Moedas: panorama da semana de 12 a 16 de agosto

Moedas: panorama da semana de 12 a 16 de agosto

Investing.com  | 11.08.2019 12:08

Moedas: panorama da semana de 12 a 16 de agosto

Investing.com - Na próxima semana, os investidores continuarão monitorando a evolução do comércio e os movimentos do iuan em meio às preocupações da guerra comercial entre EUA e China. Dados econômicos de todo o mundo também estarão em foco, à medida que os investidores tentarem obter insights sobre a saúde da economia global e se os bancos centrais aderirão a um caminho de flexibilização da política monetária.

O iene e o franco suíço subiram contra o dólar na sexta-feira, com o iene alcançando picos de sete meses, uma vez que a demanda por refúgio seguro continuou a ser sustentada pela escalada na guerra comercial entre Washington e Pequim e pelas preocupações com o crescimento global.

O presidente Donald Trump disse na sexta-feira que não estava pronto para fazer um acordo comercial com a China e decidiu que os EUA não fariam negócios com a gigante de telecomunicações chinesa Huawei Technologies, por enquanto.

Também na sexta-feira, os dados mostraram que os preços ao produtor dos EUA caíram 0,1% em julho, sugerindo que a inflação permanece sem força, e a economia do Canadá perdeu 24,2 mil empregos no mês passado.

Na Grã-Bretanha, a economia encolheu pela primeira vez no segundo trimestre desde 2012 e a libra esterlina caiu para uma mínima de 31 meses em relação ao dólar.

"Faça sua escolha. Você pode olhar ao redor do mundo, todos os dados são negativos ou pelo menos preocupantes”, disse John Doyle, vice-presidente de negociação e negociação da Tempus em Washington. “Claro, você verá um aumento no (franco) suíço e no iene.”

O dólar se enfraqueceu contra uma cesta de moedas, pressionado quando Trump repetiu seu pedido por uma moeda mais fraca para ajudar os fabricantes americanos.

O índice dólar caiu para 97,37, registrando sua maior queda semanal desde 21 de junho.

Trump disse a repórteres na Casa Branca que acredita que o Federal Reserve precisa reduzir as taxas de juros em um ponto percentual.

No final do pregão, o dólar caiu 0,34%, contra um aumento do {{3|iene}, para 105,68, após ter caído para uma mínima de sete meses de 105,25. O iene registrou seu segundo ganho semanal em relação ao dólar e seu terceiro aumento semanal contra os dólares de Austrália e Nova Zelândia.

O franco suíço subiu em relação ao dólar e ao euro. No fechamento o dólar estava abaixo de 0,21% em 0,9724 francos, enquanto o euro caiu 0,1% cotado a 1,0892 francos.

O euro subiu 0,2% em relação ao dólar, para 1,1198, enquanto a libra britânica caiu 0,82%, para 1,2029 contra o dólar, e 0,7% contra a moeda única.

Antes da semana que está por vir, o Investing.com compilou uma lista com estes e outros eventos significativos que podem afetar o mercado.

Segunda-feira, 12 de agosto

Os mercados financeiros do Japão estarão fechados devido a um feriado.

Terça-feira, 13 de agosto

Relatório de Emprego do Reino Unido (junho)

Percepção econômica do ZEW da Alemanha (agosto)

Índice do IPC dos EUA (junho)

Quarta-feira, 14 de agosto

Investimento da China em ativos fixos (julho)

Produção industrial na China (julho)

Vendas no varejo na China (julho)

IPC do Reino Unido ((julho)

PIB preliminar alemão

Inflação instantânea da Zona Euro

Quinta-feira, 15 de agosto

Vendas no varejo no Reino Unido (julho)

Vendas no varejo nos EUA (julho)

Índice da atividade industrial do Fed de Filadélfia (agosto)

Índice Empire State da atividade industrial de NY (agosto)

Produção Industrial dos EUA (julho)

Pedidos iniciais de seguro-desemprego nos EUA

Sexta-feira, 16 de agosto

Licenças de construção nos EUA (julho)

Construção de novas casas nos EUA (julho)

Percepção do consumidor americano da Universidade de Michigan (agosto)

- A Reuters contribuiu com esta reportagem

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Ottorino Cetti
Ottorino Cetti

Já Bruno Lavieri, economista da 4E Consultoria, prevê que o real terá uma trajetória de desvalorização no segundo semestre, mas não é por causa da provável queda do diferencial de juros. “A aprovação da reforma da Previdência virá com um texto final mais diluído”, explica Lavieri, que projeta uma economia fiscal em 10 anos menor que os R$ 900 bilhões aprovado no primeiro turno no plenário da Câmara dos Deputados durante a tramitação do texto no Senado. O economista projeta um câmbio a R$ 4,00 no fim do ano.  ... (Leia Mais)

12.08.2019 12:39 GMT· Responder
Ottorino Cetti
Ottorino Cetti

Já para Silvia Matos, coordenadora do Boletim Macro do Ibre/FGV projeta o dólar a R$ 3,90 no fim de 2019 com os principais bancos centrais no exterior também reduzindo os juros. “Mas R$ 4,50 é fácil [de acontecer] também”, afirma, sobre eventual choque externo ou outros ajustes econômicos.  ... (Leia Mais)

12.08.2019 12:38 GMT· Responder
Ottorino Cetti
Ottorino Cetti

Os EUA,  já fizeram um corte de 25 pontos-base  e precifica mais 1  cortes de mesmo tamanho até o fim do ano, finalizando o primeiro ciclo de afrouxamento monetário em uma década na economia americana com corte total de 50  pontos-base, ou seja, o tamanho da redução deve ser menor de metade que a flexibilização monetária brasileira.. .  . . Além disso, o economista do Daycoval Asset ressalta outros fatores externos que devem contrabalançar o menor diferencial de juros. Na última reunião de política monetária do Banco Central Europeu, o presidente da instituição Mario Draghi sinalizou que pode iniciar, na próxima reunião em setembro, o programa de compra de ativos para estimular a fraca economia da zona do euro. “O Fed vai, além da queda de juros, encerrar o programa de redução do balanço”, afirma Cardoso, a respeito do fim da reversão dos estímulos criados durante a crise financeira de 2008. O fim da redução do balanço do Fed é outra sinalização “dovish” da política monetária nos EUA.  ... (Leia Mais)

12.08.2019 12:37 GMT· Responder
Ottorino Cetti
Ottorino Cetti

Menor diferencial de juros deve desvalorizar o real, avaliam economistas. . As de decisões de política monetária nos EUA que desvalorizou os juros de 0,25% e o Brasil de 0,50%, traz avaliações sobre as projeções de preço do dólar em relação ao real. Isso porque a corte maior da Selic feita no Brasil em relação à redução de juros nos EUA, diminui o diferencial de juros entre as taxas básicas dos dois países. A queda de diferencial de juros provoca geralmente pressão para desvalorização da moeda brasileira, já que há diminuição do prêmio para que o investidor estrangeiro coloque recursos no país.. . Hoje, a Selic está em 6% ao ano, enquanto os Fed Funds, a taxa básica nos EUA, está no intervalo entre 2,00-2,25%.  O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central do Brasil aposta com a Selic encerrando o ano em 5,5% segundo a última edição do Boletim Focus, totalizando uma redução de 1 ponto percentual ao fim do processo de flexibilização monetária.  ... (Leia Mais)

12.08.2019 12:35 GMT· Responder
Ottorino Cetti
Ottorino Cetti

USD a 4,10 e euro 4,50  até o final do ano e vai se estabilizar por algum tempo forçando o Brasil a empurrar o Selic para obter dinheiro especulativo de fora!  ... (Leia Mais)

12.08.2019 12:32 GMT· Responder
Carl Vasc
Carl Vasc

Quem aqui vai vender suas açōes amanhã pelo fato do site INVESTING querer forçar uma correção forçada e orquestrada internacionalmente ?   ... (Leia Mais)

12.08.2019 02:24 GMT· Responder
Valdir Nunes
Valdir Nunes

Vai subir, descer ou andar de lado. Bons negócios a todos e não esqueça de diversificar a fim de garantir o pão nosso de cada dia, quanto à ganância deixa-a pra Casa Lotérica.   ... (Leia Mais)

12.08.2019 02:12 GMT· Responder
WarriorJ2020
WarriorJ2020

GBP USD ainda derretendo... creio que essa semana será assim, vamos ver   ... (Leia Mais)

12.08.2019 01:17 GMT· Responder
Aislan Diniz
Aislan Diniz

Semana boa pros ursos! Abrir posição de venda e fazer uns scalper nesses relatórios, vida que segue até os proximo mês, o EUA não vai aguenta a pressão e vai ceder.   ... (Leia Mais)

11.08.2019 22:35 GMT· Responder
Carlos Dizaró
Carlos Dizaró

semana com possível compra no índice e venda no dólar, principalmente quarta feira, sempre realizando compra ou venda a favor da tendência. Semana de muita cautela. Vai ter muita especulação.  ... (Leia Mais)

11.08.2019 22:35 GMT· Responder
Labeli Bijoux
Labeli Bijoux

Dificil ficar comprado em bolsa neste contexto. O Jeito e procurar resistencias e entrar somente vendido.  ... (Leia Mais)

11.08.2019 19:56 GMT· 1 · Responder
Roberto Souto
Roberto Souto

quarta feira, china manda  ... (Leia Mais)

11.08.2019 19:40 GMT· 1 · Responder
Roberto Souto
Roberto Souto

semana difícil.  ... (Leia Mais)

11.08.2019 19:39 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App