Demanda melhora e contração de serviços perde força em março, mostra PMI

Demanda melhora e contração de serviços perde força em março, mostra PMI

Reuters  | 05.04.2017 10:10

Demanda melhora e contração de serviços perde força em março, mostra PMI

Por Camila Moreira

SÃO PAULO (Reuters) - A demanda melhorou em março e o volume de entrada de trabalhos cresceu pelo segundo mês seguido e o ritmo de contração do setor de serviços do Brasil voltou a perder força, apontou o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgada nesta quarta-feira.

O PMI de serviços do Brasil avançou a 47,7 em março de 46,4 no mês anterior, permanecendo abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração pelo 25º mês seguido.

Apesar disso, esse é o melhor nível em dois anos, com o volume de produção crescendo nos setores de Intermediação Financeira e de Hotéis e Restaurantes e apresentando reduções mais fracas no restante.

"Os dados de PMI para o Brasil reforçam a percepção de que o declínio econômico acabou e que a única direção é para cima. Finalmente existe uma luz no fim do túnel", avaliou a economista do IHS Markit Pollyanna De Lima.

O aumento dos novos trabalhos no setor de serviços reflete preços menores de vendas dos fornecedores de serviços em março, em consequência de pressões da concorrência e tentativa de encorajar a demanda, apesar dos custos mais altos de insumos.

Ainda assim, o número de funcionários diminuiu mais no setor de serviços em março, com alguns entrevistados buscando reduzir os custos e outros citando perda de contratos existentes e reestruturação das empresas.

Em relação ao futuro, a pesquisa apontou recorde de alta de cinco meses no otimismo, com quase 60 por cento dos entrevistados indicando sentimento positivo sobre as perspectivas para daqui a 12 meses.

Com o primeiro aumento no volume de produção e de novos pedidos em pouco mais de dois anos, o PMI da indústria também indicou ritmo menor de contração em março, levando o PMI Composto do Brasil à máxima de 25 meses de 48,7 em março, de 46,6 em fevereiro.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+