Sem Bitcoin: argentinos preferem DAI para fugir da crise

Sem Bitcoin: argentinos preferem DAI para fugir da crise

CriptoFácil  | 23.12.2020 09:48

Sem Bitcoin: argentinos preferem DAI para fugir da crise

Na Argentina, o dólar norte-americano (USD) há muito é a moeda estrangeira mais procurada. Desde os anos 1990 os nossos vizinhos utilizam a moeda para fugir da alta inflação do peso.

No entanto, hoje em dia as pessoas não param de falar na DAI, stablecoin emitida pela MakerDAO. E ela está substituindo o dólar aos poucos no país.

O volume de negociações da DAI na Argentina já cresceu pelo menos 600% este ano, de acordo com informações fornecidas pelas exchanges locais Buenbit, Decrypto e Ripio.

“A adoção do DAI se popularizou porque, por ser uma stablecoin e ter uma cotação atrelada ao dólar. Por isso muitos argentinos decidiram adquiri-la como forma indireta de dolarização”, afirmou a Buenbit.

A exchange Bitso registrou um volume de negócios de 2,3 milhões de DAI durante o mês de novembro. O volume foi quase o triplo do registrado no México, onde a empresa tem 10 vezes mais clientes.

Segundo a Bitso, os mexicanos negociaram 883.215 DAI no mesmo mês. Isso reforça a forte demanda que a stablecoin tem encontrado na Argentina.

DAI melhor que Bitcoin?

Esta não é a primeira vez que a stablecoin ganha destaque entre os nossos hermanos. Em 2019, a jornalista Camila Russo já apontava que a DAI era melhor do que o Bitcoin para os argentinos.

Na ocasião, o CriptoFácil noticiou a opinião da jornalista. Para ela, a DAI poderia apresentar uma solução do dia-a-dia para a alta volatilidade do Bitcoin.

“O Bitcoin permitiu que os argentinos depositassem suas economias em um ativo que não está sujeito à política monetária irresponsável do governo ou aos controles de moeda, e que os protegia de qualquer instituição capaz de entrar e confiscar isso, como fizeram antes. Mas o Bitcoin ainda é tão volátil quanto sua própria moeda e depende de quando o comprou, se foi bom preservar suas economias.”

Impostos e inflação Recentemente, o governo Alberto Fernandéz aprovou um imposto emergencial sobre grandes fortunas. Pela nova lei, 12 mil cidadãos com patrimônio declarado superior a 200 milhões de pesos (cerca de R$ 12,5 milhões, na cotação atual) terão de pagar a taxa, que será única.

A medida tem como objetivo arrecadar recursos para ajudar no combate à pandemia de Covid-19. No entanto, o efeito tem se mostrado bastante negativo. Estima-se que mais de 10 mil milionários argentinos cruzaram a fronteira em direção ao Uruguai, visando fugir do imposto.

Junto a isso, os argentinos já enfrentam uma desvalorização do peso. A moeda local saiu de US$ 0,02 para US$ 0,006 em apenas 18 meses. A taxa de inflação anual é superior a 30%.

Por isso, não é estranho que os argentinos procurem outras formas de proteger seu dinheiro. Com impostos, limites e outros obstáculos, stablecoins como a DAI surgem como a melhor opção.

“O DAI tem implicações e boas propriedades que nossas moedas locais, pelo menos agora, não têm e talvez nunca tenham”, disse Mariano Conti, ex-líder de contratos inteligentes da MakerDAO.

Por CriptoFácil

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.