Uso de hidroxicloroquina no tratamento para Covid-19 eleva risco de morte, aponta estudo

Uso de hidroxicloroquina no tratamento para Covid-19 eleva risco de morte, aponta estudo

Reuters  | 22.05.2020 15:25

Uso de hidroxicloroquina no tratamento para Covid-19 eleva risco de morte, aponta estudo

(Reuters) - A hidroxicloroquina, que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, diz estar tomando e que também é defendida pelo presidente Jair Bolsonaro no tratamento da Covid-19, está ligada ao aumento do risco de morte em pacientes com a doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, de acordo com um estudo publicado na revista médica The Lancet.

O estudo, que monitorou mais de 96 mil pacientes hospitalizados com Covid-19, mostrou que as pessoas tratadas com o medicamento, ou com cloroquina, apresentavam maior risco de morte quando comparadas àquelas que não receberam o medicamento.

A demanda por hidroxicloroquina, um medicamento contra a malária aprovado décadas atrás, aumentou depois que Trump divulgou seu uso como tratamento de coronavírus no início de abril. No início desta semana, ele surpreendeu o mundo ao admitir que estava tomando o comprimido como medicamento preventivo.

Também nesta semana, o Ministério da Saúde atendeu a um desejo pessoal de Bolsonaro e divulgou documento em que trata do uso da cloroquina nos estágios iniciais da Covid-19, embora a própria orientação da pasta reconheça que não existe comprovação científica de sua eficácia no tratamento da doença.

Os autores do estudo sugeriram que esses esquemas de tratamento não devem ser usados ​​para tratar a Covid-19 fora dos ensaios clínicos até que os resultados deles estejam disponíveis para confirmar a segurança e a eficácia para pacientes com a infecção.

Os pesquisadores disseram que não puderam confirmar se tomar o medicamento resultou em algum benefício para pacientes infectados pelo coronavírus.

© Reuters. Enfermeira mostra pílula de hidroxicloroquina em Porto Alegre

Semanas atrás, Trump havia promovido o medicamento como um tratamento potencial com base em um relatório positivo sobre seu uso contra o vírus, mas estudos subsequentes descobriram ser ineficaz. A Food and Drug Administration, agência federal vinculada ao Departamento de Saúde e Serviços dos EUA, emitiu em abril um alerta sobre o uso da pílula.

O estudo publicado na The Lancet analisou dados de 671 hospitais, nos quais 14.888 pacientes receberam hidroxicloroquina ou cloroquina, com ou sem o antibiótico macrolídeo, e 81.144 pacientes não passaram por nenhum dos tratamentos.

(Por Ankur Banerjee e Manas Mishra em Bengaluru)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Max Scardua
Max Scardua

Matéria paga. favor colocar link do estudo.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 20:16 GMT· Responder
Antonio Oliveira
Antonio Oliveira

O estagiário, aprendiz de censor, vendeu a mente (por pouco nos dias de hoje), barrando comentários... Que feio...  ... (Leia Mais)

22.05.2020 19:44 GMT· Responder
Claudio M Br
Claudio M Br

Desde 1990 se sabe que este medicamento não adianta NADA, se usado quando os sintomas já são graves. Tem que ser nos primeiros 5 dias, segundo especialistas.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:45 GMT· Responder
Cícero RP
Cícero RP

Já vi alguns (sim alguns!) depoimentos de pessoas com sintomas graves do vírus chines: como febre e falta de ar e não queriam ir ao hospital com medo, serem curadas esmagando 2 dentes de alho e tomando com açafrão em meio copo de água!  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:28 GMT· Responder
Edy Tonel
Edy Tonel

O governo não quer usar em quem já está internado e sim nos primeiros sintomas, mas o interessante é que em 2016, a Cloroquina foi liberada até para grávidas, é até antes da pandemia nem receita médica era necessário, na realidade todo remédio tem contra indicações. Quem não quiser tomar, não tome, simples.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:28 GMT· 1 · Responder
Joyci Lin
Joyci Lin

Primeiro que a doenca nao é respiratoria. Segundo, “ um estudo apena da Lancet”, onde existem Dezenas de estudos concluindo que é mais eficaz. Terceiro, precisa mostrar indices de mortes de quem tomou e de quem nao tomou. Risco de Morte todos ja possuem. Todos que possuem e tomaram Cloroquina é pq já tinha ruaco de morte. Entao, qual é o argumento deste artigo fraco?? Oie??? Tragam algo mais consistente pir fav.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:27 GMT· Responder
Pablo Venturini
Pablo Venturini

Vou ser bem sincero. Acompanho as noticias do Investing a pelo menos uns 4 anos. E nunca vi tanta fake e especulacao como nestes ultimos meses.. tanto na bolsa quanto na politica economica..  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:24 GMT· 1 · Responder
Thiago Fagundes
Thiago Fagundes

Hidroxicloroquina/Cloroquina é tão eficaz que a pessoa precisa assinar um termo de consentimento no hospital se escolher tomar kkkkk E médico nenhum quer assinar o protocolo do governo federal sobre esse medicamento. Já foi provado que esse medicamento é ineficaz contra a covid-19, nenhum relato ou estudo científico mostrou que funciona. Pelo amor de Deus, Trump mandou as pessoas beberem desinfetante alegando que mataria o vírus. A que ponto chegamos hein, baixíssimo nível de discussão.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:07 GMT· 3 · Responder
Xavier Savonet
Xavier Savonet

Estudo que deve ter sido encomendado por algum partido politico de esquerda...  O que mais vejo são medicos vendo os bons resultado da cloroquina e pedindo o uso protocolado dele !!!  ... (Leia Mais)

22.05.2020 18:03 GMT· Responder
Elson Silva
Elson Silva

Eu quero ver na hora que for você o infectado, qual remédio você vai pedir! É claro que é a hidroxicloroquina e azitromicina! Ou não? Pode também esperar para ser entubado, e tomar remédios com patentes dos laboratórios que fazem lobby para desclassificar a hidroxicloroquina.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:55 GMT· 2 · Responder
Daniel Nunes
Daniel Nunes

Em outros tempos tivemos ministro da saúde quebrando patente de medicamentos (AIDS). Hj temos ministros fritados nas redes sociais pelo chefe e remédio recomendado por que não entende do assunto.   ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:38 GMT· Responder
Fernando Miranda
Fernando Miranda

Todos os cientistas serios falam isso ha tempos. Mas temGado que gosta de acreditar em Bispo, Mico, e etc.....  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:32 GMT· 1 · Responder
Paulo Sanchez
Paulo Sanchez

A primeira questão é: Covid-19 não é uma doença hematológica? Nessa reportagem citam como se fosse respiratória.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:30 GMT· 1 · Responder
Solange Cruz
Solange Cruz

Olha a fake newa pro lobby contra o medicamento sem patente. Ue o medicamento e seu uso sao opcionais.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:28 GMT· Responder
Andollinni Carleone
Andollinni Carleone

“Os pesquisadores disseram que não puderam confirmar se tomar o medicamento resultou em algum benefício para pacientes infectados pelo coronavírus.” O estudo precisa ser melhor estudado. Que lixo de reportagem!  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:28 GMT· Responder
Cícero RP
Cícero RP

Pesquisa e notícia FAKE! onde está o número de mortes e salvos pela uso da h.cloroquina hein??!!  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:20 GMT· Responder
Rick Bh
Rick Bh

O título da reportagem não condiz com o conteúdo. Que vexame.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:20 GMT· Responder
Antonio CarvalhoNeto
Antonio CarvalhoNeto

Estudo enviesado, não duplo cego. Não afasta a eficácia do medicamento.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:15 GMT· Responder
Thiago Fagundes
Thiago Fagundes

Errados estão os pesquisadores, médicos e cientistas, certo está o paraquedista que é presidente e prescreve medicamento com base em seu achismo. Esse medicamento é para tratar de outras doenças e sempre com a dosagem necessária para cada caso. Não é possível continuar insistindo em um medicamento que não tem eficácia nenhuma contra a covid 19. Vamos avançar em outras pesquisas, medicamentos, vacinas. Superem a hidroxicloroquina/cloroquina, é pra frente que se anda e com saúde todo cuidado é pouco. Um medicamento tem que ser seguro e de eficácia comprovada, e não um amuleto da sorte.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:11 GMT· 6 · Responder
Victor Rosenzvaig
Victor Rosenzvaig

Não consegui acessar o estudo no link disponibilizado  ... (Leia Mais)

22.05.2020 17:09 GMT· Responder
Fabio Piloto
Fabio Piloto

Como um medicamento que até um mês atrás era vendido sem receita e prescrito até para gestantes sem nenhum problema agora provoca mortes??? Isso é uma máfia descarada por ser um tratamento barato, simples assim.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:58 GMT· 2 · Responder
Cristian Monteiro
Cristian Monteiro

Essa The Lancet é claramente esquerdista basta perquisar um pouco... E é obvio que qualquer coisa que esteja ou que possa ser benefico para a população a preços baixos e solucionando esse problema sera algo totalmente malefico para esses oportunistas....  ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:50 GMT· Responder
Gilberto Gomes
Gilberto Gomes

essa reportagem e mentirosa ! muita gente no Amazonas, Acre  e em muitos estados da região norte ja fazem uso do medicamento para combater malaria, lupos e ate mesmo ZICAvirus, alem disso, é conhecido a mais de 70 anos leia a bula da novalgina, veja se você tomaria ou a do paracetamol! O que querem e emplacar medicamentos caros visando apenas o lucro da industria farmacêutica! vitamina C A QUERIDINHA DE TODOS SE TOMAR EM ATAS DOSES PODE DESTRUIR OS RIS !  ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:46 GMT· Responder
Guilherme Carvalho
Guilherme Carvalho

Ridículo, informação totalmente distorcida e manipulada.   ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:43 GMT· Responder
Antonio CarvalhoNeto
Antonio CarvalhoNeto

Estudo enviesado, não duplo cego. Não exclui a eficácia da droga.   ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:41 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.