Milho Brilha com Sólido Rali, Enquanto Ouro e Petróleo Oscilam

Milho Brilha com Sólido Rali, Enquanto Ouro e Petróleo Oscilam

Investing.com  | 23.10.2020 12:12

Publicado originalmente em inglês em 23/10/20

As principais commodities, como petróleo e ouro, provavelmente fizeram com que alguns investidores ficassem com os nervos à flor da pele, devido às fortes oscilações de preço provocadas pela incerteza com a demanda de combustíveis, na era da pandemia, e com a disposição política para aprovar um estímulo contra a covid-19 antes da eleição norte-americana.

Aqueles que queriam uma movimentação mais calma e sólida podem tê-la encontrado em outro canto do mercado de matérias-primas: o milho.

À medida que as exportações de milho americano disparavam em um período de demanda incomum, o consumo de etanol, ração animal, xarope de milho e até mesmo plásticos estava prestes a registrar a quarta semana consecutiva de alta.

O milho se valorizou 4% em três das últimas quatro semanas, acumulando um salto de 32% no período. O produto deve encerrar o mês de outubro com uma alta de 9%, depois de um desempenho similar em setembro e uma corrida de 10% em agosto.

Corn Daily

Dan Hueber, analista veterano de grãos que escreve o Hueber Report, declarou o seguinte em seu relatório de mercado na quarta-feira:

“Mais uma semana de boas exportações de milho e grãos. Como uma criança mimada que sempre consegue o que quer, o comércio agora passa a esperar essa situação sempre nos números. Se esse for o caso, podemos estar prestes a ver uma reação nada boa."

“Entretanto, para a semana encerada em 15 de outubro, vendemos 1.831.600 milhões de toneladas de milho. O Japão foi o maior cliente, adquirindo 490,1k milhões, seguido da China, com 433.500, e do México, que comprou 377.400.”

O contrato futuro de milho com vencimento mais próximo na CBOT estava a US$ 4,16 por bushel no pregão de sexta-feira na Ásia, subindo US$ 3,16 em relação ao fechamento de julho.

Investidores ainda acreditam na valorização do milho

O Hueber Report observou que “os investidores não mostram qualquer sinal de desistência do milho”, já que “não há qualquer indicativo de que possa haver uma revolução”.

Mas também alertou que os indicadores de preço pareciam estar “extremamente sobrecomprados”, tanto no gráfico diário como semanal, o que sugeriria uma correção em breve, a fim de preservar a saúde do rali.

O Indicador Técnico Diário do Investing.com indica “Forte Compra” no milho da CBOT, projetando um upside de US$ 4,28 antes do rompimento.

Hueber também disse o seguinte:

“Estamos bem em cima de várias contagens de ciclos e atingimos o próximo alvo de retração a 4,14 ½. Mesmo assim, o mercado tem se segurado firme. É bom manter a paciência agora, mas não ficaria surpreso em ver uma reviravolta na próxima semana".

Jack Scoville, diretor de pesquisa em grãos do Price Futures Group, no entanto, afirmou que alguns no Meio-Oeste americano estavam fazendo estoque de milho na expectativa de melhores preços no futuro.

Ele explicou:

“Os agricultores estão segurando o milho para vender mais tarde, apesar dos spreads mais apertados. Os produtores não estão felizes com o preço, já que a soja está pagando muito mais, por isso estão vendendo soja e segurando milho".

O contrato spot da soja na CBOT estava a US$ 10,67 por bushel no início do pregão de sexta-feira. Os ganhos semanais da soja foram mais erráticos do que os do milho, subindo menos de 7% nas últimas quatro semanas, apesar de ter registrado cinco meses seguidos de valorização, o que corresponde a um prêmio de 27% desde o fim de maio.

Scoville afirmou que a colheita indicava mais uma boa safra de milho pela frente.

E afirmou ainda:

“A demanda está firme para exportações, embora o consumo doméstico tenha recuado em relação às estimativas anteriores. A demanda tem vindo principalmente da China, já que as empresas estatais compraram para fazer reserva, o que não deve parar”.

Ele afirmou também que a colheita no Meio-Oeste estava forte e com boas condições.

No que se refere à demanda de etanol, Scoville afirmou que os dados mostravam que a demanda estava desacelerando na semana passada para 913.000 barris por dia (bpd), uma queda de 24.000 bpd em relação à semana anterior e de 83.000 bpd em relação ao ano passado.

Aviso de isenção: Barani Krishnan não possui posições nas commodities ou investimentos sobre os quais escreve.

Investing.com

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.

';