Ativa mantém carteira de janeiro inalterada; destaca Petrobras, Vale, bancos

Ativa mantém carteira de janeiro inalterada; destaca Petrobras, Vale, bancos

Investing.com  | 04.01.2021 16:52

Ativa mantém carteira de janeiro inalterada; destaca Petrobras, Vale, bancos

Por Ana Carolina Siedschlag

Investing.com - A Ativa Investimentos manteve a carteira Strategy com ações recomendadas para janeiro inalterada em relação a dezembro.

O portfólio é composto por Petrobras (PETR4), com 10% de participação; Vale (VALE3), com 7,5%; Suzano (SUZB3), com 5%; Itaú Unibanco (ITUB4), com 7,5%; Bradesco (BBDC4), com 5%, Banco do Brasil (BBAS3), com 7,5%; B3 (B3SA3), com 7,5%; Lojas Renner (LREN3), com 10%; Arezzo (ARZZ3), com 5%; Petrobras Distribuidora (BRDT3), com 7,5%; Pão de Açúcar (PCAR3), com 5%; Raia Drogasil (RADL3), com 5%; Telefônica Brasil (VIVT3), com 7,5%; Equatorial Energia (EQTL3), com 5%; e YDUQS, (YDUQ3), com 5%.

No mês passado, a carteira teve alta de 6,72%, enquanto o Ibovespa apresentou valorização de 9,3%. Os principais destaques foram Banco do Brasil, com alta de 14,9%, e Lojas Renner, com queda de 2,4%.

Confira as justificativas para a manutenção dos ativos:

Arezzo

Os analistas apontam que a Arezzo é uma das principais empresas no segmento de calçados, contando com um portfólio diversificado de marcas, e que pode alavancar o modelo da Reserva, de vestuário, com a expertise em franquias.

LEIA MAIS: Guide tira ETF S&P 500 da carteira por cautela com eleição do Senado americano

Itaú Unibanco

O papel preferencial do Itaú Unibanco é o preferido no setor bancário da Ativa, principalmente por conta do operacional, que historicamente tende a surpreender as expectativas do mercado. Os analistas veem o segmento descontado e o Itaú revertendo as provisões da pandemia em lucro no futuro.

Banco do Brasil

O posicionamento da carteira de crédito do banco, a maior do país, atrelado ao desconto dos múltiplos em relação ao seu histórico, sustentam a visão de Compra dos analistas.

LEIA MAIS: Via Varejo tem realização após fortes vendas da semana do Natal; XP mantém Compra

B3

A B3 detém o monopólio na negociação de ativos de renda variável no Brasil, e se mostra resiliente quando o cenário é desafiador. Além disso, está em tendência de crescimento, conforme destaca a corretora.

YDUQS

Apesar de acreditar que o setor da educação ainda irá sofrer com a deterioração econômica, a Ativa vê com bons olhos a gestão e o posicionamento da Yduqs, e destaca que as ações têm um desconto relevante considerando seu valor intrínseco. A corretora menciona ainda a saúde financeira e a boa geração de caixa.

Petrobras

Apesar de ter apresentado resultados abaixo das expectativas, a companhia tem um prognóstico mais animador para o médio prazo. Considerando a resiliência operacional e a disciplina financeira nos últimos trimestres, a Ativa vê upside na performance com melhores condições mercadológicas nos próximos meses. Além disso, desinvestimentos, corte de despesas operacionais e otimização de custos podem possibilitar ganhos.

LEIA MAIS: BB adiciona B3, WEG (SA:WEGE3) em Carteira 5+ por expectativa com investimento estrangeiro

GPA

A companhia segue reportando crescimento robusto de vendas, assim como melhores margens e um maior marketshare. Além dos múltiplos descontados, a empresa se destaca, na visão da Ativa, por manter seu plano de expansão, conversão e reforma de lojas, assim como seu processo de desalavancagem financeira.

Telefônica (SA:VIVT4)

A Ativa acredita que a empresa esteja bem posicionada para se adaptar às novas dinâmicas do setor, além de ter capacidade de gerar caixa mesmo em cenários adversos. A corretora destaca ainda as oportunidades que podem vir da venda da operação móvel da Oi (SA:OIBR3) e da chegada do 5G. Outros pontos interessantes são o valuation atrativo combinado com um bom dividend yield.

Equatorial

A Ativa acredita que a Equatorial se destaca com seu modelo de gestão com foco na disciplina financeira e no ganho de eficiência operacional, além da admitida possibilidade de crescimento por meio de aquisições.

LEIA MAIS: Safra Corretora destaca commodities, Banco do Brasil na carteira para janeiro

Raia Drogasil

A companhia segue com forte crescimento orgânico e inorgânico, e muitas de suas lojas ainda não atingiram seu potencial de receita e rentabilidade. A corretora destaca ainda a diversificação da rede de lojas geográfica e demograficamente, o potencial de concentração do setor e a digitalização.

Suzano

A corretora acredita que a acomodação da capacidade somada à resiliência da demanda, sobretudo chinesa, devam criar condições para que o preço da celulose de fibra curta se altere de forma sustentável em 2021, permitindo que a empresa siga gerando fluxo de caixa operacional e consiga reduzir sua alavancagem. Dada a liderança da companhia na produção de papel, a Ativa vê os múltiplos descontados. A corretora destaca ainda o baixo custo-caixa de celulose, a escala e a proximidade das florestas da companhia aos parques fabris, permitindo um aumento de margens.

LEIA MAIS: Mirae troca celulose por Petrobras, Usiminas (SA:USIM5); alerta para risco de seca em janeiro

Bradesco

O banco vem buscando um novo posicionamento, visando a integração de transações bancárias com a tecnologia, o que tem mostrado resultados, com base no desempenho do Next. A Ativa acredita que, mesmo com a baixa taxa de juros e com condições instáveis, o banco desempenhou bem sua estratégia de aumento de PDD, o que faz dele uma boa opção no setor.

Lojas Renner

Destaque entre os players do varejo por seu grande poder de pricing, branding e disposição geográfica, a companhia segue com baixo nível de endividamento, mesmo com o reforço de sua posição de caixa, o que reflete a boa gestão. A Ativa destaca ainda o processo de crescimento orgânico, os investimentos e a transformação digital.

LEIA MAIS: MyCap mantém carteira inalterada para janeiro; destaca retomada da indústria

BR Distribuidora

Na visão da corretora, o trimestre foi de superação e resiliência para a companhia, que conseguiu mitigar problemas vindos da natureza cíclica de sua operação. A Ativa acredita que as medidas fora da curva, como a parceria com a AME, são um diferencial, assim como a capacidade de otimização de despesas, desinvestimentos, sourcing e pricing.

Vale

A escolha da Vale se baseia na perspectiva de sucesso da estratégia de alcançar o nível produtivo de 400 milhões de toneladas de minério de ferro em 2022 e de obter maiores margens. Além disso, a corretora vê com bons olhos a melhora na governança e a estabilização da dívida líquida.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Luiz Gomes
Luiz Gomes

60.00 eu não digo, mas 39,00 é certo.  ... (Leia Mais)

04.01.2021 22:20 GMT· Responder
Jere Perez
Jere Perez

OIBR3 INFRACO É 60R$📈💵📈💵📈💵...No LP📈💵📈💵📈💵...💰💰💰  ... (Leia Mais)

04.01.2021 21:57 GMT· 1 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.