Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Investing.com  | 30.06.2019 07:21

Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Investing.com - A esperança por progressos na guerra comercial entre EUA e China continuará definindo o clima nos mercados nesta semana, depois que as duas maiores economias do mundo concordaram no sábado em reiniciar as negociações.

Os investidores também estarão aguardando os dados do relatório de empregos dos EUA para junho divulgados na sexta-feira, em uma semana encurtada em Wall Street. Os mercados americanos estarão fechados para o Dia da Independência na quinta-feira e fecharão mais cedo na sexta-feira.

Enquanto isso, a Opec deve se reunir no início desta semana e deve ampliar os cortes na produção de petróleo depois que uma negociação entre a Rússia e a Arábia Saudita, no fim de semana, abriu o caminho para um acordo.

Aqui está o que você precisa saber para começar sua semana.

1. Negociações Comerciais

Os Estados Unidos e a China concordaram no sábado em reiniciar as negociações comerciais após o presidente Donald Trump oferecer concessões, incluindo novas tarifas e uma flexibilização das restrições à empresa de tecnologia Huawei, a fim de reduzir as tensões com Pequim.

Nenhum prazo foi estabelecido para o progresso de um acordo, e os dois lados permanecem sem definições sobre partes significativas das conversas. A última grande rodada de negociações entrou em colapso em maio.

Os mercados financeiros, que foram abalados pela guerra comercial de quase um ano, devem se animar com a trégua. Washington e Pequim impuseram tarifas sobre bilhões de dólares das importações de cada um, ameaçando frear uma economia global que já está em desaceleração. Essas tarifas permanecem em vigor enquanto as negociações são retomadas.

2. Dados econômicos dos EUA

O relatório de emprego dos EUA de junho, o Payroll, que deve ser divulgado na sexta-feira, provavelmente irá influenciar a decisão do Federal Reserve sobre as taxas de juros em sua próxima reunião no final de julho.

Espera-se que a economia tenha criado empregos de 164.000 em junho, enquanto as taxas de juros futuros indicam 100% de chance de um corte de 25 pontos-base em 31 de julho.

Mas os investidores podem estar se adiantando. O presidente do Fed, Jerome Powell, recuou da pressão sobre o corte de juros e a economia parece robusta - o desemprego, em 3,6%, está em seu nível mais baixo em meio século e provavelmente se manteve assim em junho.

Outros dados notáveis no calendário econômico incluem as últimas pesquisas do Instituto para Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) dos EUA. Elas cobrem a atividade do setor industrial e de serviços e um relatório sobre encomendas à indústria e comércio.

3. Discursos do Fed

O vice-presidente do Fed, Richard Clarida, deve falar na segunda-feira. No início deste mês, ele disse que o banco central está preparado para reduzir as taxas de juros, se necessário, mas observou que as perspectivas gerais para a a economia dos EUA permanece positiva.

O presidente do Fed de Nova York John Williams deve participar de um painel de discussão sobre as perspectivas da política econômica e monetária global em Zurique na terça-feira.

A presidente do Fed de Cleveland, Loretta Mester, membro não-votante do Comitê Federal de Mercado Aberto, deve fazer comentários em um evento separado no mesmo dia.

4. Reunião da Opep

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo se reunirá em Viena na segunda-feira e se reunirá com os países não membros da Opep (chamados de Opep+) na terça-feira para discutir o acordo sobre corte da produção de petróleo de 1,2 milhão de barris por dia, que deverá expirar no domingo.

Mas o anúncio feito no sábado pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, de que ele e o príncipe Mohammed Bin Salman, da Arábia Saudita, concordaram em estender o atual acordo de produção, tornou a reunião quase protocolar.

O impacto que qualquer decisão terá também é discutível. A produção de petróleo nos EUA bateu um recorde de 11 milhões de barris por dia em 2018 e está a caminho de atingir 12,4 milhões de barris por dia este ano, de acordo com a Administração de Informações sobre Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), compensando os cortes de produção da Opep.

A referência internacional, o petróleo Brent subiu mais de 25% desde o início do ano, mas ainda permanece abaixo dos níveis de 2018.

5. PMIs do Reino Unido

Pesquisas dos setores industrial, de serviços e da construção do Reino Unido devem indicar que o crescimento no segundo trimestre será mais ou menos estável, o que diminuirá as chances de um aumento da taxa pelo Banco da Inglaterra este ano.

Grande parte dessa situação está sendo impulsionada pela fraqueza nas indústrias, onde novos pedidos e a produção estão caindo e as empresas estão estocando a fim de se preparar para a perspectiva de um Brexit sem acordo.

“Isso deve gerar outro PMI industrial sub-50, embora as coisas não pareçam espetaculares no setor de serviços também. Com a incerteza do Brexit crescendo durante o verão, achamos que é improvável que o Banco da Inglaterra aumente as taxas este ano”, disse o ING.

- Reuters contribuiu com esta reportagem

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Ronaldo Cajares
Ronaldo Cajares

:-) => O cenário está se alterando vagarosamente, mas, basicamente, é o mesmo de alguns meses. EUA x China numa aliança que jamais será a mesma seja para bom ou para ruim. Economia dos EUA se recuperando. O FED acionou o “Replay” da gravação do discurso de redução de juros. A OPEP e + confabulando o estrangulamento da produção petrolífera. EUA produzindo recordes de barris de petróleo. E Inglaterra se prepara para viver sozinha num mundo de Blocos Econômicos.  ... (Leia Mais)

01.07.2019 13:36 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App