Inflação Americana em Linha; Vendas no Varejo Surpreende

Inflação Americana em Linha; Vendas no Varejo Surpreende

Pedro Paulo Silveira  | 13.03.2018 11:26

Mercados Globais

Nesta terça-feira, os principais índices acionários negociam de forma mista, sem uma direção definida. Na Ásia, os mercados fecharam com leve alta, enquanto na Europa o principal índice (Eurostoxx 600) oscila próximo da abertura, em um dia de baixo fluxo de notícias. O indicador mais aguardado de hoje foi o índice de preços ao consumidor (IPC), nos Estados Unidos. Divulgado às 09:30, pouco impactou nos negócios até o momento, trazendo dados mistos para o quebra-cabeça da inflação americana. O IPC veio em linha com as expectativas, registrando alta de 0,2%. O seu núcleo também veio em linha com as expectativas, de 0,2%. Veja abaixo a divulgação mensal do índice, que apresentou uma desaceleração ante alta de 0,5% em janeiro:

Inflação nos EUA

O IPC não tem muito efeito sob as projeções do Federal Reserve, no entanto, continua a ser um forte indicador para mostrar a variação de preços para bens e serviços e sinalizar a trajetória da inflação. Em um momento em que a economia está aquecida, a inflação tem se mostrado fraca e dá poucos sinais de ajuste. Isso anima os mercados e corrobora para a abordagem gradualista de alta do fed funds. Em Wall Street, os índices futuros sinalizam uma abertura de alta, enquanto o dólar cai. O dólar passou a cair após a divulgação, uma vez que não há uma pressão adicional sobre os juros. O índice para o dólar tem queda de 0,22% e o euro registra alta de 0,28%.

Brasil

No mercado local, a abertura foi de alta. O movimento externo e a reação levemente positiva aos dados para a inflação devem dar um ânimo aos negócios. O dólar, como já mencionado, tem uma desvalorização:

Dólar vs Real

Ainda no cenário interno, diversas empresas têm reações mistas em meio a divulgação de balanços e ao anuncio de dividendos. Na agenda de indicadores econômicos, o IBGE divulgou as vendas. O comércio varejista apresentou crescimento de 0,9% em janeiro, após uma queda de 0,5% em dezembro. Com uma alta em quase todas as atividades do varejo (seis de oito), alta do varejo foi mais robusta neste mês. Além disso, a maior contribuição veio de um momento favorável para a recuperação, em um momento de redução dos juros e baixa inflação. Veja o gráfico abaixo, com a série acumulada no ano:

Volume de vendas

Agenda do Dia

Pedro Paulo Silveira

Artigos Relacionados

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

A Fusion Media não aceitará qualquer responsabilidade por perdas e/ou danos resultantes do uso de informações contidas neste site, incluindo dados, cotações, gráficos e sinais de compra/venda. Por favor, informe-se sobre os riscos e custos associados à realização de operações nos mercados financeiros, pois esta é uma das formas de investimento mais arriscadas que existem. As operações de compra e venda de divisas com margem são de alto risco e não são adequadas para todos os investidores. Negociar ou investir em criptomoedas traz consigo riscos potenciais. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. As criptomoedas não são adequadas para todos os investidores. Antes de decidir negociar moedas estrangeiras ou qualquer outro instrumento financeiro ou até criptomoedas considere cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite a risco.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Todos preços de CFDs (ações, índices, futuros), divisas e criptomoedas não são fornecidos por bolsas de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços de mercado o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. Por esse motivo, a Fusion Media não é responsável por quaisquer perdas em financeiras ou em negociações sofridas como resultado da utilização desses dados.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no website, com base na sua interação com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+