Chineses puxam Vale com a compra de minério; e nos EUA semana de apreensão

Chineses puxam Vale com a compra de minério; e nos EUA semana de apreensão

Fabio Louzada  | 11.02.2019 09:59

Bom dia Investidores,

Na sexta-feira o Ibovespa começou em baixa, porém puxada por Vale (SA:VALE3) e bancos, se recuperou e fechou com uma alta de 0,99% aos 95.343 pontos. O giro financeiro foi de R$ 16,1 bilhões. Já a semana não foi positiva, com o índice caindo 2,57%, sendo a primeira semana negativa do ano.

O destaque da sexta foram as ações da Vale, que anteciparam a forte alta do minério com a volta do feriado dos chineses, que voltaram comprando tudo. As ações das principais concorrentes também subiram, a BHP com sede na Austrália e do Grupo Rio Tinto (LON:RIO), com sede no Reino Unido, também se aproveitando da alta do minério. A alta das ações da Vale foram de 3,77%, porém não foi suficiente para reverter a queda da semana, que fechou com baixa de 6,68%.

Já as ações da Petrobras (SA:PETR4), simplesmente acompanharam a alta do preço do barril de petróleo, e fecharam com alta de 0,16% na sexta, mas negativo na semana em 2,60%.

Enquanto isso, os bancos foram ajudadas pela alta da Vale, já que possuem uma quantia considerável de crédito para a companhia, e subiram na sexta. O Itaú (SA:ITUB4) saltou 2,14%, o Bradesco (SA:BBDC4) cresceu 1,06%, o Banco do Brasil (SA:BBAS3) subiu 0,14% e o Santander(SA:SANB11) saltou 2,47%. Porém os bancos fecharam negativos na semana, com o Itaú caindo 3,86%, o Bradesco com leve queda de 0,04%, o Banco do Brasil com baixa de 0,73%. A exceção foi o Santander que subiu 1,34% na semana.

Podemos destacar na sexta-feira a alta das ações da Sabesp (SA:SBSP3) que dispararam 6,08%, com a declaração de Maia que poderá colocar em votação a MP do saneamento, facilitando o caminho para a privatização da Sabesp, que já subiu 33,94% em 2019.

Já o dólar comercial subiu 0,63% e fechou cotada em R$ 3,73, sendo o terceiro dia consecutivo de alta, com isso a alta na semana foi de 1,96%. Com a desaceleração global e aumento dos riscos, principalmente para o dia 15/02, último dia da trégua para o shutdown, ou seja, paralisação do governo americano e o dia 01/03, dia em que o EUA aumenta de 10% para 25% as tarifas sobre importações dos produtos chineses, forçam os investidores a buscar moedas mais seguras, e encontram refúgio em três: Dólar Americano, Franco Suíço e o Iene Japonês.

Enquanto isso os DIs voltaram a subir, com os investidores ajustando as taxas após reunião do Copom, que pediu mais cautela, serenidade e perseverança. O DI jan 2021 subiu de 7,13% para 7,25% e o DI jan 2025 foi de 8,77% para 8,89%. Lembrando que os bancos começaram a reduzir a expectativa de inflação e taxa Selic, o Bradesco reduziu de 4% para 3,80% a expectativa de inflação para esse ano e baixou a taxa Selic para 6,50%, já o Itaú diminuiu a expectativa de inflação de 3,90% para 3,60% para o final de 2019.

Na agenda, hoje teremos os dados de inflação, com o IGP-M, que é composto por 60% do IPA(Índice de preços por atacado), 30% do IPC(Índice de preços ao consumidor) e 10% do INCC(Índice Nacional de custo de construção), às 8 horas. Além disso, teremos também o IPC-FIPE semanal.

No calendário de balanços, teremos a divulgação dos resultados de BB Seguridade(SA:BBSE3), Comgás(SA:CGAS5) e São Martinho(SA:SMTO3), todos no fechamento do pregão. Vale destacar que as ações da Comgás já subiram 38,29% em 2019.

Indo para os Estados Unidos, o dia foi misto, com o Dow Jones caindo 0,25%, o S&P 500 subindo 0,07% e o Nasdaq subindo 0,14%. Os investidores estão cautelosos com o desfecho de um novo shutdown e com as negociações com a China.

A agenda norte-americana será fraca, com o discurso da Michelle Bowman, que é diretora do FED e votará no FOMC, o Copom norte-americano e a expectativa de inflação ao consumidor.

Indo para a Europa, as bolsas abriram em alta considerável, com o DAX-30 de Frankfurt subindo 0,44%, o Ibex-35 de Madri subindo 0,55% e o CAC-40 de Paris subindo 0,63%. Na agenda, teremos agora às 7h30, a divulgação do PIB do Reino Unido. Vale destacar que Theresa May pediu neste domingo mais tempo ao parlamento para retrabalhar o acordo do Brexit com o bloco europeu, pois o prazo final para os britânicos deixaram a União Europeia é até 29/03.

Já na Ásia, hoje foi feriado no Japão, mantendo a bolsa fechada. Já na China, o Índice Shangai subiu 1,36% e na Coréia do Sul, o Índice Kospi subiu 0,17%.

Enquanto isso o preço do barril de petróleo retomou sua trajetória de alta, já que a situação política na Líbia gera ameaça a produção, diminuindo a oferta da commodity. Com isso o WTI subiu 0,15% e o Brent avançou 0,76%.

Para finalizar, as criptomoedas estão em direções mistas nas últimas 24 horas, com o Bitcoin caindo 0,13%, a Ripple caindo 0,26%, perdendo a condição de segunda maior moeda digital do mundo em valor de mercado, ficando atrás da Ethereum que subiu 2,87% nas últimas 24 horas e 12,29% nos últimos 7 dias. E o Litecoin continua sua trajetória de alta, subindo 2,47% nas últimas 24 horas e 32,16% nos últimos 7 dias, se consolidando como a 4ª maior moeda digital do mundo, mesmo assim, vale destacar que a moeda hoje é comercializada ainda, a mais de 80% abaixo da sua máxima histórica em dezembro de 2017.

Por Fabio Louzada – Eu me banco!

Acorda Mercado – Ano II, Edição 106

Fabio Louzada

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App