Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira

Investing.com  | 22.05.2020 08:57

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta sexta-feira

Por Geoffrey Smith

Investing.com - A China reduz sua meta de crescimento pela primeira vez em 30 anos e sinaliza uma repressão iminente sobre os dissidentes em Hong Kong. Os mercados estão caindo em resposta, embora ainda possam terminar a semana com alta, sob perspectivas de que o pior das medidas contra pandemia tenham acabado. 

As ações da Nvidia estão em foco depois de relatar fortes lucros após o sino na quinta-feira, enquanto o Alibaba deve reportar antes da abertura. Mas a onda de perdas de empregos em todo o mundo continua, com IBM , Nissan e - provavelmente - Hewlett Packard Enterprise sinalizando grandes cortes de empregos.

1. China sinaliza repressão a Hong Kong

A China sinalizou uma repressão iminente à dissidência em Hong Kong com uma proposta preliminar de uma nova lei de segurança para a Região Autônoma Especial.

A medida ameaça reviver os protestos pró-democracia na ex-colônia do Reino Unido, que diminuiu no pior da pandemia de coronavírus, mas começou a se recuperar novamente nas últimas semanas.

Também ameaça uma deterioração adicional das relações com os EUA: o presidente Donald Trump prometeu retaliação se os privilégios existentes de Hong Kong forem encerrados, enquanto o Senado dos EUA propôs um projeto de lei, com apoio bipartidário, ameaçando sanções contra autoridades que implementam qualquer repressão.

O índice de ações Hang Seng caiu 5,6%, enquanto os índices da China continental caíram mais de 2% e o iuan enfraqueceu.

2. Pequim diminui sua meta de crescimento para 2020, atingindo preços de petróleo e metais

O Partido Comunista abandonou sua meta oficial de crescimento do Produto Interno Bruto este ano, a primeira vez em 30 anos, durante o Congresso Nacional do Povo realizado em Pequim.

A mudança na comunicação foi tomada como um aviso de que a economia levará mais tempo do que se pensava para se recuperar da pandemia de coronavírus (cerca de 100 milhões de pessoas ainda estão trancadas nas regiões nordeste da China após sinais de uma nova onda de infecções).

Os preços das commodities industriais - propensos a obter lucros após uma semana forte - levaram as notícias particularmente mal. Os contratos futuros de petróleo caíram 6,0% às 07h30 para US$ 31,89 por barril, enquanto os contratos futuros de cobre caíram 2,2% para US$ 2,38 por libra-peso e os futuros de níquel caíram 1,7%.

3. Ações devem abrir estáveis; futuros em baixa mais cedo com notícias chinesas

As ações dos EUA devem abrir estáveis, após os futuros dos principais índices de Wall Street operar em baixa mais cedo com as notícias da China, em meio à preocupação de que Pequim tenha se resignado a piorar as relações com os EUA e que a guerra comercial do ano passado retorne de uma forma nova e mais potente.

Às 08h53, as perdas foram apagadas. O contrato Dow Jones 30 Futuros subia 3 pontos, ou 0,01%, enquanto o contrato futuro S&P 500 tinha ganhos de 0,12% e o contrato Nasdaq 100 subia 0,01%. Os três índices ainda estão em andamento para encerrar a semana com ganhos entre 2% e 3% e atingir o maior fechamento semanal desde o início de março.

4. Lucro da Nvidia aumenta com demanda por jogos e chips de data center; balanço da Alibaba em foco

Entre as ações em foco na sexta-feira estará a fabricante de chips Nvidia (SA:NVDC34), que superou as expectativas em seu relatório trimestral divulgado após o fechamento da quinta-feira.

O lucro por ação da empresa mais do que dobrou no ano, para US$ 1,88, uma vez que os bloqueios causados pela pandemia levaram a fortes vendas de jogos e chips de data center.

A empresa lucrou com duas das principais tendências impulsionadas pela pandemia, já que os bloqueios redirecionaram os gastos com entretenimento e aceleraram o crescimento da demanda por serviços em nuvem por empresas, especialmente varejistas online.

Os ganhos do Alibaba (NYSE:BABA), que serão divulgados antes da abertura de sexta-feira, também serão analisados ​​quanto a tendências semelhantes.

5. Mais cortes de empregos por vir

Os efeitos da pandemia em outras partes da economia continuam sendo sentidos, no entanto, com anúncios de cortes de empregos parecendo acelerar em todo o mundo.

O serviço de notícias japonês Kyodo informou na sexta-feira que a Nissan planeja 20.000 cortes de empregos para alinhar a oferta à demanda esperada a longo prazo.

Enquanto isso, a IBM (NYSE:IBM) anunciou que também faria cortes permanentes de empregos - o primeiro do novo CEO Arvind Krishna. Embora não tenha dito quantos da sua força de trabalho de 350.000 funcionários, o Wall Street Journal disse que seriam "vários milhares".

A Hewlett Packard Enterprise também anunciou um programa de US$ 1 bilhão em cortes de custos na quinta-feira. Não está claro se a empresa cortará empregos permanentemente como resultado.

A Rolls Royce, fabricante de motores aeronáuticos do Reino Unido (LON:RR) anunciou 9.000 cortes na quarta-feira.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Emersonn Dinizz Trader
Emersonn Dinizz Trader

VENDAM BRADESCO PORQUE EU JA VENDI AS MINHAS A 18,99 KKKKK VENDAM VENDAM  QUERO BRADESCO DE NOVO NOS 17  ... (Leia Mais)

22.05.2020 20:48 GMT· 1 · Responder
Rodrigo Leite
Rodrigo Leite

Video do presindente nao diz nada cara mds   ... (Leia Mais)

22.05.2020 20:39 GMT· Responder
Emersonn Dinizz Trader
Emersonn Dinizz Trader

COMPREM BRADESCO E MARFRIG  VÃO VOAR  ... (Leia Mais)

22.05.2020 16:41 GMT· 2 · Responder
Bento de Mendonça
Bento de Mendonça

os USA não só tem a bala como é fundamental para a existência da industria chinesa que produz essencialmente para eles. Até as "reservas" chinesas dependem dos USA, praticamente toda ela em T-bonds americanos. Já os USA podem e provavelmente vão se fechar como fizeram nos anos 30 do século XX para reagir à grande depressão. Sempre que há uma ameaça, interna ou externa, essa tem sido a estratégia americana há mais de 150 anos. Enfim, não só a China, mas o resto do mundo ainda depende, e muito, da maior economia do planeta e seu mercado consumidor incomparável. Estratégicamente várias industrias americanas estão se deslocando da China para a Índia, Tailândia, Vietnã, Malásia, Indonésia, países ávidos de investimentos.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 15:13 GMT· Responder
Antonio Neto
Antonio Neto

A imagem de um congresso de partido comunista em um site de Investimentos. O capitalismo Andrógino do sec XXI  ... (Leia Mais)

22.05.2020 14:05 GMT· Responder
Everton Barretta
Everton Barretta

Gangorra  ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:57 GMT· Responder
Rodrigo Leite
Rodrigo Leite

Prepara o tombo hj realizacao de lucro e crise em tudo   ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:46 GMT· Responder
Samuel Figueirôa
Samuel Figueirôa

Sexta-feira é dia de realização de lucros, o mapa político e o COVID, ao meu ver, está entrando em segundo plano no mercado. O aumento de CPFs na bolsa tende a ser maturação, com os gringos diminuindo participação... tomara  ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:45 GMT· Responder
Luiz Guilherme Franco
Luiz Guilherme Franco

a politica no Brasil nao vai influenciar na Bolsa hoje?  ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:21 GMT· 3 · Responder
Geraldo Dalt Dalt
Geraldo Dalt Dalt

Ok, Ainda bem que a Bolsa não vai abrir hoje,se não iria cair com essas notícias Ruins...  ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:19 GMT· 1 · Responder
Geraldo Dalt Dalt
Geraldo Dalt Dalt

Bom dia ainda bem que a Bolsa não vai abrir hoje que senão iria cair com essas Notícias  Ruins...  ... (Leia Mais)

22.05.2020 13:17 GMT· Responder
Ruy Novaes
Ruy Novaes

Comunistas genocidas...  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:51 GMT· Responder
Andre Dante
Andre Dante

Se a China levará mais tempo pra se recuperar...imagina o Brasil. Tá caro a 82.000 pts.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:45 GMT· Responder
Aurio Tenorio
Aurio Tenorio

dia de realização de lucro para alguns é dia de compra com desconto para outros ...  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:32 GMT· Responder
Amaro Silva
Amaro Silva

Petróleo desabou na sessão asiática e embora a Europa siga estabilizando no azul a PETR deverá sentir hoje e com a queda na compra de metais por parte da China, a VALE deverá cair hoje, também. Por aqui, a reunião amistosa do presidente e dos governadores acalmou, um pouco, a tensão, mas hoje investidores de olho no STF qualquer notícia de lá deverá estabilizar ou estressar a Bovespa.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:28 GMT· Responder
Herik Santos
Herik Santos

parecendo mais jogo de volei, corta aqui corta ali e tome corte.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:22 GMT· Responder
Thiago Souza
Thiago Souza

O Mundo de 4 para a China... absurdo.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:12 GMT· Responder
Valmir Simplicio
Valmir Simplicio

É, e o que vai ser aqui? Era maio do rerror, ja se foi, ontem o mundo fechou negativo, EUA brigando com China e aqui subiu forte. Acho que hoje vai aparecer a seguinte frase. Realização de Lucro. Os grandes operadores estrategistas é quem ditam o tom e assim raspam o tacho.  ... (Leia Mais)

22.05.2020 12:06 GMT· 1 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.