ABERTURA: Ibovespa futuro opera em leve alta com sinais mistos do exterior

ABERTURA: Ibovespa futuro opera em leve alta com sinais mistos do exterior

Investing.com  | 18.10.2019 09:08

ABERTURA: Ibovespa futuro inicia a sexta-feira com leve desvalorização

Investing.com - Com início de queda no início da sessão desta sexta-feira, o índice Ibovespa Futuros opera com leve alta de 0,06% a 106.005 pontos às 09h26, em um cenário que se mostra indefinido no exterior com dados decepcionantes do crescimento da China no terceiro trimestre e apetite ao risco de ativos de países emergentes com cessar-fogo no conflito entre Turquia e curdos sírios. Já o dólar recua 0,27%, a R$ 41520.

- Cenário Interno

O IGP-M registrou alta de 0,85% na segunda prévia de outubro, depois de cair 0,28% mesmo período do mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira. O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

- Cenário Internacional

China

O crescimento econômico da China no terceiro trimestre desacelerou mais do que o esperado e para o ritmo mais fraco em quase três décadas, conforme a guerra comercial com os Estados Unidos afeta a produção industrial.

O Produto Interno Bruto (PIB) subiu apenas 6,0% na comparação com o ano anterior, marcando nova perda de força para a economia em relação ao crescimento de 6,2% no segundo trimestre.

Dados fracos da China nos últimos meses têm destacado a demanda mais fraca interna e externa. Ainda assim, a maioria dos analistas diz que o escopo para um estímulo agressivo é limitado em uma economia já com um grande volume de dívida após ciclos anteriores de afrouxamento.

“Dado que as exportações não devem se recuperar e dada uma possível desaceleração no setor imobiliário, a pressão de baixa sobre a economia da China deve continuar, com expectativa de que o crescimento do quarto trimestre caia para 5,9%’, disse Nie Wen, economista do Hwabao Trust.

Brexit

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, se empenhou nesta sexta-feira em persuadir parlamentares céticos a apoiarem o acordo de última hora fechado pelo Reino Unido com a União Europeia em uma votação extraordinária no Parlamento.

Em uma das maiores reviravoltas do drama de três anos do Brexit, Johnson surpreendeu seus oponentes na quinta-feira firmando um novo pacto com a UE, apesar de o bloco ter prometido que não renegociaria o tratado acertado no ano passado.

Mas Johnson, que foi garoto-propaganda da campanha do Brexit no referendo de 2016, precisa ratificar o acordo no Parlamento britânico, onde não tem maioria, e seus adversários planejam fazer o máximo de estrago político antes de uma iminente eleição.

Os números são apertados: Johnson precisa angariar 318 votos no Legislativo de 650 cadeiras para aprovar o acordo, mas seus aliados de um partido norte-irlandês refutam o pacto e os três principais partidos da oposição prometeram rejeitá-lo.

Cessar-fogo de cinco dias na Síria

O presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan concordou com um cessar-fogo de cinco dias no norte da Síria, sob pressão dos EUA. As forças armadas turcas atacam combatentes curdos em uma frente de centenas de quilômetros, mas encontram uma resistência liderada por forças do regime sírio e seus aliados russos. O cessar-fogo remove uma ameaça imediata de escalada de agressões que poderia prejudicar qualquer um dos dois maiores mercados emergentes da Europa, além de favorecer a disposição de investidores a alocar recursos em outras economias emergentes.

A lira subiu 0,7% em relação ao dólar, mas registrou alta intradiária nos relatórios de bolsões que continuam em batalha. O rublo subia dentro uma distância segura de três meses, apesar da contínua fraqueza nos preços do petróleo, que geralmente determina a taxa de câmbio.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,18%, a 22.492 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,48%, a 26.719 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,32%, a 2.938 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,42%, a 3.869 pontos.

A sexta-feira mostra-se de rumos distintos para os principais mercados de ações da Europa. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 0,03% aos 12.660 pontos, enquanto quem em Londres o FTSE também avança 0,04% aos 7.184 pontos. No caso de Paris, o CAC cede 0,35% aos 5.653 pontos.

COMMODITIES

Na jornada desta sexta-feira na bolsa de mercadorias de Dalian, na China, os contratos futuros do minério de ferro encerram com valorização, encerrando uma sequência de quedas. O ativo de maior volume de negócios, com data de vencimento para janeiro de 2020, avançou 0,74%, a 616,00 iuanes por tonelada, diante de um valor de liquidação da véspera de 611,50 iuanes por tonelada.

Em relação ao vergalhão de aço, a sessão teve rumos distintos nos para os papéis futuros, na bolsa de mercadoria de Xangai, também na China. O contrato com maior liquidez, com entrega para janeiro do próximo ano, teve ganhos de 6 iuanes, fechando o dia a 3.310 iuanes por tonelada. Já o de maio de 2020, segundo mais negociado, recou 1 iuan para 3.189 iuanes por tonelada.

Já para o petróleo, o dia é positivo nas principais praças, com o barril do tipo Brent, de Londres, somando 0,43%, ou US$ 0,26, a US$ 60,17. Já em Nova York, o WTI avança 1,04%, ou US$ 0,56, a US$ 60,17.

MERCADO CORPORATIVO

- Banco do Brasil (SA:BBAS3)

O Banco do Brasil (SA:BBAS3) precificou uma oferta secundária de ações em 44,05 reais cada, disseram duas fontes com conhecimento do assunto.

O Banco do Brasil (SA:BBAS3) e o FI-FGTS captaram 5,8 bilhões de reais na operação. As unidades de banco de investimento da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, JPMorgan, Credit Suisse e XP Investimentos administraram a oferta.

- Petrobras (SA:PETR4)

Produção

A produção média de petróleo e líquido de gás natural (LGN) da Petrobras (SA:PETR4) no Brasil cresceu 16,9% no terceiro trimestre ante o mesmo período de 2018, para 2,264 milhões de barris por dia (bpd), em meio ao desenvolvimento da extração em novas plataformas, especialmente no pré-sal, informou a companhia nesta quinta-feira.

Na comparação com o segundo trimestre, houve um avanço de 10,3% da produção de petróleo e LGN, segundo relatório de produção e vendas trimestral da companhia.

Somando a produção total de óleo, LGN e gás natural, no Brasil e no exterior, houve uma alta de 14,6% entre julho e setembro ante o mesmo período do ano passado, para 2,878 milhões de barris de óleo equivalente ao dia. Em relação ao segundo trimestre, a produção total cresceu 9,3%.

Patrocínio

A Petrobras (SA:PETR4) encerrou um contrato de patrocínio com a equipe de Fórmula 1 McLaren, de 163 milhões de libras esterlinas, segundo documento publicado pelo Ministério da Economia nesta quinta-feira.

O contrato, assinado em 2018, marcou o retorno da petroleira estatal às pistas, por meio de uma parceria técnica que previa ainda fornecimento de combustível e óleos lubrificantes, além do compartilhamento de tecnologias entre as duas empresas.

“Um injustificável contrato de patrocínio da Petrobras (SA:PETR4) à equipe McLaren de Fórmula 1 —no valor de 163 milhões de libras esterlinas— foi encerrado”, afirmou o documento, elaborado pela Secretaria de Política Econômica, que detalha as ações do governo em seus primeiros nove meses.

- Comgás (SA:CGAS5)

O conselho de administração da Comgás (SA:CGAS5), do grupo Cosan (SA:CSAN3), aprovou a emissão de 2 bilhões de reais em debêntures, recursos que deverão reforçar o caixa da empresa e fazer frente a investimentos, segundo ata de reunião do colegiado divulgada nesta quinta-feira.

Ao final de julho, portaria do governo enquadrou projetos da companhia de distribuição de gás natural de São Paulo em norma de debêntures incentivadas.

A Comgás (SA:CGAS5) planeja investir cerca de 3,5 bilhões de reais entre 2019 e 2024, em projeto que prevê expansão da rede de distribuição, renovação e reforços da rede, além de tecnologia da informação, apontou o Ministério de Minas e Energia.

- JBS (SA:JBSS3)

A JBS (SA:JBSS3) Biodiesel, da JBS, tornou-se nesta quinta-feira a primeira companhia de biocombustíveis a obter certificação para emitir créditos de descarbonização (CBios) no âmbito do Programa Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio), conforme informação da empresa e da reguladora ANP.

A certificação, que está sendo pedida por uma centena de produtores de biocombustíveis, incluindo companhias de etanol, permitirá que as empresas possam emitir créditos para serem comprados a partir de 2020 por distribuidoras de combustíveis, como forma de compensação pelas vendas de combustíveis fósseis.

Assim, os CBios devem ser uma nova fonte de renda para o setor de biocombustíveis. A expectativa é de que quase 29 milhões de créditos sejam negociados no ano que vem, conforme meta estipulada pelo Conselho Nacional de Política Energética.

- Braskem (SA:BRKM5)

A petroquímica Braskem (SA:BRKM5) informou nesta quinta-feira que arquivou seu formulário 20-F referente a 2018 na Securities Exchange Comission (SEC, CVM norte-americana), após audiência na Bolsa de Valores de Nova York.

“A companhia solicitará à NYSE que retome a negociação das American Depositary Shares (ADS) e que encerre o processo de deslistagem de suas ADS”, afirmou a Braskem (SA:BRKM5) em comunicado.

O 20-F é um relatório com informações detalhadas que deve ser entregue anualmente por todas as empresas com papéis negociados em bolsas de valores dos EUA. A empresa vinha atrasando a entrega do documento desde o início de 2018.

Na semana passada, a Braskem (SA:BRKM5) havia arquivado o 20-F de 2017, após ter 2017, após ter descumprido vários prazos acordados para sobre o envio do documento, o que levou à suspensão dos negócios com ações da companhia do pregão da bolsa de Nova York, em maio.

- BNDES

Uma maioria de conselheiros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) decidiu nesta quinta-feira pela exoneração do diretor de crédito e participações André Laloni, disseram fontes a par do assunto, em meio a uma briga sobre a venda das participações societárias da instituição.

Laloni, ex-executivo do banco suíço UBS e da Caixa Econômica Federal, tinha pedido na semana passada afastamento apenas alguns meses após ser chamadopara o cargo, alegando questões pessoais.

- Vale (SA:VALE3)

A Baowu Steel Group, maior produtora de aço da China, assinou uma série de acordos de projetos estratégicos com a gigante brasileira de mineração Vale (SA:VALE3) na quarta-feira, informou a empresa em comunicado.

Os acordos de cooperação, que incluem siderurgia, logística, metais básicos, pesquisa e desenvolvimento de tecnologia, ajudarão a unir as empresas como parceiras estratégicas, disse Baowu nesta quinta-feira.

Baowu e Vale (SA:VALE3) concordaram em explorar oportunidades para estender seus projetos de joint venture, analisar projetos estratégicos de metais básicos internacionais e cooperar na cadeia de suprimentos para melhorar os embarques de minério de ferro de alta qualidade, disse o produtor de aço sem fornecer mais detalhes sobre o acordo

No mês passado, a Vale (SA:VALE3) anunciou que lançaria um produto de minério de ferro para pelotização, no primeiro trimestre de 2020, na tentativa de atender à crescente demanda por minério de alta qualidade na China.

AGENDA DE AUTORIDADES

- Jair Bolsonaro

O presidente da República inicia a sexta-feira se reunindo com Fernando Azevedo, Ministro de Estado da Defesa, participando em seguida da cerimônia em comemoração ao dia do Aviador e ao dia da Força Aérea, com Imposição da Medalha da Ordem do Mérito Aeronáutico.

Bolsonaro ainda se encontra com Augusto Heleno, Ministro-Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República; e Chefes das Delegações do BRICS 2019, fecha do o dia recebendo Pastor Gilmar Santos, Presidente da Convenção Nacional de Igrejas e Ministros das Assembleias de Deus no Brasil Cristo Para Todos (CONIMADB).

- Paulo Guedes

- Audiência com o Conselho Diretor da Associação Brasileira da Indústria Química – Abiquim;

- Audiência com Patrizia Tomasi-Bensik, sócia e presidente da empresa Planck E;

- Audiência com Perpétuo Cajazeira, presidente da Associação Brasileira de Desenvolvimento – ABDE;

- Audiência com Carlos Alberto de Oliveira Andrade, presidente do Grupo Caoa.

*Com Reuters

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+