Gasto da China com defesa terá menor alta em 3 décadas, mas ainda subirá 6,6%

Gasto da China com defesa terá menor alta em 3 décadas, mas ainda subirá 6,6%

Reuters  | 22.05.2020 10:55

Gasto da China com defesa terá menor alta em 3 décadas, mas ainda subirá 6,6%

Por Yew Lun Tian

PEQUIM (Reuters) - Os gastos com defesa da China aumentarão neste ano no menor ritmo em três décadas, mas ainda assim subirão 6,6% em relação a 2019, já que o país enfrenta o que vê como ameaças de segurança crescentes e uma economia minguante.

A cifra, mencionada no orçamento nacional divulgado nesta sexta-feira como o equivalente a 178,16 bilhões de dólares, é acompanhada atentamente por ser considerada um sinal do quão agressivamente a China reforçará seus militares.

A economia chinesa encolheu 6,8% no primeiro trimestre de 2020 na comparação com um ano antes – um efeito da disseminação do novo coronavírus a partir da cidade central de Wuhan, onde surgiu no final do ano passado.

A China omitiu a meta de crescimento econômico anual pela primeira vez e prometeu apoio do governo à economia no relatório de trabalho do primeiro-ministro, Li Keqiang, nesta sexta-feira ao iniciar a reunião parlamentar anual da nação.

Apesar disso, Li garantiu que as Forças Armadas, as maiores do mundo, não serão prejudicadas.

"Aprofundaremos reformas na defesa nacional e nos militares, aumentando nossa capacidade logística e de apoio de equipamentos, e fomentaremos o desenvolvimento inovador de ciência e tecnologia voltadas para a defesa", disse ele aos cerca de 3 mil parlamentares do organismo essencialmente simbólico.

"Melhoraremos o sistema de mobilização da defesa nacional e faremos com que a união entre os militares e o governo e entre os militares e o povo continue firme como uma rocha", acrescentou ele ao discursar no Grande Salão do Povo.

Apesar do surto de coronavírus, as Forças Armadas da China e dos Estados Unidos continuaram ativas no disputado Mar do Sul da China e nos arredores de Taiwan, reivindicada por Pequim.

© Reuters. Delegados militares com máscaras de proteção chegam para reunião do Congresso do Povo Chinês em Pequim

A China ainda enfrenta tumultos em Hong Kong em reação aos seus planos de impor uma legislação de segurança nacional à ilha.

O coronavírus agravou os laços já fragilizados entre Pequim e Washington. O Ministério da Segurança Estatal alertou em um relatório interno que a China se deparou com uma onda de hostilidade por causa do surto, o que pode fazer as relações com os EUA degenerarem em um confronto armado.

(Reportagem adicional de Kirsty Needham em Sydney e Tim (SA:TIMP3) Kelly em Tóquio)

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.