Bolsas da Europa fecham em baixa, com covid e crise política italiana

Bolsas da Europa fecham em baixa, com covid e crise política italiana

Estadão Conteúdo  | 19.01.2021 15:40

Bolsas da Europa fecham em baixa, com covid e crise política italiana

Os índices acionários das principais bolsas europeias fecharam em baixa nesta terça-feira, 19, em meio ao avanço da covid-19 na região, que leva os governos a reforçarem as medidas de restrição na tentativa de frear a disseminação da doença, e à crise política na Itália, que pode resultar na queda do primeiro-ministro, Giuseppe Conte.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,19%, a 407,92 pontos. Na contramão do mercado, a Bolsa de Lisboa que subiu ligeiramente.

A covid-19 segue a avançar a região, com o Reino Unido registrando mais uma vez seu recorde diário de mortos. Em Londres, o FTSE 100 recuou 0,11%, a 6.712,95 pontos. Na Alemanha, a expectativa é de que o lockdown seja renovado até o dia 14 de fevereiro. Em Portugal, também houve recorde de óbitos e há a ameaça de escolas fechadas em caso de se constatar que a variante britânica mais contagiosa é a dominantes no país, aumentando as restrições.

Na Itália, o Danske Bank destaca que Conte superou uma moção de censura na segunda-feira na Câmara dos Deputados, mas passará pelo mesmo voto nesta terça no Senado, com maior risco de derrota, o que o forçaria a renunciar.

Em Milão, o FTSE MIB fechou em baixa de 0,25%, a 22.441,72 pontos. Os bancos estiveram entre as maiores baixas, com Finecobank (MI:FBK) (-2,53%) e Mediobanca (MI:MDBI) (-1,76%).

Em meio à alta do petróleo em Londres e Nova York, algumas ações do setor deram fôlego aos mercados. Em Lisboa, a Galp (LS:GALP) subiu 1,94% e foi uma das responsáveis pelo PSI 20 fechar em alta de 0,35%, 5.077,21 pontos, sendo a única dentre as principais a operar no positivo.

Em Paris, a Total (PA:TOTF) avançou 0,46%, limitando as perdas do CAC 40, que recuou 0,33%, a 5.598,61 pontos. Na capital francesa, por sua vez, as ações do Carrefour (PA:CARR) vêm pressionando o índice e nesta terça fecharam em baixa de 2,98%, após o fracasso nas negociações que criariam o terceiro maior grupo do setor varejista do mundo.

Na Alemanha, o grupo Lang & Schwarz AG (DE:LUSGn), que controla o Lidl e seria um dos grandes concorrentes de uma fusão do Carrefour com a canadense Couche-Tard (TSX:ATDb), teve alta de 8,82%, limitando as perdas do DAX em Frankfurt, que caiu 0,24%, a 13.815,06 pontos.

Na Espanha, ainda afetada pela nevasca Filomena, a maior no país em décadas, o IBEX 35, em Madri, teve a maior baixa entre as bolsas europeias, em queda de 0,67%, a 8.199,00 pontos. A Inditex (MC:ITX), que controla a Zara, teve recuo de 0,92%, em meio à notícias de reestruturação de suas lojas físicas.

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
marcos silva
marcos silva

Esses países foram os primeiros a vacinar, por que ainda é tão alto o índice.  ... (Leia Mais)

20.01.2021 09:40 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.