O que esperar dos resultados da Petrobras em 2017?

O que esperar dos resultados da Petrobras em 2017?

Money Times  | 13.03.2018 15:28

O que esperar dos resultados da Petrobras em 2017?

Money Times - A Petrobras (SA:PETR4, (SA:PETR3)) apresenta ao mercado seus números referentes ao quarto trimestre de 2017 na quinta-feira (15). Os analistas preveem números fortes graças às cotações mais altas do petróleo no período, com reflexo nos preços praticados no mercado doméstico.

O time do Credit Suisse projeta um Ebitda (lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização) de R$ 24,5 bilhões, uma alta de 28% na comparação com o trimestre anterior. Quanto ao acumulado do ano, a expectativa é de um lucro líquido de R$ 449 milhões, ainda abatido por itens não-recorrentes, como o acordo de US$ 2,95 bilhões com a Justiça em Nova York.

Se confirmado o cenário base do banco suíço, “a Petrobras quebrará a série de prejuízos líquidos nos últimos três anos e, ainda, os acionistas preferencialistas receberiam um dividendo ao redor de 0,5% de dividend yield. Nós ainda não a vemos como uma clara oportunidade em termos de pagamento de dividendos”, diz relatório assinado por Andre Natal e Regis Cardoso.

Ainda no balanço, “olhando para o negócio de refinaria, supomos que a Petrobras não recuperou nenhuma fração de participação de mercado durante o quarto trimestre, com as importações mantendo-se constantemente elevadas, e esperamos que as taxas de utilização sigam estáveis em 77%”, avaliam Renato Salomone e André Hachem, do Itaú BBA, em nota a clientes.

Nesta terça-feira (13) na B3, as ações preferenciais da Petrobras recuavam 0,40%, cotadas a R$ 22,24, enquanto as ordinárias se desvalorizavam em 0,59%, a R$ 23,76. No mesmo instante, o Ibovespa perdia 0,65%, aos 86.338 pontos.

Em relatório divulgado na segunda-feira (12), o analista Gustavo Allevato, do Santander (SA:SANB11), atualizou as premissas para o setor e elevou o preço-alvo para a ação PETR3 de R$ 21 para R$ 27,20, reiterando a recomendação de “compra”.

“Apesar do desempenho significativo no preço da ação a partir de dezembro de 2017, acreditamos que a Petrobras permanece uma história atrativa no setor de petróleo”, escreve o analista, ressalvando o potencial risco político em meio às eleições e enfatizando os preços do petróleo, a provável aceleração nas vendas de ativos e a desalavancagem em curso.

Por Money Times

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

A Fusion Media não aceitará qualquer responsabilidade por perdas e/ou danos resultantes do uso de informações contidas neste site, incluindo dados, cotações, gráficos e sinais de compra/venda. Por favor, informe-se sobre os riscos e custos associados à realização de operações nos mercados financeiros, pois esta é uma das formas de investimento mais arriscadas que existem. As operações de compra e venda de divisas com margem são de alto risco e não são adequadas para todos os investidores. Negociar ou investir em criptomoedas traz consigo riscos potenciais. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. As criptomoedas não são adequadas para todos os investidores. Antes de decidir negociar moedas estrangeiras ou qualquer outro instrumento financeiro ou até criptomoedas considere cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite a risco.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Todos preços de CFDs (ações, índices, futuros), divisas e criptomoedas não são fornecidos por bolsas de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços de mercado o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. Por esse motivo, a Fusion Media não é responsável por quaisquer perdas em financeiras ou em negociações sofridas como resultado da utilização desses dados.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no website, com base na sua interação com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+