipando a alta de 6,4% em dezembro.

O segundo fator é mais atraente - que os planos de estímulo de Biden ainda podem encontrar resistência no Senado, apesar da maioria simples que seu Partido Democrata comandava.

LEIA MAIS: Dólar baterá R$6 e inclinação da curva de juros aumentará com mais deterioração fiscal, prevê Société Générale

Isso ocorre porque as medidas de estímulo ainda fazem parte do orçamento e, sem uma supermaioria de 67 das 100 cadeiras no Senado, elas entram em um processo chamado de “reconciliação” que só pode ser anulado por um mínimo de 60 votos (Democratas e os republicanos têm 50 assentos no Senado agora, com o vice-presidente eleito Kamala Harrris tendo um voto adicional para desempatar).

Essa parte da reconciliação é o que levou à suposição de que grandes esforços de estímulo por Biden não serão aprovados facilmente no Senado, especialmente com o falcão fiscal republicano Mitch McConnell retornando como líder da minoria para fazer legislação na câmara alta do Congresso semelhante ao inferno aos democratas como quando ele foi líder da maioria no governo Obama.

No entanto, o importante senador democrata Chuck Schumer ainda pode conseguir uma série de pacotes de estímulo de médio porte com alcance bipartidário e atingir as metas de Biden. Nesse caso, a desvalorização do dólar ainda é certa. Isso é o que os investidores de moedas e os ursos de ouro parecem estar faltando.

O investimento vendido em ouro e dólar também ignorou falas dos dirigentes do Federal Reserve, incluindo o presidente Jay Powell, que passou toda a semana passada negando as especulações de que o Fed vai recorrer a uma redução gradual em sua política monetária fácil. "Taper tantrum", como é chamado, está no topo das mentes dos investidores, já que muitos se perguntam quando exatamente o banco central provavelmente aumentaria as taxas de juros, que estavam perto de zero desde que a pandemia estourou em março.

Mas Powell também não ajudou em nada. Ele enviou mensagens contraditórias aos investidores, dizendo que "há uma série de razões para estar otimista com a economia dos EUA" e que "podemos voltar ao antigo pico econômico em breve".

Isso desencadeou outro problema para os mercados: descobrir com que rapidez a economia poderia se recuperar com a ajuda das vacinas contra a Covid-19. Falando em vacinação, é como uma história de duas cidades em alguns casos: o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, diz que sua cidade ficará sem doses na próxima semana, enquanto Tallahassee, da Flórida, está agindo por ordem do governador Ron de Santis. Nesse ínterim, a nova variante do vírus no Reino Unido, chamada B.1.1.7., pode ser dominante em março, afirma o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

Apesar de sua recuperação no terceiro trimestre, a economia dos EUA continua péssima, com as hospitalizações e mortes por Covid-19 atingindo novas máximas nas últimas semanas. Os Estados Unidos continuam sendo o país mais atingido pela pandemia, com mais de 23 milhões de casos registrados desde janeiro de 2020 e mais de 385.000 mortes por causa deles.

Na frente do emprego, os Estados Unidos perderam mais de 21 milhões de empregos entre março e abril de 2020, no auge dos fechamentos de empresas forçados pelo coronavírus. Uma recuperação de 2,5 milhões de empregos foi registrada em maio e 4,8 milhões em junho, antes de a recuperação começar a desacelerar. Para setembro e outubro, menos de 700.000 empregos foram adicionados a cada mês. Em novembro, houve apenas 245.000 adições, enquanto dezembro viu uma perda de 140.000 empregos - a primeira queda desde abril.

A tendência fraca no mercado de trabalho continuou em 2021, com 965.000 americanos entrando com pedido de auxílio-desemprego na semana até 9 de janeiro, um aumento de 23% em relação à semana anterior e o maior em quase cinco meses.

Powell admite que há "muita folga" no mercado de trabalho e que é improvável que as pressões salariais por si só cheguem a níveis que poderiam criar ou sustentar uma inflação mais alta.

“Além disso, o outro fator a ser observado é a escassez mundial de demanda”, disse ele. “Em muitas grandes economias avançadas, em países ao redor do mundo que começaram esta crise, há taxas de juros profundamente negativas e pouco espaço de política para aumentos das taxas de juros. Tudo isso vai durar um pouco, e você sabe, a economia dos EUA está fortemente integrada com o resto do mundo. Isso vai importar. "

Será que tudo isso na mistura, é preciso perguntar novamente: Onde está a base para um dólar forte e ouro fraco?

Na frente do petróleo, os preços do petróleo caíram para mínimas de um mês na sexta-feira, caindo mais de 2%, depois que as preocupações com os bloqueios da Covid-19 no principal destino do petróleo, a China, atingiram um mercado que resistiu por semanas às preocupações sobre o empilhamento de estoques de combustível em casa.

LEIA MAIS: China reporta mais 109 casos de Covid-19 e receio aumenta antes de Ano Novo Lunar

A alta do dólar, moeda na qual o petróleo é negociado, também tornou a compra da commodity menos competitiva para os detentores do euro e outras variações - atingindo indiretamente a demanda por petróleo.

Preço do ouro e resumo do mercado

Os mercados dos EUA giravam em um mar vermelho em direção ao fechamento de sexta-feira, a partir dos números lamentáveis ​​de dezembro para tudo, desde vendas no varejo até índice de preços ao produtor, produção e sentimento do consumidor. O ouro se juntou à triste festa, que deveria ser o “porto seguro” - ou cerca viva ou panaceia, como você quiser - de tudo isso.

O ouro para entrega em fevereiro na Comex de Nova York fez uma negociação final de US$ 1.827,85 na sexta-feira, depois de encerrar oficialmente a sessão em US$ 1.829,90 a onça - queda de US$ 21,50, ou 1,2% no dia.

Durante a semana, o ouro de fevereiro perdeu US$ 5,50, ou 0,3%.

Mas quando adicionado à perda da semana anterior de US$ 59,70, ou 3,1%, deu aos futuros de ouro sua pior exibição em duas semanas desde novembro.

Preço do petróleo e resumo do mercado

O petróleo WTI negociado em Nova York, o principal indicador do petróleo dos EUA, fez uma negociação final de US$ 52,06 por barril, depois de encerrar a sessão oficial de sexta-feira em US$ 1,21, ou 2,2%, a US$ 52,36 por barril. Foi o maior queda de um dia do WTI desde 18 de dezembro.

Mesmo assim, o WTI encerrou a semana com um ganho de 13 centavos, ou 0,5%.

O petróleo Brent negociado em Londres, a referência global para o petróleo, fez uma negociação final de US$ 54,84 por barril. As negociações oficiais de sexta-feira fecharam em US$ 55,10, queda de US$ 1,32, ou 2,3%, no dia

Durante a semana, Brent perdeu 89 centavos, ou 1,6%.

A China intensificou os bloqueios na sexta-feira, após relatar o maior número de casos diários de Covid-19 em mais de 10 meses. A segunda economia do mundo atingiu o máximo de uma semana que resultou em mais de 28 milhões de pessoas confinadas enquanto sofria sua primeira morte por coronavírus no continente desde maio.

“A propagação da pandemia Covid-19 está tomando o centro das atenções novamente e os comerciantes estão ficando cada vez mais preocupados com a longa duração do bloqueio europeu e com as novas restrições (na) China”, disse Bjornar Tonnage da Rystad Energy à Reuters. “O mercado está estruturalmente otimista, mas pode estar ficando muito à frente dos fundamentos prospectivos.”

Nos Estados Unidos, os produtos combustíveis foram o elo mais fraco do complexo petrolífero durante meses.

Os estoques de gasolina aumentaram 4,395 milhões de barris durante a primeira semana de janeiro, em comparação com as expectativas de uma construção de 2,69 milhões de barris, segundo dados da Administração de Informações de Energia dos EUA.

Os estoques de destilados, que incluem diesel e óleo de aquecimento, aumentaram mais do que o esperado 4,786 milhões de barris contra as expectativas de um aumento de 2,67 milhões de barris, os dados da EIA mostrou.

Calendário de energia adiante

Segunda-feira, 18 de janeiro

Feriado de Martin Luther King nos mercados dos EUA

Terça-feira, 19 de janeiro

Estimativas de estoque privado de Cushing

Relatório semanal do American Petroleum Institute sobre os estoques de petróleo.

Sexta-feira, 22 de janeiro

Relatório semanal EIA sobre estoques de petróleo

Relatório semanal EIA sobre estoques de gasolina

Relatório semanal EIA sobre inventários de destilados

Relatório semanal EIA sobre armazenamento de gás natural

Pesquisa semanal Baker Hughes em plataformas de petróleo nos EUA

Veja o Calendário Econômico completo do Investing.com

Disclaimer: Barani Krishnan usa uma gama de pontos de vista fora do seu para trazer diversidade à sua análise de qualquer mercado. Ele não possui ou mantém uma posição nas mercadorias ou títulos sobre os quais escreve.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
carlos alberto longatto
carlos alberto longatto

Nathan Silva.Um chute.A conta vem até 2024.Vamos ver se vou acertar.Do Livro A GRANDE QUEDA.  ... (Leia Mais)

18.01.2021 03:49 GMT· Responder
Julius Capri
Julius Capri

Podem emitir dinheiro a vontade, o dólar não se desvaloriza, o governo americano está com juros negativos praticamente, eles pode elevar as taxas de juros até 10,15% sem grandes traumas, e como muitos devem saber, o que valoriza o dólar é a taxa de juros americana, que com o pacote de estímulos esses juros vão subir.   ... (Leia Mais)

17.01.2021 22:28 GMT· 2 · Responder
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira

Uma palavra: *** BITCOIN ***  ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:57 GMT· Responder
Nathan Silva
Nathan Silva

De um lado está a realidade. Crise profunda com desemprego, salários baixos, e muita dívida corporativa e principalmente governamental. Até o momento mercado não ligou para nada disso porque olhou para o lado positivo. Recuperação e muita impressão de dinheiro. O negócio é quando a conta chegar. Aí não tem plano de estímulo que resista. Se continuarem imprimindo na mesma trajetória atual, não dou uma década para o colapso. Ou vai chegar a conta daqui a pouco, ou vai ficar muito pior depois. Não dá para o mercado financeiro ficar no mundo da maravilha para sempre descolado da realidade. Melhor vir a conta agora.  ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:34 GMT· 2 · Responder
Bruno Massa
Bruno Massa

Descartando totalmente oa vencimentos dolarizados, assim como o endividamento em sua grande maioria; dolarizado, que artigo é esse? Se quer cita oa faltores complexos; como dólar doméstico e Eurodólar, que não tem relação nenhuma, sem falar na alavancagem que é totalmente dolarizada. Continua correndo do dólar, quando explodir por necessidade e não por fundamentos, provalmente sobe junto com o ouro.   ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:07 GMT· Responder
jose silva
jose silva

o bicho vai pega esse ano promete fortes emoções   ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:05 GMT· Responder
Rodrigo Leite
Rodrigo Leite

Se um dia o dolar chegar a 3,50 ou 3,70 quero compra uns 20 mil dolar e guarda para proxima pandemia vender a 7   ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:02 GMT· 1 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.