Ibovespa fecha em alta com ânimo global, mas coronavírus mantém volatilidade

Ibovespa fecha em alta com ânimo global, mas coronavírus mantém volatilidade

Reuters  | 04.02.2020 18:33

Ibovespa fecha em alta com ânimo global, mas coronavírus mantém volatilidade

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa teve a segunda alta seguida nesta terça-feira, endossado pelo clima favorável em bolsas no exterior, com dúvidas ligadas ao surto de coronavírus ainda presentes, mas medidas de liquidez do banco central chinês trouxeram alívio.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,81%, a 115.556,71 pontos, tendo superado 116 mil pontos no melhor momento da sessão. O volume financeiro do pregão somou 23,1 bilhões de reais.

Na visão do analista Ilan Arbetman, da Ativa Investimentos, a bolsa paulista respondeu ao ambiente de menor aversão a risco no exterior, em mais uma sessão de estímulos no mercado chinês.

O Banco do Povo da China injetou 1,7 trilhão de iuanes (242,74 bilhões de dólares) através de recompras reversas na segunda e terça-feira.

Arbetman destacou que o vírus ainda é considerado uma ameaça e as taxas de contágio não sinalizam arrefecimento, mas os desenvolvimentos até aqui não representam, na visão de muitos agentes, uma mudança da qual a China não se recupere.

Hong Kong registrou a primeira morte causada pelo vírus, a segunda fora da China continental e parte de um surto que já matou mais de 420 pessoas e se espalha pelo mundo.

De acordo com o analista da Ativa, até que fiquem claros os efeitos do coronavírus, a volatilidade tende a seguir presente, com alguns momentos também de recuperação como nesta sessão. "Ainda é prematura qualquer assunção sobre o vírus."

Da pauta brasileira, a produção industrial teve queda de 0,7% em dezembro sobre o mês anterior. Ante dezembro de 2018, caiu 1,2%. Os números foram piores que o previsto.

"A divulgação de hoje adiciona um desânimo com a atividade no curto prazo e aumenta a probabilidade de um PIB 2020 em torno de 2% em vez de 2,5%", avaliou o estrategista Felipe Sichel, do modalmais, em nota a clientes.

DESTAQUES

- VALE (SA:VALE3) subiu 2,67%, em sessão positiva para o setor de mineração e siderurgia, em linha com o desempenho de pares no exterior. GERDAU PN (SA:GGBR4) subiu 4,28%.

- COGNA ON avançou 5,58%, mesmo após anúncio de oferta de ações na sexta-feira. Em relatório, o Goldman Sachs afirmou que, embora o anúncio possa ter surpreendido alguns, se concluída, a oferta pode aliviar significativamente a situaçao de endividamento da empresa, dada a maior flexibilidade para buscar crescimentos orgânico e inorgânico. O banco reiterou recomendação de compra para as ações.

- GOL (SA:GOLL4) PN ganhou 2,36%, tendo de pano de fundo fraqueza do dólar ante o real e anúncio de codeshare com a American Airlines. A aérea e a Smiles (SA:SMLS3) também convocaram para o dia 5 de março assembleias para votar a reorganização societária do grupo.

- BRADESCO PN (SA:BBDC4) valorizou-se 0,06%, tendo no radar divulgação de resultado na quarta-feira e arquivamento pela corregedoria do Ministério da Economia de processo contra a instituição após a operação Zelotes. ITAÚ UNIBANCO PN fechou em alta de 0,79%.

- PETROBRAS ON (SA:PETR3) avançou 2,47%, apesar da piora dos preços do petróleo no exterior, em sessão também marcada pelas expectativas para a oferta de ações ordinárias da petrolífera em poder do BNDES, a ser precificada na quarta-feira. PETROBRAS PN (SA:PETR4) subiu 1,6%.

- EQUATORIAL ON (SA:EQTL3) avançou 3,86%. As contas de luz da distribuidora de energia Equatorial Alagoas poderão subir em média 12% a partir de maio, após reajuste extraordinário pedido pela empresa à Aneel.

- ULTRAPAR ON (SA:UGPA3) cedeu 0,91% e COSAN ON (SA:CSAN3) recuou 1,02%. O Credit Suisse chamou a atenção para dados sobre vendas de combustíveis mostrando perda de participação dos três maiores participantes do mercado. BR DISTRIBUIDORA ON cedeu 0,41%.

- B3 recuou 0,26%, após renovar cotação recorde na véspera, com a alta acumulada em 2020 ainda ao redor de 16%.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Pedro Junior
Pedro Junior

Pedro Junior da Silva oliveira   ... (Leia Mais)

04.02.2020 23:45 GMT· Responder
Pedro Junior
Pedro Junior

mia cota original 0001 002553664 8  ... (Leia Mais)

04.02.2020 23:43 GMT· Responder
Daniel Martins
Daniel Martins

WE ARE ALL GONNA DIE !!!!  ... (Leia Mais)

04.02.2020 23:27 GMT· Responder
Fabio Mariano
Fabio Mariano

cara do cé! força pra vcs!  ... (Leia Mais)

04.02.2020 22:05 GMT· Responder
Gerson Lima
Gerson Lima

fujam da corretora Clear. sistema travando o dia inteiro, nem com 4G resolve. uma porcaria essa Clear.  ... (Leia Mais)

04.02.2020 21:50 GMT· 19 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App