Ação da Oi virou penny stock? O que isso significa para o seu portfólio?

Ação da Oi virou penny stock? O que isso significa para o seu portfólio?

Investing.com  | 27.09.2019 15:27

Oi pode ser obrigada a fazer desdobramento; o que isso muda para o investidor?

Investing.com - As ações ordinárias da Oi são negociadas abaixo de R$ 1,00 pela terceira sessão consecutiva nesta sexta-feira. O papel passou a casa dos centavos nesta semana com a sequência das notícias negativas.

O pregão de hoje leva a ação da tele a retornar ao nível de preço do fechamento de quarta-feira (R$ 0,98). Ontem, influenciadas pelas notícias de dificuldade de caixa da companhia e às poucas alternativas que restam para a venda de ativos para superar a recuperação judicial, papel fechou em baixa de 4,08% a R$ 0,94.

Esta semana foi a segunda vez que o papel ordinário da Oi ficou abaixo de R$ 1,00 em 2019. Em agosto, após especulações de que a Anatel poderia intervir na tele por causa de risco de caixa insuficiente para manter operações a partir de 2020, a ação ordinária despencou para R$ 0,73 no dia 20 de agosto, ficando abaixo de R$ 1,00 até dia 29 do mesmo mês.

Neste nível de preço, as ações podem ser classificadas como “penny stocks”, expressão em inglês com origem nos EUA que teria um significado semelhante a "tostões" em português. Mas a OIBR3 se enquadra como penny stock?

O que são as penny stocks?

As penny stocks se referem, em linhas gerais, a ações das empresas que são negociadas a valores muito baixos, na casa dos centavos nas unidades monetárias do dinheiro oficial de cada país na bolsa de valores.

Normalmente, isso significa que esses papéis representem empresas que já podem ter falido ou que possui pouco ou nenhum valor de capitalização, provavelmente por estar em momentos de dificuldades financeiras enfrentando uma recuperação judicial com risco de fecharem as portas.

Definição de penny stocks em cada país

Mas há conceituação técnica relacionado aos valores dos papéis de uma empresa para definir quais se enquadram como "penny stocks". Apesar de ter se originado nos EUA, as ações "penny stocks" em Wall Street não são aquelas que são cotadas abaixo de US$ 1,00, mas abaixo de US$ 5,00. Já no Reino Unido, o termo continua fidedigno à sua origem, denominando os papéis cotadas a centavos de libra esterlina.

Características de uma penny stock

Devido ao baixo valor, as penny stocks são papéis suscetíveis à alta volatilidade, além de ser de risco elevado, o que possibilita oportunidade de grandes ganhos e de grandes perdas aos investidores que apostarem nelas. Ou seja, a oscilação de 1 centavo de uma penny stock corresponde a uma variação acima de 1%. Por exemplo, uma ação cujo preço é R$ 20,00 na B3 tem uma variação de 0,05% caso oscile R$ 0,01. Agora se um papel é negociado a R$ 0,10, uma oscilação de R$ 0,01 corresponde a uma variação de 10%.

Caso o papel despenque, há risco também de o investidor não encontrar comprador por causa de sua baixa liquidez, outra característica de uma penny stock. Além disso, normalmente há poucas informações disponíveis dessas empresas, outro fator que aumenta o risco de se expor nesse tipo de ação. Geralmente, os investidores que alocam seus recursos nestas ações têm perfil agressivo.

Regras da B3 sobre penny stocks

No Brasil, a B3 tem uma restrição a negociação de ações na casas dos centavos. A regra da bolsa é que as empresas não podem ter preço de fechamento de suas ações abaixo de R$ 1,00 por 30 pregões consecutivos. A regra, de 2015, estabeleceu prazos para que as empresas com ações classificadas como penny stocks revertam a situação.

Caso isso aconteça, a empresa vai receber uma notificação da B3 e informar imediatamente ao mercado sobre ela por meio de fato relevante. Após ser notificada, a companhia tem 15 dias para apresentar um plano de ação e informar ao mercado as medidas que serão tomadas para modificar a situação e o prazo de cumprimento. Se o plano não for apresentado, a empresa fica sujeita à aplicação de multa pela B3.

O plano de ação tem que ter como objetivo que negociação da ação na B3 seja a um preço igual ou maior de R$ 1,00 durante seis meses, ou até a data da primeira Assembleia Geral após a data do envio da notificação caso seja primeiro a ocorrer. Se a empresa não conseguir retornar a esses preços, a B3 suspende a negociação do papel, com possibilidade de exclusão do registro.

O que a empresa pode fazer para reverter a situação?

A empresa pode apresentar no plano de ação um programa de recompra de ação ou buscar um comprador, lembrando que as ações penny stocks normalmente envolvem empresas com problemas operacionais. A alternativa mais comum sem envolver a troca de controle, contudo, é o grupamento de ações.

O que é o grupamento de ações?

Um grupamento de ações é quando uma empresa decide diminuir o número de ações disponíveis no mercado sem reduzir seu capital. Ou seja, a redução de papéis da empresa disponíveis na bolsa representa um aumento do valor de face da ação.

O que muda para o investidor detentor de ação que sofre grupamento?

Se uma companhia com uma ação cotada a R$ 1,00 realiza um grupamento de 10 para 1, significa que o detentor de 1000 ações pode passar a ter 100 ações, sem alterar o valor investido, que neste caso seria de R$ 1.000. A mudança seria na composição: em vez de 1000 ações cotadas a R$ 1,00 cada uma, o investidor teria 100 ações de R$ 10,00 cada.

Caso o investidor tenha um número que não seja múltiplo da proporção do grupamento, a Assembleia da companhia definirá o que fazer com as frações de ações. Existem dois caminhos naturais, a empresa pode optar doar ações do controlador para completar as frações ou juntar as frações em lotes, leiloar na bolsa e repassar o dinheiro proporcional aos acionistas.

No exemplo acima, se o acionista possuir 1.005 ações, no grupamento 10:1 ele passa a ter 101 ações se houver doação ou 100 papéis o valor da venda dos 5 restantes.

Histórico da Oi

A tele entrou informou em junho de 2016, quando anunciou dívidas no total de US$ 19 bilhões, com o Banco do Brasil (SA:BBAS3), BNDES e Caixa Econômica entre os maiores credores nacionais. A Oi também tinha dívidas com Bank of New York Mellon (NYSE:BK) e o Citibank, gestores de títulos internacionais bilionários.

O alto endividamento levou, em setembro do mesmo ano, a apresentar um plano para recuperação, com a proposta de transformar parte da dívida em ações, até o limite de R$ 32,3 bilhões, com um prazo de 10 anos para pagamento dos credores.

Nesta fase, a companhia passou a vender ativos como imóveis, empresas subsidiárias, operações de telefonia móvel e empresas abertas fora do Brasil. Além dos bancos, a tele também contava com outros tipos de credores que, somados, chegavam a 55 mil.

Durante a recuperação, um outro problema enfrentado pela Oi foi questão regulatória, uma vez que, por lei, era obrigada a manter as redes de telefonia fixa obsoletas, além de trazer impedimento para venda de alguns ativos. Com a aprovação da mudança da legislação, a expectativa é que a companha tenha economia de cerca de R$ 880 milhões, além da liberação dos ativos para venda.

No começo do ano, a Oi deu sinais de que estaria se recuperando da crise, passando a ser recomendada por analistas de grandes instituições, como Itaú BBA, Bradesco BBI e BTG Pactual (SA:BPAC11). A notícia que motivou o otimismo do mercado foi a do aumento de capital de R$ 4 bilhões, na fase final da reestruturação da dívida.

No entanto, nem tudo saiu como o esperado pela empresa e pelos analistas. A demora para aprovação no marco regulatório do setor de telecomunicações, o que aconteceu somente em setembro e que ainda depende de regulamentação, e a necessidade de seguir com investimentos, para cumprir o plano de recuperação judicial prejudicam o desempenho da companhia, que acumula prejuízos bilionários.

Como alternativa, enquanto buscam levantar recursos por meio de novas emissões ou pela venda de sua participação na Unitel, operadora de telefonia angolana, conselheiros e acionistas também estão na procura de possíveis compradores. Um dos caminhos, de acordo com o que havia sido noticiado, seria a venda fatiada das operações da Oi.

Nas últimas semanas o noticiário negativo voltou a se intensificar com a queda acentuada do caixa da companhia. Surgiram informações de conversas de venda para a TIM (SA:TIMP3), Vivo, Claro AT&T, China Mobile e também para a Huawei. No entanto, foram desmentidas ou não confirmadas.

Além disso a Oi informou na noite de ontem que não está avaliando a possiblidade de venda fatiada, o que pode dificultar encontrar um comprador.

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Meirinho Imóveis
Meirinho Imóveis

Quem viver verá. só a marca OI, vale alguns Bilhoes...não vai falir...  ... (Leia Mais)

16.10.2019 04:48 GMT· Responder
Robert Mendes
Robert Mendes

OI, acontecerá como na Magazine? Aguardemos as surpresas!  ... (Leia Mais)

15.10.2019 03:41 GMT· Responder
GEO FC
GEO FC

Notícias negativas, pelo contrário, são artigos assim que prejudicam o artigo.  ... (Leia Mais)

14.10.2019 18:06 GMT· Responder
Julio Souza
Julio Souza

“Surgiram notícias” que foram desmentidas. Essas fakes news deveriam ser investigadas. Leva investidores ao engano, gerando grandes perdas. Deveria ser verificado a mando de quem e para quem essas notícias falsas foram benéficas.   ... (Leia Mais)

01.10.2019 22:14 GMT· 1 · Responder
Will Mello
Will Mello

Tudo caminha para isso  ... (Leia Mais)

01.10.2019 12:08 GMT· Responder
Dirceu José Monteiro Cesar Filho
Dirceu José Monteiro Cesar Filho

oi vai desmembrar seus negócios..vender tudo a preço de banana...declarar falência..gerar um calote bionario...aguardem....  ... (Leia Mais)

30.09.2019 08:52 GMT· 1 · Responder
Diego Catunda
Diego Catunda

Compro quando tiver valendo um pozinho, tipo uns 3 ou 4 centavos.   ... (Leia Mais)

30.09.2019 05:37 GMT· Responder
Leandro Salles
Leandro Salles

quem acha que o valor da ação vai virar pó sai vendido   ... (Leia Mais)

30.09.2019 02:58 GMT· Responder
Marlon Eduardo
Marlon Eduardo

Não entendo oque esse monte de Urubu ta fazendo aqui jogando a zica na Oi.Se não sabe o motivo do porque investir em um tele em recuperação judicial que tem maos de 300km de fibra otima, com 17% da base de clientes móveis do Brasil, sabendo que a mesma se afundou por má gestão e corrupção, sai fora zica..  ... (Leia Mais)

30.09.2019 02:07 GMT· Responder
Diego Catunda
Diego Catunda

Oi é mico. Pessoal quer enriquecer fácil, vai perder dinheiro fácil.   ... (Leia Mais)

29.09.2019 23:30 GMT· 3 · Responder
Tiago Menegatti
Tiago Menegatti

nada mais de notícias destaques ? 2 dias a mesma notícia aí Petrobras pegando fogo e taus e nada aí que porcaria   ... (Leia Mais)

29.09.2019 23:08 GMT· Responder
Zé Dá recaída
Zé Dá recaída

O certo e ser desmembrada venda móvel e fica fixa está falida difícilmente recuperará  ... (Leia Mais)

29.09.2019 22:49 GMT· Responder
Wagner Rosa
Wagner Rosa

significa que vai quebrar logo logo  ... (Leia Mais)

29.09.2019 21:49 GMT· Responder
Elber Raminho
Elber Raminho

A pergunta é Quem não vai quebrar?   ... (Leia Mais)

29.09.2019 21:29 GMT· Responder
Ezehalles Monteiro
Ezehalles Monteiro

vou analisar o gráfico da oi e algumas matérias de analistas sobre um possível destino da empresa e tentar uma apostinha de 5 mil papais se chegar perto dos 50 centavos. o bicho pode ficar feio se a B3 suspender as negociações. :/  ... (Leia Mais)

29.09.2019 16:29 GMT· Responder
Cristiano Ossola
Cristiano Ossola

pessoal, não podemos prender de vista as regras básicas de alocação de capital... saber em que estamos colocando a grana e porque estamos colocando, não depender de notícias . se qualquer dos fatores for quebrado, sair sem olhar para trás... oi foi sempre muito arriscado e altamente especulativo. faz parte a perda do capital alocado.   ... (Leia Mais)

29.09.2019 15:24 GMT· Responder
Lucas Machado
Lucas Machado

infeluzmente tem um bocado de sardinha pobre que fica esperando pra comprar oi a 1 centavo pode esperar sentado piaba financeira  ... (Leia Mais)

29.09.2019 11:52 GMT· Responder
Lucas Machado
Lucas Machado

cpm certeza a golden tree entrou pra perder dinheiro na oi e cada vez so faz aumentar a sua posicao  ... (Leia Mais)

29.09.2019 11:50 GMT· Responder
Cristian Oliveira
Cristian Oliveira

Oi, a única empresa do planeta que está no caminho da insolvência e que está "torrando" o seu caixa com pesados investimentos. Aos ursos, pergunto: faz sentido? Só se... Dica: compre Oi, compre muito Oi.  ... (Leia Mais)

29.09.2019 05:15 GMT· 3 · Responder
Elber Raminho
Elber Raminho

Ja era !abusou do cliente ja era ! Vai virar pó.  ... (Leia Mais)

28.09.2019 19:53 GMT· 1 · Responder
Clóvis José Perinazzo
Clóvis José Perinazzo

Empresas q só dão prejuízos, é fria. Pegue as q pagam dividendos.  ... (Leia Mais)

28.09.2019 18:28 GMT· 1 · Responder
Michel Gil
Michel Gil

a Oi tem comprador podem achar que estou viajando mais tem mão dos Americanos para não vender aos chineses somente por que saíram na frente com a tecnologia 5G minha opinião Oi vai explodir pra cima.  ... (Leia Mais)

28.09.2019 18:20 GMT· Responder
Edson Rocha
Edson Rocha

Eu investi 4% do meu capital nela. Tem muita gente que compara a oi com outras empresas que faliram, como a OSX, porém estamos falando de uma empresa de tecnologia, a qual tem um backbone de fibra de dar inveja. Investimentos agressivos que dão maiores retornos, tive a oportunidade de investir na paranapanema, e tive retorno de 40%. Vale a pena arriscar na oi, boa sorte pra todos!  ... (Leia Mais)

28.09.2019 16:49 GMT· 3 · Responder
Joao Paulo Borges
Joao Paulo Borges

Quem quer chances de lucrar em 3 anos 400%, 500%, coloque uma grana que possa perder em Oi. Agora, se voce se satisfaz com 10%, compre Itau, Bradesco, etc. Risco x Retorno.   ... (Leia Mais)

28.09.2019 15:13 GMT· Responder
Marco Roberto
Marco Roberto

O Valor Patrimonial da Ação está na faixa dos R$ 4,30, ou seja, mais de 4x a cotação das ordinárias e cerca de 3x a cotação das preferenciais. É possível dizer que se realmente a Oi for vendida, o Patrimônio Líquido não cair muito e conseguirem recuperar a empresa, grande chance de reciperar pelo menos o VPA. Mas precisa de uma confluências de fatores positivos muito grande, é um investimento muito arriscado, eu colocaria só uma pequena parte do patrimônio, para tirar proveito caso aconteça essa virada de mesa.. Abraços!  ... (Leia Mais)

28.09.2019 15:02 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+