Ibovespa ensaia quebrar série de quedas com exterior benigno e recuperação de bancos

Ibovespa ensaia quebrar série de quedas com exterior benigno e recuperação de bancos

Reuters  | 10.01.2020 11:49

Ibovespa ensaia quebrar série de quedas com exterior benigno e recuperação de bancos

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista mostrava o Ibovespa em alta na manhã desta sexta-feira, ensaiando quebrar uma série de cinco pregões fechando no vermelho, em movimento favorecido pelo viés tranquilo no cenário externo e recuperação das ações de bancos.

Às 11:43, o Ibovespa subia 0,41 %, a 116.416,93 pontos. Nos últimos cinco pregões, o índice contabilizou uma perda de 2,2%.

O volume financeiro era de 3,077 bilhões de reais.

"Nosso mercado, ainda sem rumo em janeiro, pode ter um melhor desempenho hoje", afirmou a equipe da Planner, citando que sinais de que Estados Unidos e Irã se afastaram de ameaças deram novo ânimo aos mercados de risco.

"Além disso, na semana que vem está prevista a assinatura do documento para o acordo comercial entre EUA e China", acrescentou.

Dados norte-americanos nesta sexta-feira mostraram que o crescimento do emprego desacelerou mais do que o esperado em dezembro, mas o ritmo de contratação continua suficiente para manter o ritmo da expansão norte-americana.

Em Wall Street, o S&P 500 subia 0,20% logo após o início dos negócios.

No Twitter, o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimentos, avaliou que, no curto-prazo, na ausência de outros eventos no dia, o relatório de emprego dos EUA traz números bons para ativos emergentes e para um dólar mais fraco no mundo.

Da pauta brasileira, o choque da alta no preço da carne pressionou a inflação oficial do país no ano passado e o IPCA terminou 2019 acima do centro da meta oficial, com alta de 4,31%, mas dentro do limite pelo quarto ano seguido.

Em dezembro, o IPCA teve alta de 1,15%.

Para a equipe do Safra, a boa notícia é que alta de dezembro se concentrou em carnes e cuidados pessoais. Ele reiteraram a previsão de queda de 0,25 ponto percentual para a taxa Selic na próxima reunião do Copom, em fevereiro.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN avançava 0,7%, endossando a recuperação do Ibovespa, após recuar nos últimos cinco pregões, acumulando no período uma perda de mais de 8%. BRADESCO PN (SA:BBDC4) mostrava elevação de 0,3%, com todas as ações de bancos na composição do índice no azul.

- WEG ON (SA:WEGE3) tinha alta de 2,6%, após duas quedas seguidas, período em que acumulou declínio de mais de 5%.

- NOTRE DAME INTERMÉDICA ON subia 2,4%, no primeiro pregão após divulgar que seu conselho de administração aprovou programa de recompra de até 3,4 milhões de ações, equivalente a 0,6% do capital social da companhia. O anúncio vem cerca de um mês após oferta de ações da empresa, que movimentou o equivalente a 5 bilhões de reais e consistiu na distribuição primária de 65 milhões de ações e distribuição secundária de 22,75 milhões de papéis.

- CIELO ON (SA:CIEL3) valorizava-se 1,5%, após forte queda na véspera, a quinta consecutiva, ampliando as perdas no mês para quase 12%. O analista do Bradesco BBI Victor Schabbel, ex-executivo na Cielo, cortou na quinta-feira a recomendação do papel a 'underperfom' e reduziu o preço-alvo a 6,5 reais, citando que pressões sobre os resultados da empresa devem continuar e que um potencial 'upside' das renegociações sobre incentivos não deve ser suficiente para mudar a perspectiva.

- PETROBRAS PN (SA:PETR4) e PETROBRAS ON (SA:PETR3) caíam ambas 0,2%, tendo de pano de fundo fraqueza nos preços do petróleo no mercado externo.

- VALE ON (SA:VALE3) avançava 0,2%, acompanhando o tom positivo também no setor de mineração e siderurgia na Europa.

- SUL AMÉRICA UNIT recuava 0,9%, após renovar cotação recorde intradia mais cedo, a 65,18 reais. Até a véspera, quando o fechou na máxima histórica de 64,92 reais, as units acumulavam valorização superior a 8% em janeiro.

- BRASKEM PNA (SA:BRKM5) perdia 0,4%, também experimentando um ajuste de baixa, após ganho de mais de 7% nos dois pregões anteriores. Em 2020, a alta até a quinta-feira somava 16,75%.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara

soltam essas notícias aí vai o sardinha comprar e depois tá caindo...sempre assim. caiu 5 dias mas tá caindo bem leve...2%>>>. em dezembro aquela esticada dos futuros sem nenhuma notícia saiu dos 106000 pra 119000 pontos.   ... (Leia Mais)

10.01.2020 23:03 GMT· Responder
Maximiliano Alves
Maximiliano Alves

sqn  ... (Leia Mais)

10.01.2020 20:42 GMT· Responder
Filipe Abreu
Filipe Abreu

faiô  ... (Leia Mais)

10.01.2020 18:29 GMT· Responder
Adriano Ximenes
Adriano Ximenes

Ainda não vejo sinal de recuperação, os grandes bancos não retomaram a tendência de alta, o cenário permanece o mesmo do restante da semana. Agora por exemplo, as 15:23,  ITUB4, BBDC4 e SANB3 estão em queda novamente.  ... (Leia Mais)

10.01.2020 18:24 GMT· Responder
Leão Contábil e Investimentos
Leão Contábil e Investimentos

Alvo do Ibovespa para Swing Trade > 128 mil pontos.  ... (Leia Mais)

10.01.2020 17:12 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+