Dólar tem 2ª maior cotação da história no fechamento com incerteza comercial e ruídos na AL

Dólar tem 2ª maior cotação da história no fechamento com incerteza comercial e ruídos na AL

Reuters  | 13.11.2019 18:03

Dólar tem 2ª maior cotação da história no fechamento com incerteza comercial e ruídos na AL

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar voltou a fechar em alta ante o real nesta quarta-feira, na segunda maior cotação da história para um encerramento de sessão no mercado à vista, num dia de maior cautela no exterior e de nova pressão nos mercados de câmbio da América Latina.

Analistas não descartam que seja questão de tempo a moeda bater um novo recorde histórico de fechamento, mas ressalvam que o nível de 4,20 reais ainda funciona como uma forte resistência.

"A questão é: se não tiver força para furar esse nível, o dólar volta, mas se a alta for substancial, você tem o acionamento de ordens automáticas de compras que vão retroalimentar os ganhos", disse Roberto Campos, gestor sênior de câmbio da Absolute Investimentos.

A última vez que o dólar ameaçou a linha de 4,20 reais foi no fim de agosto, o que levou o Banco Central a anunciar uma operação extraordinária de venda de moeda no mercado à vista. Desde então, o BC tem feito troca de instrumentos (de swap cambial para dólar à vista), sem aumentar sua posição cambial líquida.

"Mas não há nenhum problema para o BC aumentar a posição cambial líquida agora caso o dólar supere com folga os 4,20 reais", acrescentou Campos. Por ora, o BC tem mantido sua posição cambial líquida em torno de 327 bilhões de dólares.

A recente série de altas da moeda começou em 6 de novembro, depois da frustração com o leilão do excedente da cessão onerosa. O fortalecimento da moeda foi impulsionado ainda pelo aumento das incertezas políticas locais após a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, evento que coincidiu com escalada da instabilidade política em outras economias da América Latina.

"Este tipo de dinâmica impede um pouco o investidor estrangeiro de entrar no Brasil. Não é pelo cenário, que em nada se assemelha ao Chile ou Argentina, mas pelos riscos em torno" dele, diz Dan Kawa, sócio da TAG Investimentos.

"Em vez de 'pagar antecipado', o estrangeiro está optando por esperar sinais concretos de avanço da economia. Enquanto isso, apenas alocações táticas e especulativas", completou.

Desde 6 de novembro, o dólar acumula alta de 4,85%. A moeda dos EUA sobe forte também contra peso chileno (+6,2%) e peso mexicano (+1%) no período.

Nesta quarta, o dólar negociado no mercado interbancário encerrou em alta de 0,48%, a 4,1869 reais na venda.

Esse fechamento é mais baixo apenas que o do dia 13 de setembro de 2018, quando a moeda terminou a 4,1957 reais na venda.

Na B3, o dólar futuro de maior liquidez tinha valorização de 0,17%, a 4,1810 reais.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Ricardo Gomez
Ricardo Gomez

Esse PTrump PTrader só passa vergonha kkkkkkk  ... (Leia Mais)

14.11.2019 11:06 GMT· 1 · Responder
Miguel Gimny
Miguel Gimny

5.00 é logo aí hahaha   ... (Leia Mais)

14.11.2019 09:02 GMT· Responder
Alessandro Reis
Alessandro Reis

Culpa do PT ,como que arruma um país destruído em quase 2 décadas em 11 meses?Tem chão ainda pra fazer jus a bandeira,"Ordem e Progresso".  ... (Leia Mais)

14.11.2019 01:17 GMT· 6 · Responder
Raphael Nogueira
Raphael Nogueira

não tem nada de coincidência, tudo planejado pelos senhores do mundo  ... (Leia Mais)

14.11.2019 00:07 GMT· Responder
Jean Mendes
Jean Mendes

Tira a Dilma que o dólar cai.  ... (Leia Mais)

13.11.2019 23:43 GMT· Responder
Trump Trad er
Trump Trad er

Dólar a $4,19 Trumps e ninguém batendo panela. “Grande dia” ; )  ... (Leia Mais)

13.11.2019 23:08 GMT· Responder
Valdir Nunes
Valdir Nunes

"Isso tudo acontecendo e o BC de graça. Dando reservas aos pombos..."Faz arminha que baixa.  ... (Leia Mais)

13.11.2019 22:20 GMT· Responder
Marcelo Costruba
Marcelo Costruba

Incertezas Incertezas Incertezas é só isso que sabem escrever  ... (Leia Mais)

13.11.2019 21:14 GMT· 2 · Responder
Big Boss
Big Boss

Daqui a pouco o BC queima mais reserva fazendo swap.   ... (Leia Mais)

13.11.2019 20:52 GMT· Responder
Sidnei Horst
Sidnei Horst

inflacao batendo a porta jajaja gasolina subindo , carne tb, tomara que nao seja tarde pro seu Campos Netos levantar o popo da cadeira e resolver trabalhar! lamentavel  ... (Leia Mais)

13.11.2019 20:46 GMT· 3 · Responder
Alceu Gold
Alceu Gold

4,50 ⏏5,00  ... (Leia Mais)

13.11.2019 20:40 GMT· Responder
Fred Assunção
Fred Assunção

vai vim correcao brava o bc ainda nao ta nem se mexendo  ... (Leia Mais)

13.11.2019 20:37 GMT· Responder
Revoltado da bolsa
Revoltado da bolsa

Quando o mercado terminar a correção e começar a subir qual será o discurso?  ... (Leia Mais)

13.11.2019 20:27 GMT· 3 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+