Moedas - Euro se aproxima de mínima de 2 anos e meio após novos dados sobre surto

Moedas - Euro se aproxima de mínima de 2 anos e meio após novos dados sobre surto

Investing.com  | 13.02.2020 05:08

Moedas - Euro se aproxima de mínima de 2 anos e meio após novos dados sobre surto

Por Geoffrey Smith

Investing.com - O euro ficou próximo de uma baixa de dois anos e meio após o início das negociações na quinta-feira (13), depois que um novo aumento nos casos de coronavírus na China elevou as preocupações com o impacto do surto em uma zona do euro já economicamente enfraquecida.

Às 5h da manhã (horário de Brasília), o par EUR/USD estava em US$ 1,0877, aumento de menos de 1% no dia e após uma baixa de US$ 1,0865, que marcou seu nível mais baixo desde maio de 2017. O GBP/USD subia 0,2% a US$ 1,2985.

O otimismo em relação ao euro foi gravemente atingido pela queda da produção industrial em dezembro, a mais acentuada em uma década, que apontou para a probabilidade de recessão na Alemanha e na Itália, a maior e a terceira maior economia do bloco monetário.

Analistas do Barclays (LON:BARC) alertaram para um "declínio sincronizado" na produção em toda a região, mas observaram que isso contrastava com uma melhoria nas pesquisas de opinião em janeiro.

"Como as pesquisas apontam para uma recuperação (considerável) em janeiro e a extensão da interrupção da produção causada pelo surto de Covid-19 permanece difícil de ser avaliada, o cenário da atividade manufatureira no primeiro trimestre continua obscuro", escreveram.

Não houve impacto perceptível dos dados de desemprego na França na quinta-feira, que mostraram que a taxa de desemprego caiu acentuadamente para 8,1% no quarto trimestre, o menor desde a crise financeira de 2008.

Durante a noite, as autoridades chinesas revisaram as estimativas para casos da doença de Covid-19 em quase um terço a mais depois de mudar para uma nova metodologia de teste.

O número de mortes registradas também aumentou em mais de 200. O Partido Comunista demitiu o chefe regional de Hubei e o chefe da cidade em Wuhan, em um esforço para amenizar a desconfiança do público em relação à maneira em que a China estava lidando com a crise até agora.

"Este surto pode seguir em qualquer direção", disse o chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em uma entrevista em Genebra na quarta-feira.

As moedas de porto seguro, como o iene e o franco suíço, subiam depois de cair mais de 1% em relação ao dólar desde o início do mês. No entanto, seus ganhos ainda eram modestos. Às 5h00, USD/JPY estava em 109,75 ienes, queda de 0,3%, enquanto USD/CHF estava 0,1% mais baixo, em 0,9770.

O dólar mantinha-se em alta em relação à maioria das moedas emergentes. A moeda atingiu uma alta de nove meses contra a lira turca e subiu 0,2% contra o iuan chinês em 6,9812.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.