Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Investing.com  | 15.09.2019 14:06

Calendário Econômico - 5 principais eventos desta semana

Investing.com - Os preços do petróleo reagirão quando os mercados abrirem após um ataque a uma importante unidade de produção saudita, em meio a incertezas sobre o quanto a oferta global será interrompida. Os investidores também estão se preparando para outro corte nas taxas de juros do Federal Reserve nesta semana, bem como uma enxurrada de decisões sobre taxas de outros bancos centrais do mundo.

Aqui está o que você precisa saber para começar sua semana.

1. petróleo deve subir após ataque na Arábia Saudita

Os ataques de sábado às principais unidades de processamento da Arábia Saudita testarão a capacidade do mundo de lidar com uma crise de suprimento, uma vez que enfrenta a perda temporária de mais de 5% da oferta global do maior exportador de petróleo do mundo.

Os EUA culparam o Irã pelo ataque, que reduzirá a produção saudita em cerca de 5,7 milhões de barris por dia (bpd), mais da metade da produção do reino, de acordo com um comunicado da estatal, Saudi Aramco.

Os preços do petróleo podem subir vários dólares por barril quando os mercados abrirem na noite de domingo, pois uma interrupção prolongada poderá levar os EUA e outros países a liberar o petróleo de suas reservas estratégicas de petróleo para aumentar os estoques comerciais em todo o mundo.

"Os preços do petróleo subirão com esse ataque e, se a interrupção da produção saudita for prolongada, uma liberação das reservas estratégicas parece provável e sensato", disse Jason Bordoff, diretor fundador do Centro de Política Global de Energia da Columbia University, em Nova York.

2. Fed deve cortar taxas novamente

Espera-se que o Fed baixe novamente as taxas de juros na conclusão de sua reunião de política de dois dias na quarta-feira, a fim de compensar os riscos para a economia dos EUA das tensões comerciais entre Pequim e Washington, o Brexit e uma ampla desaceleração global.

Os investidores estão apostando em uma chance de 78,5% de corte na taxa de um quarto de ponto, de acordo com o Investing.com. O Fed cortou as taxas pela primeira vez em mais de uma década em julho.

"Acreditamos que o Fed decidirá a favor de reduzir as taxas de 25 pontos base no que poderá ser descrito como uma medida de seguro contra os ventos contrários à economia", escreveram analistas do ING em nota. "Além disso, um corte na taxa do Fed ajudará a acalmar a pressão ascendente sobre o dólar americano, dado o afrouxamento de políticas como as que foram tomadas pelo BCE."

3. Bancos centrais fazem "Super quinta-feira"

Quinta-feira trará reuniões de políticas no Japão, Reino Unido, Noruega e Suíça, após a decisão do Fed de quarta-feira e o pacote de estímulo da semana passada do Banco Central Europeu.

Espera-se que o Banco do Japão mantenha as taxas de juros inalteradas, a menos que a decisão do Fed abale os mercados e provoque um aumento no iene.

A Suíça, com uma taxa de juros de -0,75%, está quieta até agora com a perspectiva de emular a flexibilização do BCE, mas está preocupada com o aumento do franco para altas de dois anos em relação ao euro.

Não se espera que o Banco da Inglaterra faça alterações, mas sua declaração de taxa será observada de perto para detectar qualquer preocupação sobre as consequências econômicas do Brexit.

O banco central da Noruega pode subir novamente, mas com a onda de afrouxamento por toda parte, é muito provável que isso marque o fim de seu ciclo de aperto.

4. Esperanças comerciais

Assessores dos EUA e da China se reúnem na próxima semana antes das negociações planejadas entre os principais negociadores do comércio no início de outubro e os investidores estarão atentos a qualquer indicação de que as relações entre os dois lados estejam descongelando.

Pequim isentou alguns produtos agrícolas de tarifas adicionais sobre produtos norte-americanos na semana passada e o presidente Donald Trump adiou um aumento de tarifa em certos produtos chineses em duas semanas.

Os dados econômicos da China na segunda-feira, incluindo relatórios sobre produção industrial, vendas no varejo e investimento em ativos fixos, fornecerão algumas dicas sobre como a segunda maior economia do mundo está se saindo em meio à prolongada guerra comercial.

5.Dados econômicos e ganhos

O calendário econômico trará uma atualização sobre a saúde do mercado imobiliário dos EUA, com relatórios sobre a construção de casas novas e as vendas de imóveis usados. A gigante mundial do transporte FedEx (NYSE:FDX), considerada um dos principais indicadores da economia dos EUA, deve reportar seu balanço na terça-feira.

Na zona do euro, um relatório sobre o índice ZEW da Alemanha na terça-feira oferecerá mais informações sobre se a maior economia do bloco está a caminho de uma recessão após uma leve contração no segundo trimestre.

O Reino Unido deve divulgar dados sobre seu IPC, enquanto o Canadá também deve informar sobre seu IPC e vendas no varejo.

- A Reuters contribuiu para esta matéria.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Jonatas Brito
Jonatas Brito

Isso já era de se esperar... bom momento para vender minhas opções petri272  ... (Leia Mais)

16.09.2019 10:31 GMT· Responder
Ronaldo Cajares
Ronaldo Cajares

A “especulação” no valor do Brent é tudo neste cenário de desvalorização e de eleições americanas. Até onde há verdade nisso? A Arábia sofre ataque. Não há muito do por que (qual a motivação) os rebeldes houthis atacarem? Até agora especulação para este momento do cenário internacional podem ser: 1 inimigos da Arabia simplesmente 2 prejudicar as eleições americanas 3 grupo rebeldes financiados por terceiros para promover alta da comodite. Para um país riquissimo como a Arábia e que baseia sua economia no petróleo o minimo seria todo o exercito ou efetivo fazendo proteção total. Para a Arábia é comodo um único drone parar uma produção que chega a 5% da mundial por conta de um ataque mal esclarecido relacionando outros países e grupos rebeldes. Sinistro e pouco convincente a exposição dos complexos tão facilmente a ataques. Valorizar a comodite é tudo neste momento. Quando o Brent está em queda os conflitos imotivados começam para sustentar a alta. Mercenários servem a isso.  ... (Leia Mais)

16.09.2019 09:59 GMT· Responder
George Aidan Lago
George Aidan Lago

Já acabou a euforia, em alta sim. Mas sem loucura.  ... (Leia Mais)

16.09.2019 07:14 GMT· Responder
Anderson Damore
Anderson Damore

Putz tava tão triste na queda da Petrobrás quinta e sexta-feira...agora é só alegria rumo as 40  ... (Leia Mais)

16.09.2019 03:24 GMT· Responder
GERSON RODRIGUES PEREIRA PEREIRA
GERSON RODRIGUES PEREIRA PEREIRA

vou comprar pozinho de petro  ... (Leia Mais)

16.09.2019 02:30 GMT· 3 · Responder
fabio duarte
fabio duarte

como a petróleo está subindo e muito deva segurar nossa bolsa   ... (Leia Mais)

16.09.2019 00:56 GMT· Responder
Karen Carvalho
Karen Carvalho

Vocês acreditam que o petróleo vai continuar valorizando?   ... (Leia Mais)

16.09.2019 00:34 GMT· 2 · Responder
Karen Carvalho
Karen Carvalho

Vocês acreditam que o petróleo vai continuar valorizando?   ... (Leia Mais)

16.09.2019 00:34 GMT· 2 · Responder
Romulo Perentone Amorim
Romulo Perentone Amorim

amanhã a bolsa é para baixo. mercados futuros americanos já estão para baixo  ... (Leia Mais)

16.09.2019 00:24 GMT· Responder
Carl Vasc
Carl Vasc

Amanhã vai ser dia de tiro pra cima. Bolsa sobe.   ... (Leia Mais)

16.09.2019 00:07 GMT· 1 · Responder
Proudhon Mocelin
Proudhon Mocelin

Sexta comprei algumas ações da Petrobras  ... (Leia Mais)

15.09.2019 23:53 GMT· Responder
Proudhon Mocelin
Proudhon Mocelin

Sexta comprei algumas ações da Petrobras  ... (Leia Mais)

15.09.2019 23:53 GMT· Responder
LUIZ MENDES
LUIZ MENDES

petr4 sobe?  ... (Leia Mais)

15.09.2019 23:33 GMT· Responder
Rogério Fontes
Rogério Fontes

Comprei tudo na sexta pois sabia do ataque...mãe dina me avisou. 1000% me sigam que tenho mais dica. Outra barragem da Vale vai quebrar e as ações irão cair novamente nos próximas 24 horas  ... (Leia Mais)

15.09.2019 23:18 GMT· 1 · Responder
Thiago Maciel
Thiago Maciel

Que comecem os jogos!  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:59 GMT· Responder
Revoltado da bolsa
Revoltado da bolsa

Aí a PETR4 abre com gap de 10% de alta e cai tudo durante o pregão kkkk  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:31 GMT· 1 · Responder
Eduardo Abreu Miranda
Eduardo Abreu Miranda

acho que petro acompanha o Brent na segunda  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:31 GMT· Responder
Paulo Henrique de Matos
Paulo Henrique de Matos

Reuters aumenta a credibilidade que já tem.  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:29 GMT· Responder
LUIZ MENDES
LUIZ MENDES

o que acham, sobe a petr4? O Brent bombando.  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:29 GMT· Responder
Eduardo Abreu Miranda
Eduardo Abreu Miranda

o amigo comprou puts de petro?  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:28 GMT· Responder
Eduardo Abreu Miranda
Eduardo Abreu Miranda

o amigo comprou puts de petro?  ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:28 GMT· Responder
Marco Teodoro
Marco Teodoro

Bom que comprei umas opções fe petro na sexta   ... (Leia Mais)

15.09.2019 22:03 GMT· Responder
Camilo Felix Faustino
Camilo Felix Faustino

O mito da "sexta feira 13" vai ter que migrar para "segunda feira 16"  ... (Leia Mais)

15.09.2019 17:26 GMT· 5 · Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App

Baixe o App

Mais informações sobre o mercado, mais alertas, mais opções de personalizar seus ativos em sua carteira, apenas pelo App