Bolsas europeias variam e confiança sofre impacto do ataque, Dax estável

Bolsas europeias variam e confiança sofre impacto do ataque, Dax estável

Investing.com  | 20.12.2016 08:23

As bolsas da Europa variaram com os investidores ponderando sobre o suposto ataque terrorista e movimentos corporativos

Investing.com - Os mercados europeus apresentaram variação nesta terça-feira, com um possível ataque terrorista em Berlim causando impacto sobre a confiança, mas os movimentos corporativos levando os compradores para o mercado.

No meio da manhã no pregão europeu, o Euro Stoxx 50 registrou ganhos de 0,31%, o CAC 40, da França, subiu 0,37%, enquanto que o alemão DAX 30 registrou leve alta de 0,07%.

Um caminhão invadiu uma feira natalina em Berlim na noite desta segunda-feira, matando 12 pessoas e ferindo outras 48. A polícia de Berlim suspeita que o caminhão tenha sido direcionado intencionalmente para a multidão, como parte de um suposto ataque terrorista.

O incidente ocorreu logo após um embaixador russo ter sido baleado na Turquia nesta segunda-feira, supostamente por um policial à paisana.

Fortalecendo a confiança, uma série de movimentações corporativas deu aos investidores uma desculpa para comprar nesta terça-feira.

A Mediaset (MI:MS) decolou quase 18% nesta terça após a empresa de mídia francesa Vivendi (PA:VIV) afirmar que deve aumentar a oferta pela rival italiana para 30%, o limite legal até ser exigido que ela faça uma oferta de aquisição total.

A Lloyds (LON:LLOY) também anunciou um acordo de compra da unidade de cartão de crédito MBNA do Bank of America's (NYSE:BAC) por £ 1,9 bilhão (US$ 2,4 bilhões).

Também aumentando a confiança do setor financeiro europeu, o primeiro-ministro italiano Paolo Gentiloni anunciou, no fim desta segunda-feira, um plano para pedir ao parlamento do país uma quantia de € 20 bilhões (US $20,8 bilhões) para fortalecer o setor financeiro do país, incluindo o seu banco mais problemático, o Monte dei Paschi.

O calendário de divulgação de dados europeu é leve nesta terça, com os preços de fábrica alemães subindo mais do que o esperado em novembro, apesar de que a um ritmo mais lento do que no mês anterior.

Por outro lado, a balança da conta corrente da zona do euro se ampliou em outubro, enquanto que os investimentos na região diminuíram.

O Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) confirmou as expectativas do mercado ao manter a política monetária inalterada, reafirmando a meta dupla de menos 0,10% de taxas sobre as reservas excedentes e de 0% de rendimento no título da dívida do governo de 10 anos. O BoJ também apresentou uma visão mais otimista da economia, melhorando as projeções pela primeira vez desde maio de 2015.

Enquanto isso, os preços do petróleo mantiveram-se estáveis nesta terça-feira, com os investidores começando a encerrar as atividades, preparando-se para as festas de fim de ano.

As ações relacionadas ao setor de energia registraram altas leves, com a TotalSA (PA:TOTF), grande empresa de petróleo e gás francesa, subindo 0,34% e a italiana ENI (MI:ENI) e a norueguesa Statoil (OL:STL) sem variações.

As ações do setor financeiro apresentaram avanços significativos, com os bancos franceses BNP Paribas (PA:BNPP) e Societe Generale (PA:SOGN) registrando altas de 0,71% e 0,52%, respectivamente, enquanto que os alemães Commerzbank (DE:CBKG) e Deutsche Bank (DE:DBKGn) saltaram 1,42% e 1,74%.

Dentre os bancos periféricos, o banco italiano Intensa Sanpaolo(MI:ISP) avançou 1,00% e o Unicredit, também da Itália, (MI:CRDI) registrou alta de 2,19%, enquanto que os espanhóis BBVA (MC:BBVA) e Santander(MC:SAN) registraram alta de 0,31% e 0,24%, nesta ordem.

Em Londres, o FTSE 100, voltado às empresas de commodities, caiu 0,9%, com o enfraquecimento do setor de mineração.

As ações da Glencore (LON:GLEN) recuaram 1,15%, as da Anglo American (LON:AAL) registraram queda de 0,09%, as da Rio Tinto (LON:RIO) caíram 0,22% e as da BHP Billiton (LON:BLT) desvalorizaram 0,43%.

As ações do setor energético também sofreram perdas, com a BP (LON:BP) recuando 0,18% e a rival Royal Dutch Shell (LON:RDSa) apresentando queda de 0,24%.

As ações do setor financeiro variaram, com os títulos da HSBC Holdings (LON:HSBA) recuando 0,84% apesar de o Royal Bank of Scotland (LON:RBS) registrar aumento de 0,38%, enquanto que o Barclays (LON:BARC) e o Lloyds Banking (LON:LLOY) registraram altas de 0,74% e 1,76%, respectivamente.

Nos EUA, os mercados de ações mostraram uma abertura com leve alta. O Dow Jones Industrial Average futuro indicou uma alta de 0,09%, o S&P 500 futuro apresentou ganho de 0,11% e o Nasdaq 100 futuro registrou valorização de 0,06%.


Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+