Brasil está preparado para dólar a R$4,10 ou R$4,20, diz Guedes

Brasil está preparado para dólar a R$4,10 ou R$4,20, diz Guedes

Reuters  | 15.08.2019 19:46

Brasil está preparado para dólar a R$4,10 ou R$4,20, diz Guedes

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O governo não teme um dólar acima de 4 reais porque o Brasil tem bons fundamentos, afirmou nesta quinta-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes, ressaltando que a desvalorização do real pode contribuir para a reindustrialização de alguns setores, como têxtil, calçados e autopeças.

"Se o dólar for para 4,10 reais ou 4,20 reias estamos preparados", afirmou Guedes em discurso durante evento do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), no Rio de Janeiro.

Ele frisou que não acredita na possibilidade de um "ataque especulativo" contra a real.

"Não temos nenhuma preocupação com a questão cambial e nossa dinâmica de crescimento é própria", afirmou, acrescentando que "nem mesmo uma eventual recessão nos Estados Unidos preocupa".

"Se o mundo desacelera, caem preços das commodities, o dólar pode subir um pouco mesmo, de repente você vai reindustrializar nos setores de autopeças, carros, têxtil, sapatos, móveis, não devemos temer o efeito contágio."

O dólar fechou em queda nesta quinta-feira, depois de na véspera terminar a 4,0405 reais, encerrando acima de 4 reais pela primeira vez desde maio.

Guedes relacionou a instabilidade recente do câmbio à desaceleração da economia global e à vitória da oposição nas eleições primárias na Argentina.

Ao comentar a mudança na atuação cambial do Banco Central, anunciada na noite de quarta-feira, o ministro afirmou que o país está fazendo "um bom uso de suas reservas internacionais" e destacou que a venda de dólares no mercado à vista ajudará a reduzir a dívida pública.

"Você recompra a dívida interna e reduz dratiscamente o déficit interno porque você reduz suas despesas de juros em reais. Então você pode investir porque você abre mão das reservas e aumenta capacidade de investimento", afirmou Guedes.

O BC anunciou que vai voltar a vender recursos de suas reservas este mês pela primeira vez em dez anos, para suprir liquidez ao mercado spot. A autoridade monetária afirmou que a medida pode contribuir para uma redução da dívida bruta, embora esse não seja o objetivo da iniciativa. [L2N25B1I8]

Ao ser questionado por jornalistas se haveria um limite para o uso das reservas para intervenção no câmbio, Guedes disse que esse o assunto é de responsabilidade do presidente do BC, Roberto Campos Neto.

O ministro disse ainda que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), vai encaminhar em breve o projeto de independência do Banco Central e que a "crise no Coaf" vai ajudar a acelerar essa discussão.

O governo definiu que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) --que era vinculado ao Ministério da Justiça mas foi realocado no Ministério da Economia por decisão do Congresso-- agora será transferido para a estrutura do Banco Central.

Guedes classificou a mudança como um "aperfeiçoamento institucional".

"A solução da crise do Coaf vai ser justamente colocá-lo dentro de um Banco Central independente, porque ainda nenhum dos Poderes pode dizer, nem o Supremo pode reclamar, que o ministro da Justiça estaria usando o Coaf para investigar", afirmou.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Francisco Acv
Francisco Acv

Ohh caba bom!!! kkkk  ... (Leia Mais)

16.08.2019 12:30 GMT· Responder
Michel Martins
Michel Martins

Absurdo. Não concordo com o posto ipiranga. Afeta nos preços no pais e ele sabe disso.   ... (Leia Mais)

16.08.2019 11:59 GMT· Responder
Bruno Bree
Bruno Bree

A galera entendeu errado. O que o Guedes disse é que o câmbio alto ou baixo o Brasil consegue suportar. Quanto as vendas sem recompra isso é parte da estratégia. O governo já esta fazendo projeto de lei para autorizar recebimento em moeda estrageira. Na verdade o governo vai arrecadar MUITO mais em dólar. Por isso ele não precisa recomprar. Meu palpite é do dólar em R$ 3.80 ate o final do ano e caindo.  ... (Leia Mais)

16.08.2019 11:41 GMT· Responder
Acácio Silva
Acácio Silva

Já que redução na selic não ajuda e entrar no ciclo de crescimento, vamos trabalhar de graça para os gringos!  ... (Leia Mais)

16.08.2019 10:31 GMT· Responder
Trump Trader
Trump Trader

Para um bom entendedor, entendeu que a subida do dólar é inevitável... até o posto Pitanga deu a deixa ; )  ... (Leia Mais)

16.08.2019 01:47 GMT· Responder
Danielle Franca
Danielle Franca

Política Monetária extremamente eficaz. Para quem não compreendeu, fica a dica o estudo das políticas monetárias e políticas cambiais que podem ser feitas pelo BC para controlar a oferta de liquidez no mercado. Excelente governo, excelente ministro. Tudo sobre controle como sempre devia ser. Brasil mostrando ser forte e independente.  ... (Leia Mais)

16.08.2019 00:19 GMT· Responder
Danielle Franca
Danielle Franca

Aumenta a liquidez no mercado. Isso é uma política monetária.   ... (Leia Mais)

16.08.2019 00:15 GMT· Responder
Maurício Winter Nicola
Maurício Winter Nicola

"ou 4,50, 5, 6...opa, acabaram as reservas. Vamos fazer como o Macri: Vamos pegar empréstimo no FMI. Dá super certo!!!"  ... (Leia Mais)

15.08.2019 23:18 GMT· 3 · Responder
Ederaldo Semioni
Ederaldo Semioni

Com toda a inércia de nosso nobre ministro,, se for pra esse vlr,, mtas empresas simplesmente quebram,, falar menos e trabalhar mais,,,,, 15 de agosto já, pra teu governo,,, vamos trabalhar,,,, chega de discursos  ... (Leia Mais)

15.08.2019 23:14 GMT· 1 · Responder
Luiz Marcelo
Luiz Marcelo

Não entendi  o motivo do BC vender Dólar a vista.  ... (Leia Mais)

15.08.2019 23:06 GMT· Responder
Nice Cambui
Nice Cambui

iiiii zebro...  ... (Leia Mais)

15.08.2019 23:01 GMT· Responder
Trump Trader
Trump Trader

Q-U-E-I-M-A-N-D-O AS RESERVAS construídas pelos “comunistas” ——— pensei que os “vermelhos” tinham saqueado a bananolândia ——— Enquanto isso, o presidentO trocando os DÓLARES por BANANAS vai criar uma nova VENEZUELA PORTUGUESA ; )  ... (Leia Mais)

15.08.2019 22:24 GMT· 3 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+