Calendário Econômico - Fique por dentro dos assuntos relevantes da semana

Calendário Econômico - Fique por dentro dos assuntos relevantes da semana

Investing.com  | 17.01.2021 17:40

Calendário Econômico - Fique por dentro dos assuntos relevantes da semana

Por Noreen Burke e Leandro Manzoni

Investing.com - Joe Biden será empossado como o 46º presidente dos Estados Unidos na quarta-feira, com investidores esperando para ver como seus planos de estímulo e combate à pandemia serão implementados.

A audiência de confirmação de Janet Yellen como a primeira mulher secretária do Tesouro dos EUA está marcada para ocorrer na terça-feira. A semana encurtada do feriado também verá a temporada de balanços começar a sério nos EUA, com dezenas de relatórios de empresas do S&P 500.

O Banco Central Europeu deve realizar sua última reunião de política em um contexto de novos bloqueios para conter a pandemia. Enquanto isso, uma série de dados PMI dos EUA, zona do euro, Japão e Reino Unido na sexta-feira revelarão o estado da economia global no início de 2021.

No Brasil, a expectativa é com o início da vacinação contra o coronavírus após aprovaçao do uso emergencial das primeiras vacinas no país. No campo econômico, o Copom se reúne pela primeira vez no ano.

Aqui está o que você precisa saber para começar sua semana.

Confira o Calendário Econômico completo do Investing.com

1. Era Biden

Joe Biden será inaugurado como o 46º presidente dos Estados Unidos na quarta-feira, assumindo a liderança de um país devastado pela pandemia e enfrentando profundas divisões socioeconômicas.

Biden anunciou um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão, que inclui cheques de estímulo de US$ 1.400, mas isso pode ser uma faca de dois gumes para os investidores, reforçando o otimismo sobre as perspectivas para a recuperação econômica ao mesmo tempo em que aumenta as preocupações sobre como os EUA irão pagá-la.

O S&P 500 subiu nos primeiros 100 dias corridos de oito dos últimos 10 mandatos presidenciais, mas os primeiros 100 dias de Biden podem ser mais tensos do que os de seus antecessores. Ele precisa estimular a economia rapidamente, mas a estreita maioria dos democratas no Congresso significa que o tamanho e o momento do pacote permanecem incertos.

LEIA MAIS: Ações, títulos, criptomoedas e IPOs: os mercados estão em bolhas?

2. Audiência de confirmação de Yellen

O Comitê de Finanças do Senado realizará a audiência de confirmação de Janet Yellen para o secretário do Tesouro dos EUA na terça-feira, um dia antes de o presidente eleito Biden tomar posse.

Yellen, que anteriormente atuou como presidente do Federal Reserve de 2014 a 2018, deverá ganhar facilmente a confirmação no Senado e provavelmente será uma das primeiras escolhas do gabinete de Biden a ser confirmada.

Yellen deve defender o pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão de Biden - gastos deficitários que ela diz serem acessíveis dadas as taxas de juros extraordinariamente baixas.

VEJA TAMBÉM: Onde está a base para um dólar forte e ouro fraco? Alta do dólar atinge diretamente demanda de petróleo

3. Temporada de Balanços

Os investidores estarão ansiosos para ver se os próximos resultados de balanços validam as expectativas de uma forte recuperação em 2021.

As ações dos Estados Unidos estão em níveis recordes, impulsionadas em grande parte pelo otimismo de que o lançamento da vacina permitirá uma recuperação, enquanto as esperanças de mais estímulos fiscais também sustentam as altas.

Os balanços para o último trimestre de 2020 serão encaminhados para valer com a divulgação dos resultados de Bank of America (NYSE:BAC) (SA:BOAC34), Goldman Sachs (NYSE:GS) (SA:GSGI34), Netflix (NASDAQ:NFLX) (SA:NFLX34), Charles Schwab (NYSE:SCHW) (SA:SCHW34), Procter & Gamble (NYSE:PG) (SA:PGCO34), United Airlines (NASDAQ:UAL) (SA:U1AL34), Intel (NASDAQ:INTC) (SA:ITLC34) e IBM (NYSE:IBM) (SA:IBMB34).

LEIA MAIS: Pós-pandemia: UBS dá ideias de investimento para 2021 e a próxima década

O lucro das empresas do S&P 500 deve diminuir 9,5% no último trimestre de 2020 em relação ao ano anterior, mas deve se recuperar em 2021, com um ganho de 16,4% projetado para o primeiro trimestre, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

4. Reunião do BCE e Copom

O BCE realizará sua primeira reunião de 2021 na quinta-feira. Os formuladores de políticas anunciaram um estímulo extra em dezembro, mas as perspectivas econômicas foram novamente obscurecidas pela descoberta de novas cepas de Covid-19 e pelo ritmo relativamente lento do lançamento da vacinação.

Motivo de preocupação? Não é bem assim, sugerem os comentários de Christine Lagarde. A chefe do BCE prevê uma recuperação à medida que a Covid-19 diminui, vendo o copo meio cheio, não meio vazio. A economia da Alemanha também é motivo de otimismo, encolhendo menos do que o esperado 5% em 2020.

Mas bloqueios prolongados vão doer. Contra esse pano de fundo, os mercados vão querer que o BCE sinalize seu compromisso de usar todo o poder de fogo de seu esquema de compra de títulos de emergência de 1,85 trilhão de euros (US$ 2,24 trilhões) - algo em que os formuladores de políticas parecem estar divididos.

No Brasil, ocorre a primeira reunião de política monetária do Copom em 2021. A expectativa é de manutenção da taxa Selic em 2% ao ano, mas com mudanças no comunicado, especialmente quanto ao forward guidance, que poderia ser retirado para indicar proximidade com a elevação da taxa de juros após o IPCA fechar 2020 acima da meta de 4,25%, a 4,52%.

ENTREVISTA - UBS-BB: BC só deve retirar forward guidance na reunião de março

5. Dados econômicos e Vacinação no Brasil

Os primeiros dados PMI de 2021 dos EUA, zona do euro, Reino Unido e Japão estão programados para serem divulgados na sexta-feira e podem ser mais fracos do que o previsto.

Embora as apostas de recuperação econômica ainda existam, novas restrições e o aumento do número de vírus estão lançando dúvidas sobre as previsões.

Outros dados para assistir esta semana incluem relatórios sobre o setor habitacional dos EUA, que foi impulsionado por taxas de juros baixas recordes de hipotecas. Os números de início de construção de moradias de quinta-feira e os números de vendas de casas existentes de sexta-feira devem permanecer fortes.

Enquanto isso, os dados do quarto trimestre e do ano inteiro PIB da China na segunda-feira podem mostrar que foi a única grande economia mundial a se expandir em 2020.

No Brasil, o dado econômico mais importante a ser divulgado é o IBC-Br de novembro pelo Banco Central. O indicativo do PIB da economia brasileira projeta alta de 0,86% no mês.

A maior expectativa, no entanto, é o início da vacinação no Brasil, após a Anvisa aprovar o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Oxford-AstraZeneca no país neste domingo. A Coronavac é produzida pelo Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac, enquanto a AstraZeneca é desenvolvidada pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, com a Fiocruz.

A vacinação terá o pontapé inicial com grupos de risco, como indígenas, idosos e profissionais de saúde. O Instituto Butantan entregará ainda neste domingo 4,6 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde, disseram o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e o presidente do Butantan, Dimas Covas.

Em entrevista coletiva no Hospital das Clínicas, logo depois de a primeira brasileira ser vacinada contra Covid-19 - a enfermeira Mônica Calazans, 54 anos - Covas disse que, das 5.994.576 doses da CoronaVac disponíveis, 4.636.936 serão entregues ao ministério e outras 1.357.640 ficarão em São Paulo. Segundo o presidente do Butantan, esses números foram definidos pelo Ministério da Saúde.

- Com informações de Reuters

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Humberto de Padua da Silva
Humberto de Padua da Silva

Não tem medo do vírus mas tem medo da vacina, vai entender a bozolândia....é muito olavo de carvalho na cabeça.  ... (Leia Mais)

18.01.2021 13:55 GMT· Responder
Heron Navarro
Heron Navarro

Que coisa horrível esse teatro montado em São Paulo... 😒 Palco, iluminação, som... 😒Gente sem coração... Malignos!!!  ... (Leia Mais)

18.01.2021 11:54 GMT· Responder
William Santos
William Santos

"A v@cin4 do But@nt4n veio para nós libertar desse is0lament0, mas o l0ckd0wn vai continuar " 🤔🤥🤯  ... (Leia Mais)

18.01.2021 10:27 GMT· Responder
Remela Gadoso
Remela Gadoso

Di#mas Cova$... Um sobre nome ajuda a ter bons "empregos", não?!  ... (Leia Mais)

18.01.2021 03:21 GMT· 2 · Responder
Alessandro Mueller
Alessandro Mueller

Não vou tomar kkk ; ñ fiquem com medo ; isso alimenta o vírus  ... (Leia Mais)

18.01.2021 01:56 GMT· 2 · Responder
Marcio Reinert
Marcio Reinert

Vamo que vamo. 50% de eficácia é melhor que nada. srsrsrsr. opa. vou pro fim da fila.   ... (Leia Mais)

18.01.2021 00:12 GMT· 1 · Responder
Marcio Silva
Marcio Silva

Feriados  ... (Leia Mais)

17.01.2021 23:40 GMT· Responder
Julio Bressan
Julio Bressan

Não pode vacinar a população toda de uma só vez. Muito arriscado.   ... (Leia Mais)

17.01.2021 23:26 GMT· 5 · Responder
Elielson Matos
Elielson Matos

Semana vai ser bastante movimentada com acontecimentos inéditos que fazem as projeções terem um pouco de sadismo   ... (Leia Mais)

17.01.2021 23:22 GMT· Responder
João Carlos Garcia Ramos
João Carlos Garcia Ramos

Qual o cronograma de produção dos outros milhões de doses para atender a população brasileira estimada em cerca de 200.000 de cidadãos ? Quantas doses serão produzidas/fornecidas pelo Butantan? Quantas pela Fiocruz? Quantas serão da Sputinik? Quantas serão de outros Laboratórios? João Carlos   ... (Leia Mais)

17.01.2021 21:17 GMT· 5 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.