Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Investing.com  | 09.03.2020 09:04

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta segunda-feira

Por Geoffrey Smith

Investing.com - Há uma falta de sintonia no mercado de petróleo, com a Arábia Saudita declarando uma guerra de preços contra a Rússia e os EUA depois de ser desprezada na reunião da Opep+ de sexta-feira.

As ações globais estão em queda livre, enquanto todos os ativos portos-seguro, dos mais variados tipos, estão escalando.

O ouro atingiu US$ 1.700 a onça pela primeira vez desde 2012, enquanto o rendimento do título de 10 anos do Tesouro americano caiu mais de 20 pontos-base, atingindo uma nova mínima histórica.

A aversão ao risco global se deve à situação do surto de coronavírus na Itália, que colocou a maioria de suas regiões mais ricas e produtivas em quarentena efetiva no fim de semana para impedir a propagação do Covid-19.

As ondas de choque estão agitando os mercados de dívida, já que o Líbano se torna o primeiro país soberano a deixar de pagar seus compromissos desde o início do surto.

Aqui está o que você precisa saber nos mercados financeiros na segunda-feira, 9 de março.

1. Banho de sangue em óleo

Os preços do petróleo caíram mais de 30%, a pior queda em um dia em quase 30 anos, depois que a Arábia Saudita declarou uma guerra total de preços após seu plano de reduzir ainda mais a produção ter sido rejeitado pelo seu principal aliado fora da Opep, a Rússia, na sexta-feira. O Reino está abandonando sua política de longa data de reter o petróleo bruto do mercado, em um esforço para recuperar sua participação.

A Newswires informou que o Reino da Península Arábica planeja aumentar a produção ao longo do próximo mês para mais de 10 milhões de barris por dia, enquanto a companhia estatal de petróleo já reduziu os preços oficiais de venda de sua bandeira Arab Light para US$ 10,25, abaixo da referência mundial Brent.

A medida marca o fim de quatro anos de cooperação entre a Opep e a Rússia e o início de um novo ambiente marcado pelo “cada um por si”. As medidas sauditas têm desdobramento até aos produtores norte-americanos de shale oil, muitos dos quais estão altamente endividados.

Às 8h35 (horário de Brasília), os contratos futuros de petróleo dos EUA (WTI) estavam em US$ 32,01 por barril, queda de 22,46% no dia, mas acima da mínima intradiária de US$ 27,34 por barril durante os primeiros negócios do mercado asiático. O Brent estava em US$ 35,41 por barril, uma queda de 21,78%.

2. Índices globais em queda livre, com medo de vírus de e guerra no petróleo

Os índices globais caíram à medida que as preocupações com a disseminação do vírus eram agravadas pela desordem nos mercados de petróleo.

Às 08h40, os contratos futuros da Dow Jones 30 perdiam 1.256 pontos, ou 4,9%, enquanto o contrato futuro do S&P 500 caía 5,0% e o contrato Nasdaq100 tinha perdas de 4,8%.

Anteriormente, os mercados europeus abriram com uma queda de mais de 8%, colocando-os no caminho para a pior perda diária desde 2009. O índice de referência Stoxx 600 aprofundava a queda com uma baixa de 6,64%, enquanto o FTSE 100, do Reino Unido, e o DAX alemão caíam, respectivamente, 6,6% e 7%.

Durante a madrugada, os mercados chineses haviam caído até 4,1%, enquanto o índice japonês Nikkei perdia 5,4% e o iene disparava contra o dólar para 102,28 iene por dólar.

3. Itália trava; Alemanha começa a reagir

A Itália colocou cerca de um quarto de sua população em quarentena mal definida, garantindo um impacto considerável na economia da zona do euro no primeiro trimestre. As regiões afetadas incluem Lombardia, Veneto e Emilia Romagna, três das regiões mais importantes e economicamente produtivas do país.

As medidas seguem o fechamento nacional de escolas e universidades na semana passada.

Juntas, as medidas efetivamente consignam a terceira maior economia da zona do euro a um segundo trimestre consecutivo de contração econômica, algo que, por sua vez, revive os temores sobre a capacidade da Itália de pagar suas dívidas. Os rendimentos da dívida do governo italiano em 10 anos subiram mais de 20 pontos base para 1,29%, contrariando a tendência de queda dos rendimentos de títulos públicos em praticamente todos os outros mercados.

Em outras partes da Europa, o governo alemão aprovou suas primeiras medidas de estímulo relacionadas a coronavírus, destinando 12 bilhões de euros em subsídios para empresas forçadas a reduzir o horário de trabalho de seus funcionários. A companhia aérea Lufthansa já havia recorrido ao governo por essa ajuda.

Os casos confirmados do vírus continuam a aumentar na Europa e nos EUA, mas diminuem na China e na Coreia do Sul.

4. Dólar cai, ouro sobe com a queda do rendimento dos títulos

O dólar caiu para o menor nível em 18 meses, em comparação com os pares dos mercados desenvolvidos, em meio a expectativas de novos cortes nas taxas do Federal Reserve. Os contratos futuros de ouro atingiram US$ 1.700 pela primeira vez em oito anos, enquanto o rendimento dos títulos do Tesouro dos EUA em 10 anos caiu outros 23 pontos-base para um novo recorde de baixa de 0,47%.

VEJA: Monitor da Taxa de Juros do Federal Reserve do Investing.com

Moedas de refúgio consideradas seguras, como o iene japonês e o franco suíço, saltaram, enquanto o euro também subiu para US$ 1,1493 antes de retroceder. Ainda havia alta de 1,1% no meio da manhã na Europa. O euro ganhou mais de 5% em relação ao dólar nas últimas duas semanas, provocando expectativas de que o Banco Central Europeu alivie com relutância a política monetária ainda mais quando o conselho do órgão se reunir na quinta-feira.

Ken Wattret, economista-chefe da zona do euro da IHS Markit, espera um corte de 10 pontos base na taxa de depósito e um aumento nas compras mensais de títulos entre 10 e 20 bilhões de euros.

5. Default no Líbano; mercado de dívida se prepara para uma onda de reestruturações

Os mercados globais de dívida estão se preparando para uma onda de inadimplência e reestruturações, depois que a declaração da Arábia Saudita de uma guerra de preços do petróleo ameaçou levar dezenas de produtores de xisto dos EUA a problemas financeiros.

Em outros lugares, o coronavírus atuou como um catalisador do primeiro default soberano do ano, quando o Líbano congelou os pagamentos de sua dívida internacional e buscou termos de reestruturação.

O vírus já provou ser a gota d'água para a maior companhia aérea regional da Europa, a Flybe, afetando pesadamente empresas altamente endividadas, como a Anheuser Busch Inbev (BR:ABI) e a operadora de cinema Cineworld.

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Sidney Cleto Sid
Sidney Cleto Sid

No Brasil a dengue mata mais do que todos os casos de coronavirus no mundo.....e por aqui a gasolina e capaz de baixarem o volume do litro para 800ml.  ... (Leia Mais)

10.03.2020 11:30 GMT· Responder
Fabio Contiero Mattioli
Fabio Contiero Mattioli

Mercados tenebrosos, hora das fortunas mudarem de mãos, oportunidades a frente ...Quem deve vai tremer.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 16:11 GMT· Responder
Wilson Sato
Wilson Sato

aki no japao ja abaixarao a gasolina faz tempo, e a previsao e abaixar mais  ... (Leia Mais)

09.03.2020 16:06 GMT· Responder
Adios Muchachos
Adios Muchachos

já podemos voltar a fabricar fusca e chevette??  ... (Leia Mais)

09.03.2020 15:47 GMT· Responder
Júnior Marinho
Júnior Marinho

Quero ver a Petrobrás e os donos de postos de combustíveis reduzindo os preços dos combustíveis já que ela segue a cotação internacional do petróleo.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 14:43 GMT· Responder
Samuel Oliveira
Samuel Oliveira

Vemos 5 notícias do mercado mundial que logicamente afetam o Brasil, mas é preciso torcer para que a situação seja revertida. Entretanto não adianta só culpar o PT pelo passado e Bolsonaro pelo presente, o Brasil é um país emergente e que sofre muito com os acontecimentos mundiais, achar que Bolsonaro ou Lula vão resolver todos os problemas, o real vai valer 100 dólares e a Bolsa vai aumentar 900% é pura ignorância. É mais interessante ver como diversos fatores atuam na economia do que restringir tudo ao campo político, é burrice! Prova disso é o surto de coronavírus, muito embora todo alarde advenha do sensacionalismo da mídia, que exagera nos comentários.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 14:10 GMT· 1 · Responder
ERIK PINTO DE ANDRADE
ERIK PINTO DE ANDRADE

piu Piu !  ... (Leia Mais)

09.03.2020 14:09 GMT· Responder
Samuel Oliveira
Samuel Oliveira

Excelente análise, criei uma conta na investing só pra parabenizar. Junta a ignorância do brasileiro com o sensacionalismo da mídia de baixo nível do Brasil e a 'm**da' está feita, mas vamos lá!  ... (Leia Mais)

09.03.2020 14:02 GMT· Responder
Samuel Oliveira
Samuel Oliveira

acertou na mosca hehe  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:58 GMT· Responder
guilherme silva
guilherme silva

acho q vou participar dos leilões da Petrobrás 15 reais o poço de petróleo  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:43 GMT· Responder
Zeca Mello
Zeca Mello

ja parou, parou pq?Fogo no cassino neoliberal de Jegues  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:34 GMT· Responder
Carlos Soares
Carlos Soares

olha o circuit break  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:28 GMT· Responder
Filipe Carmo
Filipe Carmo

o que comprar na black Friday petrolífera?  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:26 GMT· 2 · Responder
Adios Muchachos
Adios Muchachos

chega a me dar um pena dos minions que acreditam no bozo e no bando de manipuladores espalhados pela bolsa, pela midia, bancos e governo....SQN...para essa grana voltar vai levar anos...  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:21 GMT· 5 · Responder
Lucas At
Lucas At

vou rezar pro deus td poderoso e lindo Bolsonaro hj.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:18 GMT· Responder
Júnior Marinho
Júnior Marinho

E viva a Rússia que derrubou os preços do petróleo hoje👏👏👏  ... (Leia Mais)

09.03.2020 13:17 GMT· 1 · Responder
Leo Garcia
Leo Garcia

Petroleo sobe: "precisamos elevar o preço da gasolina e do diesel!" petroleo desce: *grilos*  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:51 GMT· 2 · Responder
Adios Muchachos
Adios Muchachos

pelo jeito o caco antibes tá fazendo muita bobagem....dolar a 5.00   fora caco.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:46 GMT· Responder
Gilmar Andrade
Gilmar Andrade

Resumindo, nova crise !   ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:44 GMT· Responder
Paulo Henrique
Paulo Henrique

PT? só ladrão naquela merda de partido , o pior cego é aquele que não quer ver.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:43 GMT· 1 · Responder
Fabio Soares
Fabio Soares

‪Ué, mas não era só tirar a Dilma e o PT e aprovar reformas q tiram direitos do trabalhador q o dólar ia pra 1,99 e o país ia voltar a crescer? O QUE HOUVE DE ERRADO? E o pibinho hein...‬  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:38 GMT· 12 · Responder
Dantonio vieira
Dantonio vieira

RJ não vai ter problema com coronav, estão bebendo agua com detergente.  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:37 GMT· Responder
Júnior Marinho
Júnior Marinho

Se as bolsas norte-americanas caíram em média -4,9% o Ibovespa hoje deve cair quase -10%👎👎  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:35 GMT· Responder
Zeca Mello
Zeca Mello

Se nao houvesse a bolha neoliberal dos BCS , nao estouraria.Fogo no cassino de Jegues  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:35 GMT· Responder
Takeshi de Souza
Takeshi de Souza

Se a média de 21 cruzar a de 200 é melhor dar o braço a torcer  ... (Leia Mais)

09.03.2020 12:34 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.