EUA emitem mandado para confiscar navio petroleiro iraniano em Gibraltar

EUA emitem mandado para confiscar navio petroleiro iraniano em Gibraltar

Reuters  | 17.08.2019 13:45

EUA emitem mandado para confiscar navio petroleiro iraniano em Gibraltar

GIBRALTAR (Reuters) - Os Estados Unidos emitiram um mandado para confiscar um navio petroleiro iraniano, pego no conflito entre Teerã e o Ocidente, em uma última tentativa de impedi-lo de sair de Gibraltar. 

O barco Grace 1 foi apreendido pelos fuzileiros da marinha britânica na boca ocidental do Mediterrâneo, em 4 de julho, sob a suspeita de que ele levava óleo à Síria, em violação de sanções da União Europeia. 

Gibraltar suspendeu a ordem de detenção na quinta-feira depois que o ministro-chefe do território britânico afirmou que recebeu garantias por escrito de Teerã de que a carga não seria levada à Síria.

No entanto, com o barco e seus 2,1 milhões de barris de petróleo livres para zarpar, os Estados Unidos lançaram uma apelação legal separada contra o navio, alegando que ele tem relações com a Guarda Revolucionária do Irã (IRGC), que é designada como uma organização terrorista.

Uma corte federal de Washington emitiu o mandado para confiscar o navio petroleiro, o óleo que ele carrega e quase um US$1 milhão. 

“Uma rede de empresas de fachada teriam lavado milhões de dólares em apoio a essas remessas”, disse a procuradora federal do Distrito de Columbia, Jessie Liu, em um comunicado à imprensa. 

“O esquema envolve múltiplas partes afiliadas com o IRGC e é promovido por meio das viagens enganosas do Grace 1”. 

O Departamento de Estado dos EUA não respondeu imediatamente ao pedido por um comentário sobre o mandado, cuja aplicação foi endereçada ao “serviço de Marshals dos EUA e/ou qualquer outro oficial da lei devidamente autorizado”. 

O Pentágono recusou-se a comentar, assim como o Escritório de Relações Exteriores do Reino Unido. 

Questionado na sexta-feira sobre a intervenção dos EUA, o ministro-chefe de Gibraltar, Fabian Picardo, disse que ela seria sujeita à jurisdição da Suprema Corte de Gibraltar. “Pode retornar à corte, com certeza”. 

(Por Marco Trujillo)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+