Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado nesta quarta-feira

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado nesta quarta-feira

Investing.com  | 08.01.2020 09:32

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado nesta quarta-feira

Investing.com - Os mercados estão se recuperando com movimentos acentuados da noite para o dia após o ataque do Irã às forças lideradas pelos EUA no Iraque alimentarem temores de que essas retaliações levem a uma escalada no impasse entre Washington e Teerã.

Os futuros de ações dos EUA estão sinalizando para uma abertura em alta, mas os futuros da Dow estão em baixa por uma queda nas ações da Boeing, devido a outro acidente mortal de seus aviões.

Os preços do petróleo reduziram os ganhos durante a madrugada, mas permanecem mais altos, enquanto o ouro está próximo dos máximos de sete anos.

Aqui está o que você precisa saber para começar o seu dia nesta quarta-feira, 08 de janeiro.

1. Mercados minimizam tensões EUA-Irã

O nervosismo do mercado diminuiu na quarta-feira, após um frenético fluxo de negociações no início do dia, depois que um ataque com foguetes do Irã contra as forças americanas no Iraque levantou o espectro de um crescente conflito no Oriente Médio.

O pessimismo diminuiu depois do crescimento das expectativas de que os EUA parariam com uma forte retaliação ao Irã depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, twittou "Está tudo bem!" E "Até agora, tudo bem!".

O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, também twittou que os iranianos "não buscam escalada ou guerra".

O ataque com mísseis do Irã aconteceu no início da quarta-feira, horas após o funeral de um comandante iraniano que foi morto por um ataque aéreo dos EUA na semana passada.

2 . Futuros dos EUA recuperam terreno, mas acidente da Boeing pesa na Dow

Os futuros de ações dos EUA se recuperavam das suas perdas acentuadas, com o contrato de futuros do S&P 500 subindo 10 pontos, ou 0,3%, às 8h30 da manhã (horário de Brasília), enquanto o da Nasdaq 100 tinha variação semelhante. Mas os futuros da Dow lutaram para avançar, pressionados por uma queda nas ações da Boeing (NYSE:BA) nas negociação antes do pregão.

As ações da Boeing foram atingidas pelas notícias de que um avião Boeing 737 da Ukraine International Airlines explodiu logo após a decolagem de Teerã na quarta-feira, matando todas as 176 pessoas a bordo em um acidente que um relatório inicial atribuiu à falha do motor.

Um porta-voz do fabricante disse que estava coletando mais informações.

O 737 não tem o recurso de software implicado em falhas do 737 MAX. A Boeing suspendeu os voos e vendas de sua frota 737 MAX em março, depois de dois acidentes que mataram 346 pessoas.

3. A demanda por ativos refúgio diminui

A demanda dos investidores por ativos de refúgio diminuiu à medida que a reação brusca dos investidores em relação aos ataques iranianos contra alvos americanos no Iraque se dissipa. O ouro, que antes passava por US$ 1.600 a onça, caiu para US$ 1.582.

O rendimento dos títulos de 10 anos do Tesouro dos EUA ficou em 1,7951%, abaixo do fechamento de 1,825% na terça-feira.

Nos mercados de câmbio, os ataques levaram o iene a atingir máxima de três meses além de 107,7 por dólar, mas perdeu os ganhos para negociar a 108,4. Outra moeda de porto seguro, o franco suíço, também desistiu de ganhos.

4. Petróleo diminui ganhos, dados de estoque aguardados

Os preços do petróleo estavam mais altos, mas recuaram da maioria de seus ganhos iniciais, à medida que diminuíam os temores sobre a perspectiva de interrupções no fornecimento no Oriente Médio.

O petróleo Brent , a referência global, subia US$ 0,56 centavos, para US$ 68,84, às 8h30 da manhã (horário de Brasília), depois de subir anteriormente para seu nível mais alto desde meados de setembro de 2019, de US$ 71,75.

Os contratos futuros de petróleo dos EUA ficavam em US$ 62,97, atingindo US$ 65,85, o maior valor desde o final de abril do ano passado.

A Administração de Informações sobre Energia (EIA, na sigla em inglês) deverá reportar uma queda de cerca de 3,6 milhões de barris ao emitir números oficiais dos estoques às 10h30, de acordo com as previsões dos analistas compiladas pelo Investing.com.

5. Dados do setor privado na frente de dados

Os números de emprego da ADP devem ser apresentadas às 11h15 antes do relatório de folha de pagamento não agrícola do governo americano - o famoso Payroll - para dezembro, acompanhado de perto na sexta-feira.

Economistas estão prevendo um aumento de 160.000 nas folhas de pagamento para o mês, acima do aumento morno de 67.000 observado em novembro.

O mercado está almejando o mesmo aumento nas folhas de pagamento não-agrícolas enquanto o Departamento do Trabalho avalia os números oficiais.

-- Com Reuters.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
GRACENIO LOPES
GRACENIO LOPES

dólar sem alteração na minha carteira, só uso reais.  ... (Leia Mais)

09.01.2020 02:51 GMT· Responder
GRACENIO LOPES
GRACENIO LOPES

bolsa em queda, pois arrebentou a alça.  ... (Leia Mais)

09.01.2020 02:50 GMT· Responder
GRACENIO LOPES
GRACENIO LOPES

pato Donald trump...ataca e mata general iraniano queijo sulamiranda. Aiatolado promete retalhação de roupa.  ... (Leia Mais)

09.01.2020 02:49 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 简体中文 繁體中文 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+

Baixe o aplicativo do Investing.com

Receba gratuitamente cotações, gráficos e alertas em tempo real sobre ações, índices, moedas, commodities e títulos. Acesse gratuitamente as melhores análises e previsões técnicas.

Investing.com é melhor no App!

Mais conteúdo, cotações e gráficos mais rápidos e uma experiência melhor estão disponíveis apenas no aplicativo.