Oi: ainda dá para confiar no futuro da companhia após esta terça?

Oi: ainda dá para confiar no futuro da companhia após esta terça?

Money Times  | 11.12.2019 08:31

Oi: ainda dá para confiar no futuro da companhia após esta terça?

Money Times - O anúncio de que Eurico de Jesus Teles deixará, em 30 de janeiro, a presidência da Oi (SA:OIBR3) coroou um dia turbulento, que começou com a empresa no centro da 69ª fase da Operação Lava Jato. No cargo desde novembro de 2017, coube a Teles conduzir a parte mais pesada da recuperação judicial decretada em 2016.

O triunfo do plano é a esperança de muitos investidores para lucrar com os papéis da companhia, mas a dúvida é se ainda é possível confiar numa virada.

Os fatos mais recentes contribuem para o pessimismo dos investidores. Há poucos dias, a companhia pediu a prorrogação do prazo para concluir sua recuperação judicial, que deve encerrar em fevereiro de 2020.

Embora argumente, no pedido, que os planos estão caminhando bem, o mercado não gostou nada da possibilidade. Como resultado, a Oi apanhou na bolsa no pregão seguinte.

Pessimismo

A visita da Polícia Federal e do Ministério Público Federal à empresa, nesta terça-feira (10), também azedou o humor dos investidores. Enquanto a Lava Jato buscava evidências de que a Oi (SA:OIBR3) manteve relações ilegais com a Gamecorp, cujo sócio mais célebre é Fábio Luís Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, as ações apanhavam de novo no pregão.

Cada vez mais analistas são pessimistas em relação ao futuro da companhia. No início de dezembro, o banco suíço UBS reforçou a recomendação de venda dos papéis. Para se ter uma ideia, o preço-alvo estimado para 2020 é de apenas 55 centavos por ação.

Traduzindo, ainda haveria espaço para uma desvalorização de cerca de 40% para as ações ordinárias (OIBR3), que já são negociadas há tempos abaixo de R$ 1.

O relatório do UBS, assinado por Vinícius Ribeiro, lista uma série de questões relevantes para definir quanta esperança (e dinheiro) os investidores devem depositar na Oi em 2020. E tudo pode ser resumido de modo bem simples: a) qual é a estratégia para sair do buraco, e b) a companhia tem condições concretas de executá-la?

Jogando contra

A resposta não é óbvia, pois depende de fatores que, até aqui, não lhe são favoráveis. Um dos mais preocupantes é a forte queima de caixa. Apenas no terceiro trimestre, a operadora torrou quase R$ 1 bilhão.

Ribeiro, do UBS, indaga se a companhia terá perna para investir em negócios promissores no longo prazo, mas que demandam grandes desembolsos até darem retorno, como a implantação de uma rede de fibra óptica.

Uma saída para bancar os investimentos e conter a sangria do caixa é vender algum ativo. O candidato mais cotado é sua operação de telefonia celular. O problema é que muitos analistas não se convenceram de que a empresa esteja realmente empenhada em vendê-la.

Já em outubro, o Credit Suisse alertou sobre essa indisposição num relatório assinado pelos analistas Daniel Federle, Felipe Cheng e Juan Pablo Alba. Na ocasião, o banco afirmou que a maior chance de valorização da Oi na bolsa é a venda do negócio de telefonia móvel.

Seria tão bom, que os analistas estimavam um preço-alvo para as ações de R$ 1,55, caso isso aconteça.

Aventura fatal

Como se não bastasse perder caixa, a Oi (SA:OIBR3) também ensaia um movimento temerário na opinião da maioria dos observadores. A empresa pretende participar do leilão das redes 5G, que consta no programa de concessões e parcerias do governo federal e deve ser realizado no primeiro semestre de 2020.

Se a empresa se atrever a tanto, os investidores podem ficar ainda mais contrariados. O Credit Suisse, por exemplo, afirma que o movimento embute “substancial risco de downside [desvalorização]” dos papéis, uma vez que isso envolveria o desembolso de bilhões de reais.

Caberá, agora, ao novo presidente determinar se a empresa continuará causando calafrios nos investidores, ou se há motivos para acreditar numa reviravolta.

Por Money Times

Relacionadas

Últimos comentários

Adicionar comentário
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Russom
Russom

o presidente saiu agora mas isto foi anunciado 6 meses atras e o novo presidente já era o COO, portanto tocando as operações. O que saiu fingia que vendia a operação Angolana e agora as torres e imoveis. se vende ou não a telefonia movel e se torna uma companhia diferente é uma questão estratégica, se levar a uma companhia saudavel tuido bem, que vai trabalhar como provedora de serviços com uma malha importantissima de fibra otica. Quanto ao Lulinha, que a Oi esteve enrolada em muita coisa a 5 anos atras estava, mas isto já foi e os numeros já foram afetados e como. toda aquela historia com a Portugal telecom tambem está mal contada, portanto os diretores da epoca vão entrar na roda, inclusive o presidente que saiu. Vejam que entre os acionistas esta o Jerissaite atraves de sua controlada La Fonte, portanto o assunto é complexo.  ... (Leia Mais)

11.12.2019 18:06 GMT· Responder
Bruno Souza
Bruno Souza

Ignorante. Oi não é e nunca foi investimento. Oi é aposta. Não se investe em empresa quebrada, ao menos nós, plânctons. Meu dinheiro da cerveja está aqui. O do leite está em outras, como Itaúsa.  ... (Leia Mais)

11.12.2019 18:04 GMT· 2 · Responder
davidgomes
davidgomes

Poderia dizer que a matéria está tendenciosa, mas não preciso falar o óbvio, vejam os fundamentos da empresa e decidam se investem ou não! Somente por favor não considerem uma falácia inclinada como essa da citada matéria!  ... (Leia Mais)

11.12.2019 17:00 GMT· Responder
Franco Morales
Franco Morales

kkkmkkk.... outro dia comentei que a OI era mo roubada e um monte de gente criticou o meu comentário de não investir nisto. Agora olha a prova do problema aí.... vamos lá fiéis.... invistam na OI.... KKKKKKK  ... (Leia Mais)

11.12.2019 15:42 GMT· Responder
Rafa Investi
Rafa Investi

Impressionante a falta de qualidade dos textos da Money Times, esse texto é um claro exemplo de como sempre enxergam apenas a parte vazia do copo.  ... (Leia Mais)

11.12.2019 15:13 GMT· Responder
Diego de Almeida
Diego de Almeida

galera gostosa de tora grana nessa coisa kkkkk  ... (Leia Mais)

11.12.2019 14:50 GMT· Responder
Saint AF
Saint AF

O ex presidente da Oi, ficou 38 anos na Empresa, e saiu dizendo que a empresa é só ``pepino``, Ficou 38 anos em!!! Podem contar os dias que a PF vai achar muita coisa la dentro!!! Referente as açoes que ó foco aqui, tomara que caia um pouco mais, compro tuuuudo!  ... (Leia Mais)

11.12.2019 14:33 GMT· Responder
Edinaldo Costa Estrela
Edinaldo Costa Estrela

A sorte é que até os analistas realizam um trabalho fraco de análise.   ... (Leia Mais)

11.12.2019 14:18 GMT· Responder
Antonio Oliveira
Antonio Oliveira

Vai tudo bem na Oi.... Até o presidente pulando fora... Vai comprando...  ... (Leia Mais)

11.12.2019 14:17 GMT· Responder
Donald Trump
Donald Trump

Se tem o 9 dedos e o filho dele zelador de zoológico então acredito q é furada, nao preciso nem ler mateira...uma empresa quebrada, q pediu mais prazo pq ta acabando os 2 anos, nao paga e nao vai pagar nunca seus acionista pq o dinheiro vai pra quadrilha do 9 dedos. Que feche logo essa porcaria de empresa.   ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:57 GMT· 1 · Responder
JA ASF
JA ASF

entra GOV e vende as partes pq depois desta lava jato, vão aparecer tudo o q sabíamos só não acreditávamos!  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:53 GMT· Responder
Jorge Caio
Jorge Caio

quem da medo são vale e pe tro...uma mata e a outra rouba...a oi é pinto perto delas...imagina quem investe ...nelas  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:34 GMT· Responder
brasilstocks
brasilstocks

kkkk, agora tem analise de vendido publicando analise com argucias na área de noticias?  que loucura.  Esse site é serio ? agora tenho duvidas...  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:29 GMT· Responder
Eduardo Telles
Eduardo Telles

Que notícia tendenciosa. Essa está descarada  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:27 GMT· Responder
Eduardo Telles
Eduardo Telles

Que notícia tendenciosa. Essa está descarada  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:27 GMT· Responder
Fabio Dias Santana
Fabio Dias Santana

claro que da pra confiar. eu confio que ela vai falir  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:24 GMT· Responder
Cleberson Dos Santos Diniz
Cleberson Dos Santos Diniz

Apanhou do mercado ? e fechou e alta kkkkkkk  ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:22 GMT· Responder
Lusimar Marinho
Lusimar Marinho

Tô comprado e se a ação cair pra R$0,55 eu compro mais.   ... (Leia Mais)

11.12.2019 13:11 GMT· Responder
Marcio Ferreira
Marcio Ferreira

O cara menciona tudo o que aconteceu na empresa, não inventou nada.. Mencionou do desembolso que terá que fazer se participar do leilão.. Aí uma galerinha diz que é papo de vendido, que quer que caia pra comprar, sempre isso.. Quando a matéria fala bem, diz que é papo de comprado que quer que valorize mais.. 90% dos comentários nos fóruns são de desesperados, despreparados emocionalmente, mal educados, frustrados, sonhadores ... é patético, ridículo, asqueroso.. Apontem (os sabichões que vivem reclamando - fanfarrões) onde algum dos fatos mencionados está errado.. Estou comprado por especulação e não fico julgando matéria. Sei do meu risco e acabou.  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:40 GMT· 1 · Responder
Arthur Melo
Arthur Melo

Dizer que a venda da parte móvel é solução para empresa é balela, eu não me importo que caia aos 0.55, a OI deve participar sim do leilão 5G, isso é o que trará futuro para empresa a longo prazo, a matéria é tendenciosa, ora imagina, vender a parte móvel para ter uma valorização a curto prazo e a longo prazo como vai bater com concorrentes? a concorrência tá com medo da OI e quer fatiar ela? para mim parece que sim. não existe no mundo uma empresa com a estrutura da OI que quebrou, ou foi vendida COMPLETA ou recuperou, a concorrência quer comprar uma parte boa pagar barato e tirar ela da concorrência, inteligente isso né?  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:24 GMT· 3 · Responder
Fernando Martini
Fernando Martini

muita gente grande apavorado pra comprar barato....já estão conseguindo   ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:22 GMT· Responder
Thiago Henrique
Thiago Henrique

Q matéria mal.feita do caramba. Tá operando vendido investing?  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:18 GMT· 2 · Responder
Thiago Henrique
Thiago Henrique

" a polícia federal azedou os investidores" acho que não hein. ontem subiu 1%  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:17 GMT· Responder
Antonio Oliveira
Antonio Oliveira

Dá pra confiar sim.... Vai confiando... Compra mais...  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:16 GMT· Responder
Fernando Araujo
Fernando Araujo

Ontem a Oi apanhou tanto que fechou com 1% de ALTA. Money Times já está manjado  ... (Leia Mais)

11.12.2019 12:08 GMT· Responder
Discussão
Escrever uma resposta...
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.

Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos neste site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas neste site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos neste site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos neste site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.

English (USA) English (UK) English (India) English (Canada) English (Australia) English (South Africa) English (Philippines) English (Nigeria) Deutsch Español (España) Español (México) Français Italiano Nederlands Português (Portugal) Polski Русский Türkçe ‏العربية‏ Ελληνικά Svenska Suomi עברית 日本語 한국어 中文 香港 Bahasa Indonesia Bahasa Melayu ไทย Tiếng Việt हिंदी
Sair
Tem certeza de que deseja sair?
NãoSim
CancelarSim
Salvando Alterações

+