HSBC deve receber ofertas por unidade brasileira em junho, dizem fontes

HSBC deve receber ofertas por unidade brasileira em junho, dizem fontes

Reuters  | 13.05.2015 12:05

HSBC deve receber ofertas por unidade brasileira em junho, dizem fontes

Por Guillermo Parra-Bernal e Pamela Barbaglia

SÃO PAULO/LONDRES (Reuters) - O HSBC pode selecionar uma proposta preferencial para sua unidade brasileira a partir do mês que vem, com expectativa de que a venda seja finalizada até agosto, disseram três fontes com conhecimento do processo.

O HSBC espera conseguir ofertas vinculantes pela unidade pelo final de junho, disseram as fontes, que pediram anonimato. A partir disso, a venda pode ganhar tração rapidamente já que a unidade detém só uma pequena fração dos ativos do sistema bancário brasileiro, observaram as fontes.

Por fim, os proponentes vão definir um preço pela unidade formalmente conhecida como HSBC Bank Brasil Banco Múltiplo, com base em quão rapidamente esperam que a unidade volte ao lucro, disseram duas das fontes. As ofertas pela unidade podem não superar o valor contábil, que é estimado atualmente em cerca de 10 bilhões de reais, afirmaram.

Notícias sobre a venda iminente surgem após o presidente-executivo do HSBC, Stuart Gulliver, ter mencionado Brasil, México, Turquia e Estados Unidos como possíveis mercados para alienação de unidades. O HSBC contratou o Goldman Sachs para coordenar a transação.

O HSBC Bank Brasil é o sétimo maior banco comercial do país e teve prejuízo líquido de 549 milhões de reais no ano passado.

As três fontes disseram que o Bradesco, o Santander Brasil e o BTG Pactual tiveram acesso aos documentos preliminares da venda. O canadense Bank of Nova Scotia havia nostrado interesse na inicialmente, mas isso perdeu força nas últimas semanas, segundo uma fonte.

O BTG Pactual estaria interessado apenas em "partes da unidade, especificamente as operações de gestão de fortunas e ativos", disse a primeira fonte, acrescentando que o HSBC "provavelmente não vai concordar com um desmembramento".

De acordo com a segunda fonte, há um interesse "considerável" de bancos chineses, vistos como capazes de fazer ofertas agressivas para vencer os rivais domésticos.

O Industrial & Commercial Bank of China está ponderando uma oferta, disse a primeira fonte, acrescentando que o China Construction Bank continua "muito distraído" com fatores desfavoráveis na aquisição do Bicbanco.

© Reuters. Gari descansa em frente a uma agência do HSBC em Curitiba

HSBC e Goldman Sachs, assim como o Bradesco, BTG Pactual e Bradesco não quiseram comentar.

Esforços para obter comentários do ScotiaBank, como o banco canadense é conhecido, como também dos bancos chineses ICBC e CCB não tiveram êxito.

(Reportagem adicional por Aluísio Alves)

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.